PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem)

Quais assuntos mais te interessam no blog Fatos de Fato?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Debate na Globo entre os presidenciáveis

Nesta quinta-feira, dia 30 de setembro, o povo brasileiro tem encontro marcado com o debate na Globo entre os presidenciáveis, a saber: Dilma Rousseff, José Serra, Marina Silva e Plínio Arruda.
Eu acho importante assistirmos a esses debates, até mesmo para termos respaldo para falarmos mal depois...
Ando cansada de ouvir o nosso povo brasileiro "sentando o pau" no Governo, reclamando de tudo, mas não faz o mínimo, que é saber, "na real", em quem estão votando!!!!
Interessante que a maioria de nós, por ignorância ou descaso, não saiba, por exemplo, para que servem os cargos pleiteados por nossos candidatos.
Para presidente, governador e prefeito temos uma "intimidade" maior porque os vemos com maior frequência na TV e em outros circos midiáticos, portanto, pela prática, sabemos para que servem, embora em quase nada cumpram com a competência de seus cargos.
Agora a "turma do Senado" é um problema sério!
No que aqueles "caras" de nomes longos interferem diretamente em nossas vidas como cidadãos brasileiros?
Deixei a preguiça de lado e corri para uma busca mais criteriosa à recém aniversariante Google (Gente, a Google fez 12 aninhos no último dia 27! Alguém aí já lhe deu os parabéns???? haha) para separar os Três Poderes por sua funcionalidade.

PODER EXECUTIVO

Poder executivo é o poder do Estado que, nos moldes da constituição de um país, possui a atribuição de governar o povo e administrar os interesses públicos, cumprindo fielmente as ordenações legais.

Fazem parte:

* Presidente (Poder Executivo Federal);

* Governador (Poder Executivo Estadual);

* Prefeito (Poder Executivo Municipal).

PODER LEGISLATIVO

Poder legislativo (também legislatura) é o poder do Estado ao qual, segundo o princípio da separação dos poderes , é atribuída a função legislativa (elaboração de leis, etc). Por poder do Estado compreende-se um órgão ou um grupo de órgãos pertencentes ao próprio Estado porém independentes dos outros poderes.

Fazem parte:

* Senadores (Poder Legislativo Federal);

* Deputados Federais ( Poder Legislativo Federal);

* Deputados Estaduais (P. L. Estadual);

* Vereadores ( P. L. Municiapal).

PODER JUDICIÁRIO

Poder judiciário é o conjunto dos órgãos públicos aos quais a Constituição Federal brasileira (a atual é de 1988) atribui a função jurisdicional (prestar julgamentos a tudo que fira as leis).

O Poder Judiciário é regulado pela Constituição Federal nos seus artigos 92 a 126.

Fazem parte:

* Juízes Federais (Poder Judiciário Federal);
* Juízes Estaduais (P. J. Estadual);
* Juízes Municipais (P. J. Municipal).

Obs.: 1) No Poder Judiciário não ocorre eleição pelo povo.
Os juízes são selecionados através de concursos.
2) Há ainda Justiças especiais referentes a áreas específicas, como Justiça Militar, Justiça Eleitoral, Justiça do Trabalho, etc.

Voltando ao tema 'Presidenciáveis', assisti ao outro debate ocorrido na Record, no domingo, e gostei bastante da condução dos candidatos.
Todos, sem exceção, mostraram suas verdadeiras faces.
Sim, por causa de alguns erros técnicos do canal, tiveram que dizer o que lhes vinha na cabeça, sem ficarem lendo aquela joça de texto preparado com antecedência o tempo todo e que "congela" os telespectadores, de tão teatral que acaba ficando!
O eleitor quer ver o político na sua naturalidade, o humano, o 'povo' de dentro deles que esmeram, geralmente, em esconder na aura de "intocáveis"!
Senhores candidatos, uma dica:
VOCÊS TAMBÉM SÃO POVO BRASILEIRO!
Ao invés de dizerem "O povo", digam: "Nós, o povo".
Por isso que tanto gostei daquele debate passado.
Políticos de verdade têm que ser assim, como vocês se mostraram por causa de falhas técnicas (Tomara que na Globo ocorram as mesmas! haha).
E, para fechar, digo que já sei em quem vou votar, eu que tinha muitas dúvidas.
Quem eu quero eleger presidente(a)?
Fala sério; o voto é secreto...

(Imagem:
http://www.sistemaodia.com/noticias/eleicoes-como-os-candidatos-vao-aparecer-nas-urnas-87816.html
Fonte de pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Poder_Executivo_do_Brasil)

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Qual é o seu tempero favorito?


Comida sem tempero, não existe!
Desde os condimentos embalados, ao básico e indispensável sal, o que ingerimos sempre tem aquele "quê" a mais que faz do nosso alimento cozido ou assado mais saboroso.
Eu, por exemplo, adoro 'cheiro-verde'!
Cresci em meio aos vegetais (couve, alface, tomate, batata-doce, cenoura, quiabo, pimentão, 'cheiro-verde' (o trio salsa, cebolinha e coentro) aipim, couve-flor, manga, goiaba, banana, abacate, maracujá, etc.) num bairro que já não era rural na época (o nosso quintal era um dos mais cultivados!) e, naturalmente, peguei gosto pelo verde.
Apesar de adquirir condimentos de fábrica, não abro mão de me alimentar com esses temperos naturais.
Eu sei de uma particularidade sobre 'cheiro-verde' que eu não tenho noção se muita gente conhece : geralmente quem gosta de salsa, não gosta de coentro, e vice-versa! (Faço parte do "clube do coentro" e não ligo lá muito para salsa...)
Dos temperos, sempre odiei pimentão, deixando no canto do prato, aquele "verdinho" dispensável.
Hoje em dia o curto muito em cachorros-quentes. Acho que ele é perfeito nesse tipo de lanche.
Tive a fase do orégano!
Lançava o seu conteúdo em qualquer prato que existisse, principalmente no feijão! (Aliás, conheci outro de fase "oreganística": meu ex-professor de Filosofia! Dizia ele que pizza sem orégano, não era pizza, também arremessando o tempero em QUALQUER comida que visse pela frente! haha)
Ah, também passei pela fase do louro! ( O tempero, não o homem! Os homens são sempre ótimos, dependendo do "tempero"... haha)
Gente, era um tal de SÓ comer o feijão-nosso-de-cada-dia se tivesse o tempero "papagaio" deitado nele!
E que tal a fase pimenta-do-reino e pimenta calabresa?
Pimenta, de qualquer natureza, não me faz muito bem (costuma me deixar com um pigarro esquisito) e mesmo assim a digeria sem dó, todos os dias.
Ultimamente eu tenho me aquietado mais com o tempero básico, como alho, cebola, 'cheiro-verde' e - Oh, que novidade! - sal.
Dos comprados em supermercados, uso muito o Sazon (Mas sem me lembrar daquela dupla fazendo comercial. Se eu vislumbrar mentalmente os rostos daqueles senhores, desisto de comprar na hora! haha).
Dessa marca, gosto muito do Sazon dos rótulos vermelho, marrom, verde-claro e do Sabor do Nordeste (esse vem com um gostinho bom de pimenta, mas sem exagero).
Será que esqueci algum deles?
E a pergunta é:
Qual é o seu tempero favorito?
Que pena que não possamos cozinhar via internet, colocando o tempero escolhido por cada um de nós...
Um dia, quem sabe, isso não será possível?!

(Imagem:
http://www.umassvegetable.org/ethnic-crops/crops/coentro.html)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O beijo do beija-flor


Sou uma dessas pessoas que tem a honra de ser visitada por beija-flores, de vez em quando!
Ultimamente eles andam sumidos, mas é sempre uma festa vê-los, com suas asinhas lépidas, olharzinhos desconfiados e brilho descomunal entre o verde, azul e alaranjado de seus 'corptichos" esbeltos!
Geralmente vem um de cada vez; um deles eu já tinha até marcado, por não ser muito arisco.
O legal é que os daqui "de casa" (já são até familiares, vejam só! haha) vêm pelo objetivo real: beijar as flores!
Digo isso porque o costume é se colocar um frasco de água com açúcar em forma de flor, para atraí-los.
Como temos lindas papoulas e lírios-do-campo, eles não perdoam uma sequer!
Uma época a "Dona Beija-Flor" cismou de fazer um ninho aconchegante numa mangueira mais idosa que tínhamos.
Hiper fascinante os dois filhotes sendo alimentados por ela, enquanto o corpo um do outro ía empurrando o irmão, literalmente para fora do eixo acolhedor.
Cresceram rapidamente!
Um bateu asas logo; o outro nos agraciou com sua bela presença ainda por umas duas semanas!
Lembro de pôr a mão no seu pequeno crânio "beija-florístico" e se retesar todo, apavorado com a invasão inóspita ao seu recôndito abençoado.
Com algum tempo, ele se acostumou comigo e já aceitava de bom grado o meu carinho verdadeiro.
No dia que fui ao seu ninho e não o vi, quase chorei!
Meu lindo beija-florzinho tinha aprendido a voar!
Claro, que com isso, aprendido a beijar, também...
E aí vai a pergunta: Será que o beija-flor menos arisco que vinha visitar nossa casa era ele? Será que ele se lembraria de mim?
Só sei que nunca mais olhei beija-flor de "qualquer maneira".
Sempre separo alguns bons minutos para observá-los e admirá-los!
O beijo do beija-flor parece sempre mais doce do que de qualquer apaixonado!
Embora ligeiro, o beijo dado naquela flor escolhida dentre tantas, me traz a ideia de vida, de cuidado, de amor.
Retirado o néctar, o beija-flor recompensa as flores com a sensação de utilidade que elas teriam se possuíssem consciência de si mesmas.
Um belo galanteador, um poema que voa, o irrequieto e faceiro beija-flor, que tanta paz carrega na sua sede de viver!

Não são vídeos lá de casa, mas eu gostaria que vocês dessem uma olhadinha nos que postei abaixo com beija-flores. Acho bem-vindo, sempre, contemplá-los na natureza!
E como falar desse pássaro encantador e não lembrar de Cazuza, com o seu Codinome Beija-flor?
Lancei a poética canção em forma de letra para o regozijo de todos!

Pra que mentir
Fingir que perdoou
Tentar ficar amigos sem rancor?
A emoção acabou
Que coincidência é o amor
A nossa música nunca mais tocou...

Pra que usar de tanta educação
Pra destilar terceiras intenções
Desperdiçando o meu mel
Devagarzinho,flor em flor
Entre os meus inimigos, beija-flor

Eu protegi o teu nome por amor
Em um codinome, Beija-flor
Não responda nunca, meu amor
Pra qualquer um na rua, Beija-flor

Que só eu que podia
Dentro da tua orelha fria
Dizer segredos de liquidificador

Você sonhava acordada
Um jeito de não sentir dor
Prendia o choro e aguava o bom do amor
Prendia o choro e aguava o bom do amor


(Imagem:
http://www.juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=1440240)




quinta-feira, 16 de setembro de 2010

As muitas coisas que ninguém gosta...


Estava pensando sobre isso, que há muitas coisas que não gostamos de fazer, mas que acabamos fazendo porque é bom para a saúde e/ou vida pública, ou por falta total de opção.
Por causa dessas situações non-gratas, acabei formulando uma "frase-efeito", que muito uso no meu cotidiano:
"Existem coisas que adoramos fazer. Existem outras, que odiamos fazer. Mas existem aquelas outras que odiamos fazer, mas TEMOS QUE FAZER!"
Eu lembro que ODIAVA ir à escola, não por não gostar de estudar.
Era porque passava alguns desenhos que eu amava, na hora de sair para o colégio, e não queria perdê-los; sem contar que ficar sentada numa cadeira por horas, é trabalho árduo para qualquer um!...
Algumas das muitas coisas que ninguém gosta de fazer:

* Esperar em fila de banco ou mercado;
* Ir fazer compra no mercado;
* Acordar muito cedo;

* Ir a médico;

* Marcar reunião com os pais ou ter que ir a Conselho de Classe (essa é para os professores!);

* Ingerir remédio de gosto amargo;
* Explicar assunto a alguém por horas e descobrir que a pessoa não escutou nem a terça parte;

* Ingerir alimento depressa;

* Chegar atrasado (a);

* Explicar ao chefe alguma mancada que você deu, sabendo que aquilo vale o seu emprego;

* Usar banheiro público;

* Pegar trânsito engarrafado;

* Usar calçado apertado;

* Rir de piada sem graça só para não magoar a pessoa;

* Estudar até tarde por causa da prova do dia seguinte;

* Ir à festa que você não conhece ninguém, mas o(a) seu (a) amigo(a) é o (a) aniversariante;

* Fazer "vaquinha" para comprar algo para colega de trabalho, só pra não ser visto(a) como "pão-duro";

* Fingir que não gosta de uma sobremesa, só para sobrar para as visitas (essa é triste!...);

* Ter que manter boas relações em ambiente de trabalho com gente que você detesta;

E o "auge das coisas detestáveis":
* Esperar por namorado(a) por tempos indefinidos, para a criatura dizer que não vem... (Bônus: a tal criatura não vem porque está muito gripada. Engana, que eu gosto! haha)
Bem, talvez vocês consigam lembrar de outras! Por ora, estou me lembrando dessas apenas...

(Imagem:
http://adrferreira.blogspot.com/2009/06/fila-no-mercado.html)

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

A vida é bela


A vida é bela porque vale a pena viver ainda que exista a dor da angústia, incerteza, da miséria, da imprudência...

A vida é bela porque no calor dos raios do Astro-Rei, sentimos um reviver de esperança que a monotonia do domingo poderia ter levado!

A vida é bela porque somos frutos do amor, e os infortúnios são só máscaras da alegria!

A vida é bela porque basta realçarmos nossos olhos em frente ao espelho com a força da maquiagem imaginária do dia, para sentirmos o clamor da vida lá fora, que chama, impulsiona, ordena, e não pede...

A vida é bela porque ser o que somos conjura em alguma coisa que sabemos não ser o acaso, e é nesse momento que percebemos a existência de nós, enquanto pessoas...

A vida é bela porque ela é feita das nossas impropriedades: não somos donos da Terra, do mar, das florestas, dos animais, e assim mesmo, somos donos...

A vida é bela porque é do nosso feitio nos vestirmos de feia obediência ao espúrio e corrermos do que é de fato passível de apreciação , podendo recomeçar do erro cometido, invertendo os valores!

A vida é bela porque é do pó que viemos e ao pó retornaremos.

A vida é bela porque tudo é cíclico: a natureza que toma, nos retorna; a água que passou, volta à sua afluência de rios e mares...

A vida é bela porque não precisamos pedir que o tempo passe: ele passa, passa, e passa, um tremendo mal educado, que não pede licença!...

A vida é bela porque a flor que fere é a mesma flor que enfeita.

A vida é bela porque se não estivéssemos aqui, estaríamos em outro lugar, justiça divina que não nos priva de darmos continuidade aos nossos direitos.

A vida é bela porque não há quem não queira viver, até mesmo aqueles que desistiram de viver...

A vida é bela mesmo quando a vida não está bela...

E a vida é bela porque... resposta infantil, talvez...

Porque... Porque...

Gonzaguinha que me socorra!

Porque... Porque...


Porque posso ficar com "a pureza da resposta das crianças"...


Porque... Ela é a vida!

E sendo assim, A VIDA É BELA!


Com a permissão do Pai, que nos abençoa com a certeza da dúvida:

A vida é bela, porque nunca percebemos o quão bela, ela de fato é...


(Imagem:
http://orquidarioreinovegetal.blogspot.com)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Scorpions para sempre II



Dando continuidade ao post anterior intitulado Scorpions para sempre, escrevo esse agora, o Scorpions para sempre II.
Deixem eu fazer uma pequena ressalva à brilhante e lendária história do Scorpions.
A banda é da Alemanha, surgida em Hannover, cidade natal de três de seus cinco integrantes atuais (Klaus, Rudolf e Matthias).
Foi formada inicialmente pelos irmãos Schenker (Rudolf e Michael) e Klaus, há mais de 40 anos.
Já teve vários integrantes como Herman Rarebell, Uli Jon Roth e o já citado Michael Schenker.
Atualmente conta com:

KLAUS MEINE - vocal
RUDOLF SCHENKER- guitarra
MATTHIAS JABS - guitarra
JAMES KOTTAK - bateria
PAWEL MACIWODA - baixo

James e Pawel são de outras nacionalidades (o primeiro é americano e o segundo, polonês).
Klaus e Rudolf nunca deixaram o Scorpions e são os principais compositores.
Triste lembrar que quase não teríamos Klaus nos vocais hoje em dia já que ele sofreu com um terrível nódulo na garganta na década de 70 para 80.
Após algumas cirurgias, voltou com força total, e seu poder de voz ficou ainda maior e melhor! ( os inenarráveis álbuns Blackout e Love at the first sting, que vieram depois dessas cirurgias, não me deixam mentir!)
O Scorpions é considerado o pai do hard rock e inspiração para o que é hoje o heavy metal.
Aliás, muitas de suas músicas mais pesadas têm batidas características de heavy metal tal como o reconhecemos (Blackout e Dynamite são bons exemplos do que digo).
Suas capas polêmicas condizem com o universo rocker da coisa.
Li em algum lugar que Klaus ficou aterrorizado com uma delas, a do álbum Virgin Killer, onde mostrava uma menina ainda impúbere nua com a genitália sendo atingida por uma espécie de arma que quebrou o "vidro".
É realmente forte e quase nada a ver com a temática da obra.
Meine explicou que o tal "matador de virgem" da letra de Virgin killer (música que dá nome ao álbum), não era propriamente um homem que seviciava donzelas, mas qualquer pessoa que mate a nossa virgindade, ou seja, inocência. A virgindade aqui é de sentimentos, e não física.
Lendo a letra, compreendemos perfeitamente o que ele quis dizer.
Fica evidente que é sobre os calhordas sociais como políticos, marginais de todas as espécies, falsos amigos, etc.
E claro, uma particularidade que sempre me arranca um sorriso dos lábios, é o fato da banda volta e meia se auto citar nas letras, uma evidência perfeita do que chamaríamos de "metalinguagem" se enfocássemos o aspecto literário.
Letras como as de Rock you like a hurricane, Sting in the tail, etc, trazem referências ao animal que lhe originou o nome, como o termo "ferroada" (lembremo-nos dos escorpiões e seus ferrões).
O mais legal disso tudo é que os tais "ferrões" nas músicas são do bem; esses "escorpiões" são inofensivos!...
Voltando a um campo mais sério, a banda costuma escrever letras de reflexão sobre a vida, a sociedade, e manda muitos recados amargos, embora muitos deles passem desapercebidos.
A melancólica canção Daddy's girl trata de caso pedófilo e incestuoso de um pai para a sua própria filha, cuja mãe nada faz, se omite do fato. A infeliz realidade acontecendo tantas vezes em nosso cotidiano...
O meu entendimento é que essa tal mãe da música é a nossa sociedade, mesquinha e cruel, que prefere viver na ilusão cômoda, que ir contra as maldades que existem a sua volta.
As músicas Alien nation e Sail of Charon, por exemplo, têm quase que a mesma temática, mas quase ninguém sabe do que se trata, e fiquei chocada quando descobri que ambas são verdadeiros alertas para a humanidade, para que tomemos cuidado com a podridão que anda escondida por baixo de tapetes nojentos. (A interpretação dessas letras não está escrita em lugar algum; cada um de nós é que tem que pesquisar, e muito...)
O mega sucesso Wind of change (por favor, não a chamem de a "Música do assobio" porque ela merece mais respeito! ) trata das mudanças ocasionadas na Europa como o fim da Guerra Fria e a queda do Muro de Berlim.
Como falar dessa queda, e não lembrar do que o meu querido amigo Radi Lopes me disse um dia desses? "Foram os solos de guitarra do Scorpions que primeiro trincaram o muro de Berlin; depois disso, ficou bem mais fácil derrubá-lo". Preciso dizer mais???? Simplesmente MAGNÍFICA a retórica dele...
Em se tratando de solos, seja de guitarra ou bateria, a banda está muito bem servida!
Tanto Jabs quanto Schenker são exímios guitarristas e nos proporcionam os famosos riffs decisivos que consagram suas canções mais marcantes (Sou fascinada pelos riffs de The same thrill, Hour 1, Passion rules the game e Don't make no promises , só para citar algumas!).
Kottak tem o privilégio de fazer parte de set list de show, com o seu Kottak Attack onde "solta a mão" na pobre da bateria e nós, fãs incondicionais daquela barulheira gostosa, vamos ao delírio!
Meus adoráveis Klaus, Rudolf e Matthias lutaram muito para não serem vistos como a "banda dos alemães", uma assimilação ingrata e preconceituosa que as pessoas faziam deles com o nazismo (Pasmem, senhores: ainda há, em pleno século XXI, pessoas que acham que ser alemão, é sinônimo de ser nazista! O que aquele porco do Hitler não fez com a Alemanha, além de deixar a cidade de Berlim um horror no pós-Guerra?!)
Adoro o Scorpions com os seus integrantes porque, além de fabulosos artistas que lá tocam e cantam, que têm um histórico musical extraordinário e invejável eles, ainda, se preocupam com o aspecto humano, não dando maus exemplos para a sociedade.
Todos levam uma vida normal, são casados (ou já foram), têm filhos, não fazem apologia às drogas, não praticam atos de violência, o maior lazer deles é estar com a família, a maioria curte esportes (Meine e Jabs são malucos por futebol), não dão "pitis" de estrela, como muitos artistas até inferiores que eles o fazem. São humanos com a letra H maiúscula.
Se fazem alguma "baguncinha", é na casa deles, o que não chega ao grande público.
Eles levam a sério aquele célebre dito popular: "Não faça na vida pública, o que você faz na privada..."
De "viciado", podemos citar apenas o Rudolf (Rudy para os íntimos): é que ele é assim "parado" na nossa "caipirinha"... ( Em sua terra natal, ele fez o dono de um bar colocar a bebida brasileira para oferecer aos clientes, que é sucesso absoluto por lá!)
Como prometi, agora farei um set list onde exponho o que creio ser uma síntese das músicas com "cara" de Scorpions, ou seja, do mais alto nível.
Tem Scorpions para todos os gostos; desde as mais "pauleiras" até as mais doces.
Não importando o estilo, o belo registro vocal de Klaus Meine faz a diferença!


Para quem curte hard rock/ heavy metal ( as chamadas rockers):

Rock you like a hurricane
Alien nation
Blackout
Sail of Charon
Dynamite
Passion rules the game
Money and fame
The Zoo
Stone in my shoe
321
Media overkill
The game of life
Hour 1
The same thrill
Crazy world
Lust or love
Another piece of meat
No one like you
Bad boys running wild
Loving you Sunday morning
Humanity
China white
Coming home
The riot of your time
In trance
Hate to be nice
Rainbow in the dark
Don't make no promises
Sting in the tail
( do novo álbum Sting in the tail)
Rock zone (do novo álbum
Sting in the tail)


Para quem curte as baladas, músicas mais calmas ( as chamadas ballads):

Still loving you
Wind of change
Under the same sun
Send me an angel
You and I
Always somewhere
Holiday
Life is too short (versão acústica)
Moment of glory
When you came into my life
The future never dies
Lonely nights
Woman
Does anyone know?
Destin
Daddy's girl
Lady Starlight
Born to touch your feelings
Love will keep us alive
Maybe I maybe you
Too far
When love kills love (versão acústica)
Lorelei ( do novo álbum Sting in the tail)
The best is yet to come (do novo álbum Sting in the tail)

Quem quiser saber mais sobre o Scorpions, existe um site muito bom que fala muita coisa sobre a banda, o Scorpions Brazil ( O link colocarei no rodapé da página)
Por que escolhi o nome "Scorpions para sempre"?
Simples.
Como tenho muitas fotos deles espalhadas pelo PC , meu irmão sugeriu: "Você deveria colocar todas elas numa pasta só!"
Acabou que ele mesmo as colocou na nova pasta e renomeou-a.
Quando fui conferir, estava lá escrito: "SCORPIONS FOREVER".
Ri por causa do lugar-comum que todo fã se utiliza para se referir ao seu ídolo, que ele é "para sempre".
Sendo ele o meu irmão, sabendo obviamente que amo a banda de paixão, captou bem a minha ideia.
Ao escrever o post, só vinha isso em minha mente: "Forever".
Scorpions é isso mesmo: Forever, eternos em nossas vidas!
Mas para variar, resolvi colocar em português; nada como a língua-mãe para revelar nossos sentimentos mais profundos!... (Eu sempre digo isso porque é verdade!)
E aí vai uma dica para quem ainda não se liga no SCORPIONS:
Tente escutar as músicas de todos os estilos, de sua rica produção fonográfica.
Se após ouvi-las com carinho e atenção, ainda não curtir a banda germânica, esqueça!
É sinal que "escorpiões", para você, não passam de animais invertebrados que pertencem à classe dos aracnídeos...



Clipe Wind of change. Simplesmente MARAVILHOSO!!!!


(http://www.scorpionsbrazil.net)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...