PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Sorte: mais que um trevo de 4 folhas


Estou teclando e assistindo TV.
Nem sei o que estou fazendo melhor dessas duas ações...
Aconteceu, então, de eu juntar os dois, aproveitando o tema visto no seriado Todo mundo odeia o Chris que passa na Record.
Para quem não sabe, Chris é o adolescente mais azarado do planeta: parece que tudo acontece com ele!
É por isso, então, que, quando surge uma chance até mesmo pífia dele conseguir sorte, se agarra como se fosse o último biscoito do pacote...
Ele precisava de uma meia e seu pai o forneceu num dos episódios, alegando que aquela fazia parte de um vestuário sortudo.
O menino acreditou tanto, que acabou trazendo-lhe mesmo o tal 'contrário de azar'!
No final, mostrou-se que o Chris poderia ter sido apenas vítima de sugestão psíquica: estava com a meia quando levou um tombo horrendo nas escadas de sua casa!...
A minha opinião particular sobre 'sorte' é que ela não está em apetrechos materiais, mas na mente, na auto-estima com que se encara as situações cotidianas.
Às vezes até mesmo eu dando 'azar' em certas ocasiões, não me abalo porque mentalizei positivamente antes de sair de casa.
O que significa que tirarei daquele momento menos plausível de boas lembranças futuras, alguma experiência ali, que naquela situação talvez eu não saiba para o que serviu, apenas num futuro próximo ou não, é que descobrirei!
Há dias em nossas vidas que pensamos: "Isso só acontece comigo!"
Tudo desaba, tudo parece não ter sentido, não há o encaixe para o curso natural das coisas...
Não transfiro minha má passagem para o 'azar' porque se não existe 'sorte', também não existe o contrário dela...
Acredito muito na positividade, no pensamento firme.
Não acredito, porém, no que chamam de 'castigo divino'.
Passar por momentos difíceis não é sinônimo da mão de Deus distribuindo vinganças por causa do pecado dos filhos.
Temos que crescer espiritualmente e tentar enxergar benefícios nos chamados 'maus lençóis'.
A humildade é importante, não o comodismo, na máxima :"Foi Deus quem quis assim!"
Reverter pensamentos negativos, não é nada fácil, por isso, é comum as pessoas repassarem para o Pai seus problemas mais básicos.
Sou uma pequena caminhante nas sendas do aperfeiçoamento.
Ainda não tenho a capacidade de aceitar com submissão o que a vida me traz de ruim.
Não aceito e nem culpo ninguém também ( nem mesmo Deus)!
"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é", letra perfeita de Caetano Veloso cantada por Gal Costa (Dom de iludir).
Todos nós sabemos por que agimos dessa maneira ou de outra forma, e não nos cabe julgar!
Quem é 'perfeito' para dizer: "Você está errado(a)!" ?
Temos que tentar - eu disse 'tentar'- entender as razões que levam as pessoas a tomarem certas atitudes.
E digo mais: má sorte é estado de espírito.
Esquecer o que nos faz mal, é um jeito de contornar o 'azar'.
Não se trata de fórmula pronta vendida em farmácias, porém, é uma chance que damos a nós mesmos de conseguir uma sensação positiva nos nossos interiores.
Insisto: não é fácil!
Quantas e quantas vezes me peguei resmungando contra a maré de 'azar' que me cerca?!
Quantas vezes atentei contra Deus, Ele próprio, aludindo sobre o bíblico mistério de Jesus: "Senhor, por que me abandonaste?"
Tenho aprendido a duras penas que não devo agir de maneira impulsiva, julgando a dor alheia pela minha dor particular.
Um homem comia uma dúzia de bananas todos os dias e reclamava porque só tinha isso para satisfazer sua fome.
Num certo dia, caminhando pela rua com as tradicionais frutas diárias, olhou para trás e viu que um semelhante, risonho e agradecido, degustava as cascas jogadas por ele...
Aprendi também que não temos que mostrar 'sorte' para o mundo. Precisamos ter 'sorte' dentro de nossos 'eus' mais íntimos...
Exercício contínuo, de minuto a minuto, gerir dentro de nós a força para equilibrar nossos maus pensamentos.
Sorte é mais que um trevo de 4 folhas.
Além do pé-de-coelho ou ferradura atrás da porta.
A maior sorte que podemos ter é a de conseguirmos ser positivos, nos momentos mais negativos...

(Imagem:
http://blogdofell.blogspot.com)

8 comentários:

Jackie Freitas disse...

Olá minha querida Mary!
Ai, amiga, me perdoa pela ausência...estou em falta gravíssima contigo e qualquer desculpa que eu dê aqui, vai soar como...desculpa...rsrs
Estou na correria da minha mudança e outras providências...é isso basicamente!
Quanto ao seu maravilhoso pensamento, eu digo que a sorte ou azar é bem o que você escreveu mesmo! Está ligado ao positivismo ou negativismo com que alimentamos nossa crença. O mais importante é que saibamos que na vida temos opções e para cada uma, temos escolhas... As consequências são diversas e devemos estar preparados para elas, sendo boas ou ruins!
Todos temos a chance de aproximar a "sorte" de nós... isso é, se sorte representar os acontecimentos que e como queremos, não é? Mas, temos condições, sim. O que não estamos preparados, na maior parte das vezes, é com os rumos inversos que podem nos levar a caminhos desconhecidos e pouco prazerosos.
Em ambas situações, crescemos, aprendemos e evoluímos, afinal essa é a maior proposta da vida!
Grande beijo, minha querida e parabéns pela excelente reflexão!
Jackie

CLAUDIA disse...

Mary minha doce menina!
Concordo plenamente com você!
Nós seres humanos temos uma mania muito feia de tudo achar que é só acontece conosco (prepotência pura),se existem outras pessoas que passam pesadelos piores que os nossos!
Tudo esta na maneira que nós refletimos para o Universo(DEUS),se somos positivos,tudo que seria para dar errado,acaba dando certo e vice-versa!
Conheço muitas pessoas que tem tudo para se dar bem,mas a sua energia não reflete para o Universo em forma de gratidão.
Ele é incapaz de refletir para o Universo(DEUS),um agradecimento.
Nós que fazemos e escrevemos nossa própria sorte ou azar!
Se você emite uma linda canção,ele mandará para você,outra linda canção!
Tudo dentro do merecimento!
A vida é muito mais que as pessoas imaginam,elas só tem que aprender a olhar o infinito e aprender a agradecer!
Parabéns pelo lindo post!
Bjos em seu coração cheio de Luz!

Principe Encantado disse...

Sempre teremos os dois lados, o mais importante é ter calma e tranquilidade nas escolhas para que nossa caminhada seja vitoriosa. Gostei de seu texto.
Abraços forte

vidarealdasam disse...

Olá Musa da Escrita !!!!

Muito verdadeiro seu texto !!
Olha eu sou daquelas que de vez em quando começa a rosnar de ódio pra todos os lados quando me sinto "azarada" e o pior é que já percebi que quanto mais azarada eu me sinto, mais azarada eu fico !!!
Então quando me dei conta disso, passei a perceber que diante de um pequeno fato ruim, eu me exasperei e acabei atraindo ainda mais fatos ruins !!
Tudo porque me deixei levar pelos maus pensamentos, pelo negativismo, pelo desânimo, pela raiva por não ter conseguido exatamente aquilo que queria ou por algum acidente qualquer normal no dia a dia.
Desde então tento ao máximo, e como você disse, não é nada fácil, manter meus pensamentos numa boa vibração, não dar muita trela pras coisas erradas que acontecem, este tipo de coisa que nos deixa de mau humor, um tropeção, uma bronca, uma chuva na hora errada, trânsito e tal, deixo minhas energias para coisas mais importantes.
Quando vejo que não vou conseguir controlar os maus pensamento tento esquecer o que aconteceu, até recuperar o fôlego e conseguir de novo florir minha mente :)
Adorei, como sempre, você escreve maravilhosamente bem, não dá pra não gostar !
Acho que se você escrever sobre um sofá eu também vou amar !

Mil beijocas no seu coração e que seu fim de semana seja maravilhoso !

Mary Miranda disse...

Oi, Jackie, minha querida amiga!

Posso te compreender perfeitamente...
Quem sou eu para te cobrar alguma coisa, eu que também "escreveu não leu" falho com meus amigos blogueiros? rsrs
Essa vida da 'gente, com correrias, coisas a serem feitas...
Mas, querida, a positividade é algo a ser construído com muito ardor porque, pra te ser franca, é dificil em alguns momentos...
Parece que o mundo conspira contra nós, não é mesmo? E achamos que estamos com 'azar'!
Deixo de lado esse pensamento de 'sorte' ou 'azar' quando lembro da história que narrei resumidamente do homem que só tinha bananas para se alimentar.
Logo se vê que 'sorte' também é como encaramos a vida!
Obrigada por gostar do post e por ter feito um comentário que só respondi porque sou teimosa!
Ele já estava completo, não precisava acrescentar mais nada! rsrs

Beijos, amiga!

Mary :)



Querida e doce chocolate de puro Cacau!

Minha amiga, assim como a Jackie, você fez tão maravilhoso comentário que só mesmo uma teimosa em responder como eu, que insiste em querer complementá-lo! rsrs
É , sim, querida, conheço gente que tem tudo, mas ao mesmo tempo, não tem nada porque ela acha que o que possui nunca é o suficiente...
Se você olha para a sua comida com carne, batata, couve e ovos, mas fica sonhando com o filé mignon, está sendo egoísta porque, naquele exato momento, há pessoas que não têm nem um arroz sem sal para comer!
'Sorte' é quem pode olhar a sua volta e ver o que surge de bom nas situações.
Como você falou, as pessoas devem aprender mais a agradecer, olhando para o infinito, para Deus (que é infinito), e ver que já é uma 'sorte' estarmos aqui podendo, até mesmo, reclamar da vida!
Obrigada por ter arejado meu post com esse comentário tão elucidativo!

Beijos da Mary pra você, minha amiga! :)

Mary Miranda disse...

Querido amigo Príncipe!

O bom que é o livre-arbítrio nos permite fazermos 'N' coisas diferentes, embora não façamos boas escolhas em alguns momentos...
O negócio é não jogar para o 'azar' ou 'sorte' para as consequências de nossas escolahs!...

Abração da Mary pra você! :)



Oi, querida e fofa Menina Sorriso!

(O 'fofa' é carinhoso, não é pra chamá-la de gorda! rsrs)
Eu era exatamente assim como você mencionou.
Ficava praguejando a vida, as coisas, as pessoas, as situações e descobria que a tal 'sorte' passava mais longe ainda, me transformava numa resmungona ambulante e vista como 'negativa' por quem estava perto.
Não era sempre, mas de vez em quando tinha isso...
Agora tento ver que só atraio 'sorte' quando tenho pensamentos positivos!
Sem eles, nada acontece; a vida se torna uma eterna amargura...
Pensamentos maus ainda me assaltam ( que horror, meu Deus!), mas os abano pra longe no possível que eu consiga.
Olha, você me deu uma ideia, hein?
Escrever sobre sofá pode ser um assunto legal, quem sabe?! rsrs (Adoro desafios! rsrs)

Beijos, Sam, minha amiga, e obrigada pela consideração e amizade de sempre, com um comentário igualmente acolhedor e estimulante!

Mary :)

joselito bortolotto disse...

Grande Mary, tem muita coisa nesta vida que não entendo, e na verdade nem procuro entender, entretanto tem algumas pessoas que por um motivo ou outro estão mais pré-destinada a conseguir coisas melhores e outras exatamente o contrário, então chamamos de sorte ou azar, entretanto para a maioria absoluta dos mortais este negócio de sorte e azar são apenas consequencias de nossos atos ....apenas consequencia ... eu acho, ou não.

Mary Miranda disse...

Olá, Joselito, meu rei!

Eu já pensei nisso, de algumas pessoas terem mais 'sorte' que outras, sem muito esforço...
Talvez o que nos pareça ser 'sorte', não seja isso, como ter muito dinheiro, por exemplo.
Quem garante que aquele que ganhou sozinho na Mega Sena, é uma criatura feliz?
Quem garante que aquele não irá pagar 'caro' por uma 'sorte' inexistente?
Dinheiro não é tudo, já sabemos; felicidade, sim.
Portanto, deixo rolar e fico aqui com minhas próprias reflexões de que 'sorte' não existe, mas, sim, pensamentos positivos.
Você me colocou pra refletir, o que é muito bom para o meu cérebro; obrigada!

Um abraço da Mary pra você! :)