PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sábado, 25 de abril de 2015

5 dicas para driblar a gula


Problema sério aquele, o de terminar as refeições principais, e ainda ficar olhando para um lado e para o outro em busca de mais alguma coisa para comer... Muita gente passa por essa situação todos os dias,  e eu sou uma dessas pessoas que acha que tem mais um espacinho para esse ou aquele petisco.
Nem sempre a fome junta com a vontade de comer. A fome acaba, mas a vontade, em muitos casos, fica.
E como eliminar aquela ânsia esquisita de querer continuar ingerindo alimentos extras, mesmo que o sentido básico de manutenção do corpo, já tenha sido suprido?
Eu como sou uma fã fervorosa das coisas que são provadas pela experiência, andei testando algumas ideias que tive e andei lendo, na minha vida cotidiana.
Das muitas informações, cinco eu posso dizer que deram certo para mim.
Veja bem: eu testei em mim mesma; não sei se com as outras pessoas dará certo.
De qualquer forma, não custa nada tentar, não é mesmo?                                                          Experimente, e depois me conte!



 5 dicas para driblar a gula

1) Tente se alimentar no mesmo horário todos os dias

Os especialistas afirmam que devemos fazer seis refeições por dia. - Três principais: café-da-manhã, almoço e janta; três lanchinhos intermediários das refeições.
 Estabelecido o horário das principais, deve-se levá-lo a sério.
 É porque quando a gente "bagunça" a hora das refeições, nosso organismo  não sabe como se comportar.   Acabamos de comer e fica aquela sensação de vazio no estômago... Dali para voltarmos a degustar a mesma quantidade de comida, num curtíssimo espaço de tempo, é um pulo.


2) Beba um copo d'água quando bater fome fora do horário estabelecido

 O horário do almoço, por exemplo, é às 13 horas, mas uma fome antes disso começa a chegar, mesmo que se tenha feito o lanchinho intermediário.
Bebendo um copo d'água naquele momento, além de fazer nosso organismo aguentar até a hora certa, não dará aquela vontade de comer a mais no término da refeição.
A água preenche o vazio de tal modo, que não deixa espaço para a gulodice.


3) Coma sobremesa após o almoço e  a janta

Parece um absurdo ingerirmos doce para evitar a gula, mas é interessante que o casamento refeição/sobremesa dê muitíssimo certo.
Foi comprovado por estudiosos que o doce só faz mal, vamos dizer assim (engorda, aumenta o índice glicêmico no sangue, etc.), quando é consumido em muita quantidade ou a qualquer momento do dia.
Após as refeições, ele contrabalança a quantidade de sal dos alimentos, com a quantidade de açúcar que precisamos como energia normal da nossa vida diária.
Tendo isso equilibrado no organismo, não vamos precisar de mais alimentos até a chegada da próxima refeição. Logo, não ficaremos "cobiçando" o prato de ninguém por perto!...
Uma fatia pequena do doce favorito, ou até mesmo uma fruta, já é o suficiente para a saciedade.


4) Não deixe à vista sua comida predileta quando terminar a refeição

Pois é. Comida que gostamos muito é um prato cheio - desculpe o trocadilho! - para nos tornarmos gulosos.
O almoço tem aqueles alimentos que  são a nossa verdadeira perdição; como não comermos mais um bocado daquele primor de comida?
A coisa mais indicada é separarmos, enquanto almoçamos, uma quantidade prevista do "repetir" (se costumamos comer uma porção de batata frita, colocamos logo uma porção e meia), e simplesmente sumir com a "tentação" de cima da mesa.
Guardar bem guardado, fingir que já acabou...
O negócio é não ver aquele "alimento do pecado" até a próxima refeição!


5) Escovar os dentes imediatamente após as refeições

 Esse ítem parece engraçado, mas funciona muito bem comigo.
Há dias em que todos os métodos anteriores falham. A vontade de continuar comendo é preponderante e tentadora.
O jeito é apelar para o psicológico.
Sabendo que meus dentes estão limpos, pois não deixei passar nem três minutos no pós-refeição para escová-los, não vou querer comer mais nada, ainda que sinta uma vontadezinha me rondando.
Escovar os dentes equivale a um banho após o trabalho: ninguém vai querer se sujar um tempo mínimo depois de um banho bem tomado, não é mesmo? Vai esperar ao menos umas horinhas...
Sentindo os dentes lisinhos e a boca com o gosto bom de creme, dá uma pena muito grande de sujá-los novamente. Então, passo a recusar qualquer coisa que tire esse estado de limpeza por um tempo bem grande!...


Bem, galera, essas são as dicas bem interessantes para contornar a gula.
Insisto, porém, em dizer: deram certo no meu caso, não sei em relação a outras pessoas.
Espero sinceramente ter ajudado de alguma forma!


 (Imagem:
Fonte desconhecida)

2 comentários:

Sissym Mascarenhas disse...



Mary,

Tomar um copo d'agua é uma excelente sugestao.

Bjs

Anônimo disse...

Mary, conte como foi o tratamento do seu gato. Deu certo? Encontrei um gato na rua com esporotricose em estágio avançado. Como tenho um bebê e um outro gato estou temerosa em ficar com ele e tratar.