PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem)

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Lembranças da infância


Não adianta: começa o mês de outubro e a mente nos arremete logo para o Dia das Crianças!
No meu caso, além desse dia, lembro logo também dos animais, que é comemorado exatamente hoje, 4 de outubro.
Optei em falar de infância porque, dos animais, sempre estou falando deles, independentemente de data!
Todo mundo teve infância, seja ela boa ou não, e as lembranças que ficam, são para o resto da vida!!!!
Repassei mentalmente os meus gostos pessoais, elaborando 10 perguntas para mim mesma dessa época deliciosa! (Algumas perguntas eu usei no post do ano passado)

1) Meu doce favorito

Um doce de leite, no palito, da marca Zorro.
Pra mim, esse doce é o meu gosto de infância. Tinha loucura por ele!

2) Meus colegas mais chegados

Perto da minha casa era um garotinho e sua irmãzinha (eu tinha uns cinco anos e eles, por aí!), e na escola, até os 11 anos, uma menina de apelido Rosinha.
Quando não os via, parecia que alguma coisa estava faltando.
Ficava cabisbaixa, um tanto "deprê".

3) Passeios prediletos

Parque, qualquer um! Dos mais bobinhos (aqueles que montam perto da nossa casa e depois, somem! haha) aos mais chiques, como o extinto Tivoli Park da Lagoa (Por que ele acabou????).
Eu lembro até hoje do 'Festival da Pipoca' que um desses parquinhos inventou.
A criança que ganhasse um convite durante a semana, tinha o direito de comer quantas pipocas quisesse! Fui uma dessas sortudas e por causa disso andei desrespeitando minha mãe, indo sem um responsável, juntamente com os meus coleguinhas, ao tal parque.
Nossa, nunca tinha sido tão feliz, mesmo com a mamãe falando um monte (depois ela resolveu me levar num dia, e o meu pai no outro).

4) Brincadeiras favoritas

Roda, pular corda, mas o que eu mais gostava mesmo era dos piques, e qualquer um! O pique-ajuda era o meu preferido dentre todos!


5) Ídolos de criança

O palhaço Bozo, mesmo eu detestando palhaços ao vivo (Alguém merece isso? haha).
Eu não perdia um programa sequer dele, sabia suas musiquinhas todas de cor e A-DO-RA-VA a sua turma!
Ainda bem que consegui alcançar o Daniel Azulay e a Turma do Lambe-Lambe.
Sempre tentava adivinhar qual o personagem da turminha que esse grande desenhista iria terminar de desenhar até o final do programa. (Só acertei um... snif!)
E Sílvio Santos.
Esse dispensa apresentações, não é mesmo?


6) Desenhos animados favorito
s

Caverna do Dragão. Ainda hoje, adulta, considero esse desenho como o MELHOR já realizado por uma produtora de obras infantis!
Eu ficava doente se perdesse qualquer episódio...
Meus personagens preferidos eram Erick (o do escudo) e Hank ( o do arco).
Erick era meio enjoado, mas eu o achava sincero, por isso virei fã!
Agora eu tenho o DVD com os 27 episódios e os assisto quando cismo.
Há outros como He-Man, She-Ra, Thundercats, só que a Caverna consegue ser o favorito dos favoritos!

7) Personagens preferidos


Super-Homem e Mulher Maravilha (por ser a equivalente ao "Homem de Aço").
Seja em desenho, filme ou quadrinhos, amo Super-Homem ACIMA de todos os personagens existentes infantis!
Adoro sua força e pureza de sentimentos ao mesmo tempo.
Ele é uma doce incógnita que sempre me atraiu.
De quebra, aconteceu de eu assistir ao filme Superman II ( o vi primeiro que o I) e me apaixonar por Christopher Reeve, uma 'paixonite' de criança que me arrebatou por toda a vida (Ninguém chorou mais que eu quando ele sofreu o acidente que o levou, futuramente, à morte!). Ele era o mais lindo dos homens, o mais legal, o mais tudo no meu coração!!!!
(Podem mandar quantos 'Super-Homens' quiserem, que nunca ninguém suplantará Chris!)
Outros personagens que eu curtia muito eram o Zé Colméia e o parceiro Catatau.
O desenho era meio fraquinho; o que valia mesmo eram as palhaçadas que esses dois aprontavam em busca da cesta de piquenique!

8) Professores preferidos

Ah, tive ótimas professoras na minha infância!
Guardo boas lembranças delas!
Só que da categoria inesquecíveis, logo, as preferidas mesmo, se encontram:
a) A que me alfabetizou. Uma mocinha de 17 anos do nosso bairro que não era formada no Magistério, mas botou a garotada toda pra ler porque era professora na alma: inteligente, educada, paciente, boa pessoa!
b) Minha professora da 3.a série. Aquela ENSINAVA, no sentido real da palavra.
Tinha muita paciência e um domínio de turma invejável!
Muito tranquila, sensata, um amor de pessoa! (Era professora, mas nasceu no Dia do Médico - 18 de outubro. Interessante!...)
Bem, acho que nem preciso dizer que essas duas grandes profissionais foram meus exemplos para a profissão que escolhi, né?

9) Histórias lidas por mim ou contadas por alguém

Da história que eu li e que me marcou profundamente foi Sozinha no Mundo, de Marcos Rey, e da contada por minha mãe, A Gata Borralheira ( Muitos a conhecem por Cinderela, só que minha mãe nunca a chamou assim...).
Sozinha no Mundo li quando tinha uns 12 aninhos ( mas ainda era tão inocente!...), que me passou valores morais, éticos que carregarei na minha mente e alma enquanto viver!
Sobre A Gata Borralheira, era a história que mais gostava de ouvir, embora minha mãe tivesse paciência em contar outras.
Tudo bem, mãezinha terminava A Gata, emendando outra, e adivinha o que acontecia?
- Mãe, conta a da Gata de novo!...
A partir disso, ela já não contava nenhuma história inédita...

10) Sonho de infância

Hum, eu tinha tantos sonhos!...
Sempre fui uma eterna "viajante nas imaginações".
Um deles era de conhecer o Sílvio Santos!
Achava o maior barato aquelas brincadeiras que ele fazia com a criançada.
Falem o que quiserem, mas o "Homem Sorriso" tinha muito jeito para lidar com as crianças (Agora, nem tanto...).
Outro sonho era de ter algo que alguma colega estivesse usando que fosse na moda e bonito.
Lembro que uma colega minha foi a primeira da sala a usar uma mochila marrom, linda, que parecia ser feita de napa, um material bem diferente.
Ficava delirando, viajando mesmo, querendo ter uma igual (não por inveja, por admiração extrema por aquela mochila). Só que quando eu ganhei, a curtição já tinha passado...
O único sonho que realizei na época certa foi de ter um relógio de pulso.
Meu pai, nem minha mãe, queriam me dar de jeito nenhum porque diziam que eu estragaria rapidinho.
Até que uma vizinha e seu marido quiseram me agradar e me presentearam com uma gracinha de relógio de pulseira verde, que era minha paixão! (Tinha meus oito anos).
Meus pais "morderam a língua" porque o 'marcador de horas' ficou comigo três longos anos!...

* Pergunta-bônus:

Animal de estimação preferido

Quem me conhece, sabe que desde que me conheço por gente, que eu convivo com gatos.
Em nossa casa sempre tivemos vários, e vários deles marcaram a minha infância.
Mas quando eu já estava quase uma mocinha, tive a bênção de ser "dona" de uma das criaturinhas mais doces, inteligentes, leais, amigas, que Deus me permitiu!
Era um gato de pêlo bem curto, ótimo caçador, cuja cor da pelagem ajudou na escolha de seu nome: Lourinho.
Esse meu gatinho, todo amarelo, fez a minha felicidade por dois apenas anos pois um moleque cretino local o matou de maneira torpe.
Ele parecia que me entendia!
E me tranquilizava com os seus olhinhos castanhos, da cor que lembra muito o mel (É um dos poucos gatos que conheci, que não tinha os olhos verdes ou azuis!).
Foi pouco o tempo que durou conosco, sendo que a sua lembrança em minha mente é eterna!

Agora, chegou a hora!
Surpresa!!!!
Isso é um MEME!!!! (haha)
Eu o criei porque quero conhecer a infância dos blogueiros amigos meus.
Há pessoas que odeiam memes, por isso, as que eu indicar, fiquem à vontade para aceitarem ou não!
Só há duas regras:
* Passar o meme para mais 4 pessoas;
* Linkar o blog dos escolhidos e de quem te escolheu.

Damas primeiro!
Denize Oliveira
Requeri

Os cavalheiros, por favor!
Felipe
Radi Lopes

(Imagem:
http://www.dinheiroereciclagem.com)

6 comentários:

blogdacomentarista disse...

Oi Mary, adorei conhecer as histórias da tua infância. Mas agora me diga, você não passou mal depois de comer tanta pipoca?...rs.

Fiquei aqui lendo as suas peripécias e lembrando das minhas. Muito legal!

Eu topo! Mas não sei quando vou conseguir postar. O tempo anda curto.

Só acho meio temerária essa coisa de falar da infância, porque acaba denunciando a idade. Eu não tenho problema com isso, sempre digo quando me perguntam que eu tenho...na verdade, isso não interessa pra ninguém, né?...rsrsrs.

Bjs

Mary Miranda disse...

Você acredita que não, Denize?
Desde aquela época que virei uma "pipoqueira" das boas, muitos dos dias da semana devoro pipoca e suco ainda por cima... rsrsrs
Realmente infância marca alguma época específica que não é só nossa, mas do mundo, e isso faz com que apresentemos nossa idade de alguma forma.
Mas há situações da infância de todo mundo, que são de todas as épocas, situações "sem idade" como curtir o Superman, ir aos parques, histórias clássicas como as de "A Gata Borralheira" ou então assistir ao Sílvio Santos.
Bem, admito que dei sorte com minhas coisas de criança se tornarem "atemporais"! rsrs
Beijos, linda!
Espero com ansiedade pelo seu post!
Mas fique tranquila e não precisa correr!
Mary :)

R149 3o75s disse...

Ora,ora, se não é a mina das controvérsias polêmicas,rs!
E aê, minha mina Mary,blz?,que bom conhecer mais um pouco de vc;iççaê que tu revelou,mostra tbm, o anjo-capetinha que todos temos/somos.Algumas coisas "suas", fizeram parte das "minhas", como esse pirulito Zorro que grudava nos dentes,viiiixxxe!E os livros da série Vaga-lume;(Sozinha No Mundo)... Agora, morri de rir imaginando a paciência de sua mãe,satisfazendo sua curiosidade por milésimas vezes: "Mamys,contakela?" rs!

Valeu Mary,te respondo em breve;fui!

Mary Miranda disse...

Oi, Radi querido!

Já estava com saudades de seus comentários!
Hummmm, "controvérsias polêmicas"? Abafa o caso!rsrs
É mesmo!
Os lados anjo/demônio habitam em todos nós; só devemos aprender a lidar com eles...
E criança tem muito disso, de aprontar(lado ruim) e de suavizar com a ingenuidade e doçura (lado bom).
Pensei que só eu lembrasse do doce Zorro... rs
Depois de "Sozinha no Mundo", devorei praticamente TODOS os da série Vaga-Lume!
"Ser mãe é padecer no Paraíso" e a minha deve ter descoberto isso quando precisava fingir que adorava repetir a mesma história!
rsrs
Vou ficar no aguardo com o seu post, hein?
Como eu disse à Denize, não precisa correr!
Abração da Mary pra você!:)

requeri-mangachupada disse...

mary muuuuuuuuuuito obrigada por lembrar de mim pra levar o meme pra diante.
se vc percebeu, demorei pra responder seu convite lá no dihitt.
espalhar um meme requer tempo, e eu até arranjaria. mas a questão é correr atrás dos que receberiam a minha indicação. isso tá difícil hj em dia ... graças a d'us ... o meu trabalho me prende em casa, na frente do micro, criando sites/bloggs, mas tb me põe pra fora de casa, às vezes uma semana inteira. to meio atolada e estava me sentindo culpada por não responder imediatamente seu recado.
se vc não ficar triste, prefiro deixar pra outra hora a divulgação do meme, pra não correr o risco de errar nas indicações - amo responder a perguntas daquele tipo.
beijo. obrigada.

Mary Miranda disse...

Olá, Rê!

Não, lindinha, não fiquei chateada por você não poder colocar agora o meme em dia.
Concordo contigo; é importante sabermos a quem estamos indicando!
Há pessoas que levam a mal, por isso eu deixei vocês, meus indicados, bem à vontade!
Quando você puder, faça o post com tranquilidade!
Tenho certeza que ficará bem maneiro!
Legal saber que você gosta de memes!
Beijos,
Mary :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...