PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sábado, 2 de abril de 2011

Assombros submersos


Não me contive em riso frouxo ao espiar de perto a solicitude em meus atos soturnos...
Eu nunca me entendi 'entendida' nem entediada, a imparcialidade de ações em bravura, externo alcance, calar de votos, caçar de 'fugidez'...
Um espetáculo burlesco se desenha a cada fato meu, desdenhosa porque 'faceei' rancores, explodi um insano despertar que, embora, finitamente esparso, ainda é meu toque de alvorada!
Saio, espero, lampejo...
A crase não é acento: é fenômeno não fenomenal!
Temo ser 'mais uma', matemática dos simplistas!
Eu queria poder encarar a consumação do humano serial, nítido e refletido em astral performático, voar perícias destemidas - Oh!- não sou eu quem vai dizer...
Inventividade coesa não se traduz em redenção vaidosa: sobreviver já é um encantamento...
Sentinela atravessada paralalelamente ao encarar, exponho sortuda o que impacientemente me recuso a aceitar!
Abro janelas e falo de flores, soerguer valores, há sonda de ar urbano em sertões involúveis!
Vielas que me levam a você, fala, esperança!, fala, sobrado!, fala, fala, fala, até cansar!
Vencer no grito, pego no tranco...
(Agora, vai...)
Se infortúnio fosse sinônimo de fatalidade, ninguém seria vencedor na lama triunfal!
Juntando farinha com milho, sai uma farofa esquisita, sem ovos, reprovável, e tenhamos o destemor de escutar pilhérias!
Vila de expiações para os indômitos da iniquidade; passear é para os tolos...
De viés, vi-me a puritana de almíscar, saturna retirada de contexto porque afoguei-me em lágrimas sem permitir ousar!
Avestruz enterra cabeça em areia e eu não acho que há dulcílimo favorecimento para comparações!...
É preciso ser inteiro e envidar sabor aos nacos de calabresas incessantes!... Salgadas, salgam, destemperadas, impermeáveis assanhamentos, desbravam assentamentos!
Sovas nas massas dos pães, fez-se broas? Estonteante, revolvo meu olhar para aviários caseiros...
Seria descaso não aprontar o jantar; seria esperteza ser mais privilegiada...
Coragem não é centelha de luz própria; estrelas não são temidas...
Assoalho de pedra um caminho estorvador de embustes socáveis! Certamente sei, quem mandou? Pedras me tropeçam, elas não páram de se mover...
E tu te abancas dessas reciprocidades, encorajador para aquele sorvete que não caiu do copinho!
Vá ver, e me revelo em sombras insolúveis, perspectivas sombreadas, omissas, descoradas pela falta que me faz em não ser valente!
Escabroso imaginar que em suma não somos mais que amenidades da natureza, que se eximiu da falha de não ser perfeita!...
Assaz multável é quando finalmente se acha em um som-sentido, e talha-se a vontade de sair correndo para braços descobertos...
O que me firma em chão é destino?
Exceções agora fazem regras?
Chova dia sim, dia não, com foco na sumidade de não aparecer!...
Leite derramado não volta para o tacho e volta e sente, e sem censura, queimo, ardo, enxergo? Não me importo... Leites foram feitos para serem desperdiçados!...
Quantas vezes saí ilesa e não houve brilho: "não gozei demais, nem me alegrei demais"!
Dar a volta no escuro ainda é promissor se há intento de evolução- estagnar surte o efeito borboleteador dos rodopios em si mesmo!
É preciso- como é preciso!- despojar atrevimentos em sentido horário para a revelação!
Estreitar laços, fazer o braço-abraço ser mais despudoradamente estreitante!...
Firmar brinquedos, desfacelar segredos...
Estendo a vítima de mim que há em mim!
Heróicos enquanto máximas da Criação, sejamos por enquanto, nos sejamos enfim...
Estou brava - de coragem, não de rispidez!
Aquele que sai à luta é sempre aquele que mudou histórias de si, de mim, de ti, de nós!...
Retas também podem ser oblíquas!
Sejamos retas obliquamente certas!...

(Imagem:
http://paulobraccini-filosofo.blogspot.com

Edição de imagem:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com)

14 comentários:

Fábio C. Martins disse...

Olá, Mary!

A vida é repleta de acontecimentos novos. Por mais que fiquemos velhos, sempre teremos novas experiências e, principalmente, novos aprendizados, basta que tenhamos coragem de aceitar os desafios. Porém, se esses acontecimentos não forem frequentes, então, busque-os!

Beijão!

Mary Miranda disse...

Fábio, tudo bom?

Essa sua visão abriu um leque de opções muito bem-vindo aqui nesse post!
Desafios...
Quem não passa por eles no decorrer de sua existência?
Fugir não dá porque são eles que nos colocam para frente, fazendo-nos mais primorosos em apefeiçoamento!
Coragem é tudo o que precisamos para dar continuidade!
Adorei o que você falou:'Porém, se esses acontecimentos não forem frequentes, então, busque-os!'
Concordo!
Se não há motivação para se continuar, que busquemos, então, essa condução de vida!
Preciso dizer que seu comentário foi perfeito?
Adorei de verdade!!!!

Um abração da Mary pra você! :)

Valdeir Almeida disse...

O conteúdo do seu texto é interessante - óbvio -, mas creio que ele ganhou mais graça ainda através do tom poético com que você pintou. Além disso, soube usar muito bem o jogo das palavras.

Beijão, Mary, e ótima semana para você.

Mary Miranda disse...

Oi, Valdeir, meu querido!

Adoro prosas poéticas, e por isso -que alegria!- consegui transmitir a você essa sensação!
Maravilhosa mesmo é a sua presença aqui, que tanto adoro!
OBRIGADA!!!!

Um beijo, querido!

Mary:)

Felipe disse...

Moça Bonita
"Coragem não é centelha de luz própria".É a própria luz em degradê de tons ora contínuos, ora descontínuos, mas sempre luminosos.
Beijão da presidência

Mary Miranda disse...

Puxa, meu Canceriano Favorito...

Você foi magnânimo nessa retórica sua!
Com certeza, amigo, coragem está acima de centelhas, explosões, variações: é a própria luz!
Se tomamos as rédeas de nosso destino nas mãos, todo o resto é consequência, e a coragem é a luz nesse breu de insatisfações mundanas!
O Pai dá-nos o livre arbítrio não é à-toa.
Ser corajoso quando se sabe o que nos espera, é fácil; só há valor quando com a luz da coragem, mergulhamos no escuro da incerteza...

Beijos, querido!
Te adoro!!!!
(A presidenta aqui te sauda sempre; obrigada!!!!)

Mary:)

CLAUDIA disse...

Olá Doce e Envolvente Mary!
Minha linda menina,que lindo eu fico encantada com cada texto que você escreve,são grandes reflexões,nos transporta para certas fases de nossa vida.Essa parte aqui me transportou:
"Coragem não é centelha de luz própria". É amiga foi forte essa parte. a vida nos remete pra lá e pra cá.Mas é assim mesmo,temos que ser como os marinheiros ir no balanço do mar.Minha coragem esta em colocar de lado os meus medos e somente seguir em frente e enfrentá-los,afinal nunca estaremos só não é mesmo minha amiga?
Parabéns amiga,você é o máximo!
Bjos em seu coração com cheirinho de Jasmin.

Palavras & Histórias disse...

Não se lê, uma prosa poética e sai, por ai, no teclado, declamando. Ainda mais eu daqui, na primeira visita.

Não, e nem!

Estou brava - de coragem, não de rispidez! ahhh, adorei isto! Não imagina como!

Amanhã, saio novamente pra estrada e levo vc e outros, pra degustar na estrada.

Que show, Mary, que show!

Mary Miranda disse...

Oi, Valéria, desde já agradecendo sua presença!!!!


Prosas poéticas são meu fraco...
Adoro escrever assim!
E o que dizer sobre seu comentário? Tão incentivador, que me deixou muito envaidecida????
Realmente, amiga, ser brava é ter coragem, não é ser brava para ofensas!
Há pessoas que confundem destemor com ignorância quando os termos nunca foram sinônimos...
A luta é sempre para o encorajamento benéfico, nunca para exposição de poço de mágoas!


E eu aqui inteiramente tangida por suas palavras por saber que meu texto e de outros blogueiros estarão te servindo de companhia na viagem!...
Bom demais,Valéria saber disso!!!!


Obrigaaaada pela presença inquestionavelmente valiosa ao post!

Beijos,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Cacauzinha, minha amiga, doce qual o chocolate!


Nesse ENVOLVENTE você inovou, hein?
Acho essa palavra forte, mas boa; me sinto como se eu tivesse um magnetismo a mais! rsrsrs
Poxa, amiga, fico muiiiiiiiiiiito feliz por estar agradando mais e mais, servindo para reflexões!
A coragem é sempre inspiradora...
O que é encarar as situações? E o que é não ter medo?
De tanto assistir futebol com meu irmão (não gosto, mas entendo melhor do que muitos homens! rsrs),
uso muito no meu dia-a-dia a linguagem futebolística.
Há um dito nesse esporte muito interessante que é o chamado perigo de gol, quando o árbitro é injusto, e
invalida uma jogada que sairia o gol com certeza, mas não havia nada ilícito naquela jogada, então, os torcedores, gritam:
- Não houve nada! Ele marcou perigo de gol...
O que quero dizer é que às vezes estamos tão perto de sermos felizes, tudo certo, tudo
tão pleno, que o medo dessa felicidade nos alerta: Não pode ser! Tem que haver algum problema..., e invalidamos a jogada, por medo de sermos felizes! E cadê o gol? Optamos por não estarmos nem no gozo, nem na tristeza, aquele meio-termo que não nos satisfaz!...
Gostei muito de sua analogia da vida e os balanços do mar, os desafios que surgem e nos pegam de surpresa...
Bóias devem estar eternamente preparadas para o uso, caso haja naufrágio!

Beijos, querida!
Sua participação é sempre, sempre, sempre, sempre, bem-vinda!

Mary:)

Jackie Freitas disse...

Olá minha querida!
Salve, salve Alteza!
Chegou estraçalhando nesse post, hein? Nossa! Juro que fiquei até tonta aqui...kkkkkk...mas você tem esse poder, né? Fazer o que, pessoa linda???
Eu, minha linda, vejo em você tanta fome e sede pela vida que, quando leio seus posts, suas palavras tão bem construídas, numa poesia meio que desarrumada, mas totalmente estruturada (olha o papo de doido e a viagem da pessoa aqui! kkkk), sinto a sua bravura (valentia) em expor seus sentimentos, ora protestantes , ora ternos... Enfim... vou colocar aqui o que fechou para mim:
"...Aquele que sai à luta é sempre aquele que mudou histórias de si, de mim, de ti, de nós!..."
SENSACIONAL, minha linda Alteza! SENSACIONAL!!! Cara...juro...publica e autografa para mim?
Grande beijo de sua súdita, fã, amiga, admiradora e sei lá...cada dia vai aumentando essa lista! kkkkk
Jackie

Mary Miranda disse...

Oi, minha querida Fênix do Bem, amiga Feniana! (Não me pergunte o que isso quer dizer; só sei que é coisa boa! kkkkkkkkkk)

Minha doce amiga, se eu te pego de jeito através das palavras, então, estamos empatadas porque é o que você faz comigo sempre: me puxa para uns mergulhos tão intrínsecos, que eu nem sabia que os tinha dentro de mim...
Olha, querida, foi preciso coragem, para escrever esses textos loucos porque eu os sempre mantive guardadinhos dentro do cérebro, de tão pirados que são! rsrsrsrs
Adoro essas bagunças das palavras porque, geralmente, são coisas que eu não teria coragem( olha ela aí de novo!) de dizê-las no dia-a-dia, mas através da escrita, fico valente!
A bagunça estruturada ... Poxa, Jackie, AMEI ISSO!!!!
Uma boa definição para o resultado final!...
E já que estais falando de autógrafo, no dia que viermos a nos conhecer, haja caneta para suas assinaturas, hein?
A Alteza Imodesta que vos fala só é imodesta para os outros porque pra ti, minha flor, sou uma súdita e da mais fiel!

Minha amiga, enorme beijo, e estejas sempre voando por nossos lados, pois já não sabemos mais ficar sem a tua nobre presença!

Mary:)

Samanta disse...

Olá minha querida Musa da Escrita !!
Noooossa !!
De tirar o fôlego seu texto !
Simplesmente não há o que comentar quando estou aqui em êxtase diante não só da maneira como coloca as palavras, nos envolvendo e emocionando, mas também pelos sentimentos que descreve , pois percorrem o coração de todos nós, trazendo sempre contigo esta complexidade dos questionamentos envoltos em poesia...
Absurdamente incrível !!!
Beijos estalados amiga !!!
Que seu fim de semana seja maravilhoso !

Mary Miranda disse...

Olá, Menina Sorriso, querida Samzíssima, minha amiga!

Você acertou em cheio: acho complexos os questionamentos diante da vida!
Via de regra, Sam, acabo me embrulhando em coisas que ficam só na minha mente, mas que me pedem para aparecerem...
O que pode parecer confuso, ou até mesmo louco, está sendo o retrato fiel do meu sentimento daquele momento!
Quando estou nesse estado de 'porquês', prefiro colocar as palavras do jeito que vêm.
Que bom que dessa confusão toda, saia algo que fique de agradável leitura! rsrsrs

Um beijo, minha amiga!
Te adoro, viu?
CORAGEM, a ideia do post, ainda é uma das melhores palavras-chave para se viver melhor...

De: Mary
Para: Samanta