PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Chaves ou Chapolin?


Aí, tem...
Chaves e Chapolin sobrevivem até hoje!!!!
Nos personagens-títulos, está o ator Roberto Gómez Bolaños que, após seu término de gravação dos humorísticos, caiu no tão temido "esquecimento artístico"...
E o nossa questão é a mesma desde que começamos a assisti-los:
Como pode dois seriados de baixo orçamento, fotografia péssima, elenco mediano, textos simplórios (o que chamamos de "qualidade duvidosa"), até hoje serem os campeões de audiência, a despeito de passados 30 anos desde o lançamento do primeiro episódio?
Vou mandar examinar meu cérebro após esse post (devo estar "batendo pino"...), mas a grande verdade que essas ficções da TV mexicana me chamam a atenção por motivo incógnito e, inconformada estou, por não possuir a porta para a saída de emergência...
Num desses dias de esmaecimento mental, indaguei-me se era possível, no meio daquele amontoado de reprises que o SBT nos abarrota, haver alguma diferença de qualidade textual ou visual dentre os seriados, o que me levou algum tempo (investi horas nisso, nem eu estou acreditando!) para a separação das vantagens e desvantagens para cada um deles.
Sabemos que em todos contextos, ainda que pertençam à categoria infantil, têm suas ideologias, embora não se trate aqui, nesse momento, desses enfoques, mas, sim, as sensações causadas em nós enquanto telespectadores.
Então, minha enumeração do lado positivo e negativo de ambos, são aspectos bem pessoais, é claro, pois sempre haverá alguém que discorde...



CHAVES


Vantagens / Desvantagens




CHAPOLIN

Vantagens / Desvantagens


Depois de ter lido as vantagens e desvantagens de cada um, qual você escolhe?...
Chaves ou Chapolin?
Tenho minha preferência, mas só digo depois que você disser...



(Imagens:
Fontes desconhecidas

Edição de imagens:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com)


24 comentários:

ebraelshaddai disse...

Acho que se eles não se identificassem com as crianças, não obstante as desvantagens, ninguém os guardaria na memória e assistiria até hoje.

Em geral, adultos são crianças com maus hábitos! De resto, "nada de novo sob o Sol"...

Bjs!

Felipe disse...

Querida Presidenta

Peço vênia para discordar.
Para mim nem Chaves, nem Chapolin, mas CHATOLIN.
Beijão do presidente permanentemente em exercício.

Jackie Freitas disse...

Oi minha linda e querida Alteza!
hahahahahaha....Estou rindo muito aqui, amiga!!! hahaahaha
Bem, confesso que não sou e nunca fui fã de nenhum dos dois, então, não consigo escolher entre um e outro. Porém, meus filhos adoram!!! hahahahaha... Acho que o desenho animado (que é o que meus filhos assistem mais) é melhor!
Eu entendi a sua análise! Na verdade, essas coisas bizarras e estranhas que passam na TV, nos levam mesmo às mais diversas reflexões, não apenas pelo conteúdo em si, mas pelo comportamento do público que as elegem e mantém com audiência. Eu sempre fico aqui me indagando sobre o sucesso absurdo que esses programas mexicanos, cujas fórmulas são pastelões e bregas, mas que atingem, de alguma forma, o gosto comum nas pessoas, criando algum tipo de identificação com a vida real. Tanto o Chaves quanto o Chapolin não são diferentes! No seu quadro, onde as vantagens e desvantagens de cada um são colocadas, você mostra alguns pontos interessantes que criam essa identidade! Continuo não elegendo e escolhendo nenhum, mas posso dizer que para as crianças, o fato da maldade velada, mas com tom de brincadeira, mostra, de algum modo, a realidade que elas vivem; afinal, crianças possuem esse instinto e começam a exercitá-lo nas brincadeiras... Todas querem, de alguma forma, serem Super-Heróis e é aí que o Chapolin as cativa, justamente por mostrar que nem sempre os Super-Heróis são bem sucedidos, principalmente se forem vistos como pessoas comuns. Isso o aproxima da realidade, também, das crianças. Apesar de não acharmos justo, na vida também, algumas vezes o mal ganha do bem. Lamentamos, mas não podemos ser hipócritas e desconsiderar isso. Então, através desses episódios, as crianças enxergam uma linguagem totalmente adaptável ao seu modo de vida. Cabe, evidentemente, aos pais (sempre!) conversar com elas e mostrar o contraponto disso tudo, orientando-as sobre o bem e mal, pobres e ricos, estudo e ócio...seus benefícios e suas desvantagens. Porque no final, minha linda, a TV lança as questões, sejam elas de forma elaboradas ou não, para que cada um absorva e reflita ao seu modo, enquadrando no meio e condição em que vive.
Por esse prisma, acho SUPER VÁLIDA essa sua análise e apesar de achar esse post, inicialmente, engraçado; durante o comentário fui expandindo a minha mente e vendo o tanto de reflexão que podemos extrair dele!
Gostei! Olha!!! hahahaha... Surpreendentemente...gostei!
Grande beijo, amada!
Jackie

Mary Miranda disse...

Fala, Ebrael!

Não haja dúvida que o mecanismo para o sucesso de ambos, é a total identificação do público infantil que as historinhas inocentes revelam, mas a pergunta é sobre o porquê de algo tão 'marcado', 'batido', ainda atrair públicos diversos, classes sociais e faixas etárias distintas...
Eu mesma (é duro admitir isso!), me pego assistindo às vezes a esses 'trecos'( Ufa! Não é todos os dias...), e não entendo por que curti-los e achar que eles têm lá seu charme!...
Como eu falei no post, devo mandar examinar o cérebro! rsrsrs

Abração, querido, e obrigada pelo comentário lúcido!

Mary:)

Mary Miranda disse...

Meu Querido Presidente Mútuo!

Esteja à vontade; pode defender o pleito!
É, acho que 'Chatolin' caberia melhor para definições...(haha)

Beijos da Presidenta!

Mary

Mary Miranda disse...

Mas era para rir mesmo, minha doce Fênix do Bem!... kkkkkkkkkk

Até eu estou rindo muito de ter tido coragem de passar horas separando vantagens e desvantagens desses seriados duvidosos! (Menina, o tempo de um post sério! rsrsrs), e o mais legal é ter conseguido encontrar diferenças! (Fala a verdade: tirei leite de pedra, não? rsrs)
Eu quis fazer graça porque acaba sendo ridículo termos em nossa programação ficções tão fracas em todos os sentidos, mas que acabam nos conquistando por uma verdade que não dá pra correr: são extremamente CARISMÁTICAS!
Para bem ou mal, todo mundo conhece aqueles bordões e se pega até repetindo-os e, às vezes, amiga, é a melhor opção de entretenimento (quem diria eu falar isso!) para as crianças e adolescentes! ( Destaco logo: é porque dependendo do horário, os menores poderiam estar vendo jornalismo violento ou soltando pipa na rua, que é sempre perigoso...)
Por falar nisso, já tive aluno que disse que foi 'salvo' pelos seriados: por ser o horário que passava um deles, não chamou um dos colegas para a briga... (No outro dia, tinha até esquecido do que o aborreceu!)
E não é que esses dois servem para um debate?
Meu esforço não foi em vão... rsrsrs
Se eu tivesse que ressaltar apenas uma vantagem de cada e parar por aí, destacaria que 'Chaves' é importante porque chama a atenção da realidade injusta de ainda existirem crianças de rua (o maior sonho do personagem-título é ter o que comer...) e de 'Chapolin' , o fato do herói ser um cara normal, cheio de defeitos, que até consegue resolver certos problemas, mas usando suas armas normais de pessoa comum ( o que alegra os pequenos pois se sentem representados).
MARAVILHOSA (como sempre!) foi a luz que você jogou sobre o lado que, independentemente de ser 'Chaves', 'Chapolin' ou outros, a TV mostra aspectos diversos sobre vários temas e cabe aos responsáveis o diálogo e a intercessão em conteúdos não adequados. (Concordo totalmente, querida! Há pais que, tristemente, transformaram a TV numa 'babá eletrônica'...)

Beijos mil!
Eu quem adorei o seu comentário perfeito!!!!

Mary:)

Sissym disse...

Genteeeee.... eu assisto, especialmente Chaves, ao lado de minha filha. Eu tenho um bando de amigos marmanjos que adoram Chaves.

O segredo?

É a simplicidade em tudo. Desde as roupas, as falas, os gestos, a suavidade despretenciosa que não agride ninguem com nada perverso de fato. Sabe, podemos sentar no sofa, deitar e ver, não vamos nos aborrecer!

Pior é ver essas novelas na TV G... elas são um atentado a tudo que podemos pensar de moral.

Beijos

Mary Miranda disse...

Sissy,

Concordo que a simplicidade dos seriados e a maneira 'nonsense' como são direcionados os personagens, realmente são algo a se levar em consideração.
Discordo, porém, de que não há violência!
Não há um episódio sequer em que Dona Florinda e 'Seu' Madruga não batam em alguém!
E violências gratuitas!!!! (Dona Florinda esboteia o ROSTO de 'Seu' Madruga e este, por sua vez, dá cascudos no Chaves, que é uma CRIANÇA!)
Honestamente, a vantagem maior de cada seriado, na minha modesta opinião, é como eu já falei: 'Chaves' por enfocar o aspecto social da criança abandonada, e 'Chapolin' , por mostrar um herói que é humano como nós, com defeitos e acertos.
Sobre as novelas, tirando a 'Malhação' ( que é voltada para o público infanto-juvenil) todas são para adultos, o que se configura numa classificação etária antes do início delas (cabe aos pais avaliarem se os filhos devem ou não assisti-las...)

De qualquer maneira, gostei mesmo de seu comentário!
Ninguém é obrigado a concordar comigo... rsrs

Beijos,
Mary:)

Valéria Braz disse...

Flor... não posso escolher nenhum deles, porque nunca consegui assistir a um epsódio sequer inteiro. Meu filho adora o Chaves, pelas burrices que faz... acho qeu este é o efetio nas crianças.
Admiro sua coragem...kkkkkkkkkk
Olha que eu adoro desenhos e filmes infantis... mas eles não me entram, e ao contrário de você, a forma mexicana de tratar a vida nas telinhas realmente não me atrai...
Mas confesso que gostei da lista de vantangens e desvantagens... a próxima vez que me deparar com um dos dois vou olhar sobre este prisma!
Te adoro.... mas não gosto deles...kkkkkkkkkkkkkkkkk
Beijo no coração

Mary Miranda disse...

Flor Val, por favor, não me entenda errado!

Não SUPORTO ficções mexicanas! rsrsrs
'Chaves' e 'Chapolin' apenas tolero e - está bem!- algumas coisinhas desses seriados me atraem! (As novelas desse povo, NEM PENSAR!)
Querida, foi um sufoco eu tentar entender o porquê dessas obras fazerem tanto sucesso, e a tal lista de vantagens, tomou-me horas! kkkkkkk
Sim, na próxima vez que você os assistir, tenta enxergar alguma coisa boa ali e depois me conta! rsrsrs

Beijos, florzinha!
Também te adoro, e gosto (um pouquinho só! rsrs) dos seriados!

Mary:)

Daniel disse...

Sinceramente eu prefiro bem mais o Chaves do que o Chapolin.
Mesmo reprisando inúmeras vezes, ele nunca perde a graça e isso mesmo com um humor inocente, sem apelar para palavras de baixo calão ou de frases duplo sentido.

Guilherme Freitas disse...

Cresci vendo Chaves e Chapolin e escolher o melhor é duro. Pode ser os dois? Esse humor inocente é muito melhor do que o que temos atualmente na TV. Abraços.

Mary Miranda disse...

Olá, Daniel, tudo bem?

'Chaves' e 'Chapolin' são obras voltadas para o riso fácil, e isso significa que o objetivo é não fazer pensar, e sim, lançar suas piadas em forma de 'pastelão'.
Permita-me discordar apenas do termo 'inocente' para a definição dos humorísticos.
Há muitas trocas de agressões físicas (Dona Florinda e 'Seu' Madruga com seus tapas e cascudos) e verbais (os personagens infantis colocaram apelidos ofensivos para Dona Clotilde, 'Seu' Barriga e Professor Girafales).
No mais, para a liberação de riso despreocupado, admito que ambos têm seu valor...

Obrigada pela excelente participação!
Sinta-se à vontade para expor suas opiniões!

Abraços,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Há controvérsias, há controvérsias...

Guilherme, eu também cresci vendo os dois e nem por isso os acho tão inocentes...
Vemos agressões gratuitas físicas, termos ofensivos para definirem pessoas idosas, gordas e até mesmo o professor, que é muitas vezes desrespeitado...
'Inocente' não é bem o termo, eu diria: 'simplório'.
'Simplório' porque não há muito conteúdo, é o chamado 'pastelão', dos gritos, empurrões e textos 'soltos'!...
Mas se você gosta, tudo bem, eu diria que tolero apenas.
Devo confessar que alguns episódios até são interessantes...

Abraços,
Mary:)

Anônimo disse...

Meu amigo Glauco Marchezin, do diHITT, fez um VALIOSO comentário no site que eu não poderia deixar de trazê-lo pra cá:

"Amiga,
Bom dia;
Na minha opinião, são dois excelentes programas, pois possibilitam desligarmos o cérebro ao assisti-los (não é preciso pensar para dir risadas com a besteira)...KKK
E, por ser eu um completo SEM NOÇÃO, sou adepto de tudo que é besteirol (quanto mais trash o programa de tv, mais gosto...KKKKK)
Ou seja, sou fão dos dois, sem preferência por nenhum.
Abs.,

Glauco"

Mary Miranda disse...

Minha resposta ao Glauco:

"hahahaha Só você mesmo, Glauco!...

Você gosta de tudo que é
'trash'?
Cara, resposta mais sincera que essa sua, não existe...
Todos nós temos aquele ladinho brega, que se amarra num 'underground', 'trash', 'out' e afins...
Eu mesma confesso (segredo, viu? rsrsrs) que até hoje gosto daqueles filmes 'B' de suspense ou ficção fantástica, com seus cenários toscos e efeitos especiais ridículos, onde vemos as linhas movendo as marionetes dos monstros! kkkkkkkkk (Passava muito na 'Sessão da Tarde'!)
'Chaves' e 'Chapolin', para o objetivo trazido por você, sem sombra de dúvida atinge o público em sua totalidade!
Acho que estamos chegando num consenso!
A fórmula do sucesso dessas ficções é exatamente trazer à baila o lado mais sem noção que todos nós possuímos, e quando admitimos isso, os seriados fazem mais sentido...

OBRIGAAAAAAAAAADA MESMO pelo comentário abrangente e elucidativo!
De 'sem noção', Glauco, você não tem é nada! rsrsrs

Um abraço,
Mary:)

Samanta disse...

OLááá querida amiga Musa da Escrita !!!

meu pai do céu, mas até com Chaves e Chapolin a Srta faz um Hiper texto super bem elaborado e interessante !!
Adorei o quadro com os pontos fortes e fracos de cada um, muito legal !
Nunca parei pra analisar desta forma, mas só Deus sabe porque meu preferido é o CHAPOLINNNNNN !! Sigam-me os bons !! Não contavaaam com minha astúcia !!! Palma Palma, não priemos cânico !!
kkkkkkkk
Ah eu adoro e se vejo um reprise pela décima vez, continuo me divertindo !
Chaves acho legal, mas não me prende e nem me diverte como o Chapolin e sua variadas peripécias !!
A minha favorita é a dos Aerolitos hahaha aquelas pedras de isopor flutuando, muito cômico !

Adorei relembrar !
Um beijãooo e bom fim de semana !!!

Mary Miranda disse...

Pode chegar, querida Menina Sorriso!

hehehe Você não tem noção do quanto me foi trabalhoso montar aqueles quadros! ( O das 'Vantagens', então, nem se fala... rsrs)
Ainda bem que queimar os neurônios (temo que eles demorem a se recuperar! kkkkkkkkk) valeu a pena, e consegui montar algo plausível! (Que booooooom que gostou, amiga!)
Menina, é dose achar 'Vantagens' reais para aqueles seriados! kkkkkkkk
Bem, para as risadas 'pá-pum', aqueles dois são imbatíveis, não é mesmo?
Achei engraçado quando você disse que até sobre 'Chaves' e 'Chapolin' eu escrevo algo legal!
Pra você ver como ando fazendo milagre ultimamente!... kkkkkkkkkkkk


Minha querida, um beijo bem grande e aquele final de semana especial pra você!

Obrigada por ter vindo, com a sinceridade no comentário, que lhe é concernente!

Mary:)

English tips (blog) disse...

Minha doce amiga professora, confesso que era viciado em assistir os dois, e digo não sei se atinge o psicológico mas estava ficando meio bobo, mas com certeza há alguns anos era sucesso total, forte abraço, Carlos e tenho novidade no blog textos com audio revista SpeakUp, convido também seus leitores.

Mary Miranda disse...

Carlos,

Creio que "Chaves" e "Chapolin" sejam o que chamamos de "mal necessário"! rsrsrs
Fazem parte do imaginário e vida de muita gente...
Legal essa ideia de texto com áudio da revista "Speak Up" no seu blog!

Abração,
Mary:)

Victor. V! disse...

Oi Mary...

Concordo completamente com as vantagens/desvantagens apresentadas para cada série. Só acho que, no Chapolin, o vilão se dar bem algumas vezes pode ser interessante, pois não deixa o seriado um tanto "repetitivo"...
Contudo, eu escolho Chaves, por ser uma série marcante e mais bem elaborada do que o Chapolin.

Até mais.

Mary Miranda disse...

Olá, galera!!!!


Resolvi fazer uma contabilização informal dos 'votos' para 'Chaves' e 'Chapolin', incluindo o Fatos de Fato e o diHITT!
Só estão valendo os 'votos' de quem escolheu um deles, quem teve 'coragem' suficiente para tal...
Qualquer erro no resultado, porei a culpa na 'calculadora', que deve estar enferrujada!... kkkkkkkkk



CHAVES - 4 votos

CHAPOLIN - 3 votos

'Chaves' ganhou por uma diferença de apenas 1 voto!

Incluí aí um voto por e-mail para 'Chaves' e...
TCHAN, TCHAN, TCHAN!
O meu próprio!!!!

Cumprindo com o trato, digo agora, após vocês dizerem, o meu gosto particular por 'Chapolin'! (Esse seriado é interessante por trazer temas diferentes a cada episódio, bordões muito legais e mostrar um herói que é humano como qualquer um...)


Você quer mudar o resultado?
Quem ainda não votou, pode vir aqui e expor seu gosto através dos comentários!
Fique à vontade!!!!

Abração e obrigaaaaaaaaada a todos!!!!

Mary:)

Mary Miranda disse...

E aí? Quem se aventura a 'votar'?

Ainda está em tempo...
Só basta 'coragem'! rsrsrs

Abraços,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Interessante, Victor!


É questão de gosto mesmo!
Não vejo elaboração alguma em 'Chaves'!...
Creio que 'Chapolin' tenha um pouco de cuidado maior, tanto nos textos, quanto nos cenários, que nunca são iguais, como é no outro!
O problema de vilões às vezes ganharem é que quem assiste são crianças, um público cuja personalidade ainda está em formação...
Não gosto desse filão subliminar levando ao sentimento de que crimes podem compensar!...
Bem, mais um votinho aí para o 'Chaves' conforme seu comentário! hehehehe

Abraços,
Mary:)