PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sábado, 17 de setembro de 2011

Por dentro do site


Parece que há uma febre dentro do diHITT em se falar sobre ele por esses dias.
Comparo ao efeito "Cometa Halley", que passa de setenta e seis e setenta seis anos, causa um furor, depois os ânimos se acalmam...
Obviamente que não há datas marcadas, mas o fato é que o site exerce um fascínio tal, que de tantos em tantos tempos ocorre esse fenômeno, de todos quererem assim o desmistificar.
Seja confabulando acaloradamente sobre seu polêmico ranking, sejam as rixas comuns entre usuários, sejam as lindas homenagens aos participantes, sejam até as homenagens que fazemos ao próprio, o que rola é que ninguém, sendo blogueiro ou leitor voraz de notícias, consegue viver mais sem ele!
Como sou uma das fãs mais apaixonadas, fiquei na fissura, como muitos, de conhecer alguns aspectos que passam desapercebidos desde a minha chegada, em 2008.
Queria eu esmiuçar o diHITT em números e curiosidades, construindo-o em histórico para guardarmos na memória. Uma viagem interna, para que fiquemos por dentro do site.
Pesquisas foram inventadas para serem feitas, e eis o resultado delas, no que consegui apurar:


  • diHITT, site de notícias e agregador de links, foi fundado em agosto de 2007 por Pablo Melo, paulista radicado nos EUA.
  • Sua criação se deve ao fato de que Pablo, ávido leitor de notícias, não ter conseguido encontrar nenhum site brasileiro similar ao Digg, do qual era fã.
  • Por causa do nome, e sobretudo pelo formato parecido, diHITT foi chamado, por algum tempo, de "Digg brasileiro", no que continha conotação pejorativa ( achavam que era apenas um "clone" do site americano).
  • Os dois primeiros participantes do site foram Pablo Melo (naturalmente) e o jornalista Sidney Rezende.
  • Nos primeiros meses, o diHITT contava com uns poucos 3 mil usuários cadastrados; hoje, quatro anos depois, já chega aos 300 mil.
  • O sistema de ranking para usuários sempre existiu, desde o começo de sua trajetória . Já foi retirado entre 3 e 4 vezes, devido a muitas divergências entre os participantes mas, sempre retorna, pois há membros que apreciam o sistema e, consequentemente, despenca o número de visitas ao site pela insatisfação pela falta do mecanismo.
  • Por causa das muitas manipulações para se ter notícias populares, isto é, na página principal, os termos "diHITT" e "dihittiano", quando expostos no título, expurgam a chance de um post chegar à popularidade. (Houve um tempo em que a maioria dos posts populares eram sobre o site, por ser motivo de interesse e leitura garantidos pelos que amam esse espaço virtual).
  • Há várias ferramentas parecidas com as do Twitter, Facebook e Orkut, como os botões de seguir e bloqueio, álbum de fotos, widgets automáticos mas não existe o chat, no que Pablo sempre foi reticente nesse aspecto, jamais permitindo nada que porventura lembrasse esse mecanismo.
  • Apesar de pouquíssimo explorado pelos participantes, há uma comunidade do diHITT no Yahoo.
  • Existiu, durante algum tempo nos comentários, o botão "thumb up" (polegar para cima) e "thumb down" (polegar para baixo) equivalente em eficácia ao do Yahoo! Respostas, isto é, servia como termômetro para identificarmos as opiniões, se eram boas ou ruins ao post. Foi retirado por causa de usuários mal-intencionados que, mesmo gostando do que escreviam seus amigos de site, o negativavam (apertavam o botão "thumb down"), para que perdessem posições no ranking, de algum modo.
  • Um dos posts com maior número de aprovação de todos os tempos foi um sobre fakes, com 203 votos, em 2010. Nesse o blogueiro desbaratava alguns usuários com perfis distintos para votarem "neles mesmos", ou seja, havia umas poucas pessoas que se multiplicavam em 10, para chegar à popularidade através dos votos "falsos". Aliás, foi um dos temas na época mais debatidos e mais explorados em artigos: média de 5 posts diários apenas falando sobre fakes!
  • O tráfego de acesso de internautas "paraquedistas" é de 150 mil por mês sendo que, destes, a média é de 30% que se agrega ao site.
  • Posts que envolvem campanhas humanitárias, memes e entrega de selos entre amigos, são os com maior garantia de popularidade. Ainda que alguns não recebam votos altíssimos, 95% de artigos com esse tema, chegam à categoria "popular".
  • O site já teve concurso interno de beleza feminina, o "Miss diHITT", mais precisamente em 2010, que não se repetiu. Por causa de acusações de formação de "panelinhas", "compra" de votos e divergência de opinião no resultado da escolha, o concurso foi devidamente arquivado por não se enquadrar no perfil de proposta de agregação do espaço.
  • Um dos posts com o maior número de comentários -cerca de 230 - foi um lançado em estilo chat, que teve 4 edições. Não tinha uma postagem específica; quem ali entrava, conversava com os "talkers" anteriores sobre assuntos diversos. Por ser considerado antiético e sem "peso" para a qualidade do site, as quatro edições foram deletadas, no que intimidou a criação de novas semelhantes.
  • O mesmo não ocorreu, porém, com o post que incentivava a criação de um livro de antologias entre dihittianos. Teve 5 edições, os dois últimos com pouquíssimo texto, mais de 120 comentários cada um e não foi deletado. Embora extremamente cultural a iniciativa, muitos comentários ali deixados, nada tinham a ver com o tema.
  • A única vez que o site mostrou o nome de um usuário na entrada principal em forma de chamada, foi em 2009, para atentar-nos sobre a hospitalização de Mauricio Scheinmann, que se encontrava bastante debilitado na época. Foi a sua internação que deu início ao costume das "campanhas" para animar e/ou ajudar amigos dihittianos, quando estes se mostram passando por tormentos pessoais.
  • Durante parco tempo, houve uma discussão do que se seriam "notícias" dentro de um espaço voltado para elas, ocorrendo até posts ofensivos. Alguns usuários alegavam que poemas, tirinhas de humor, piadas e similares não se configuravam em "notícias", portanto, não cabiam no diHITT. O senso comum, porém, entendeu que os ítens "desprezados" por uma tal classe politizada, eram páginas muito procuradas em jornais de respeito, logo, também tinham lógica dentro do site.
  • Pablo Melo é um dos poucos fundadores de sites sociais (para não dizer o único) que se comunica com seus participantes diretamente, até mesmo comentando posts. Com o advento do número que aumentou de usuários, sua participação se mostrou reduzida, conquanto, não menos eficaz (ele possui uma equipe altamente treinada para atender a todos).
  • Usuários que tratam aos outros com grosseria ou indecência são expulsos, sem prévio aviso.
  • A caixa de mensagem do site também já ocasionou controvérsias. Alguns acreditam que o ideal é que ela seja de uso particular, quando se quer enviar mensagens apenas para alguns amigos. Outros acham mais viável o uso em massa, podendo-se enviá-las para todos, ao mesmo tempo. Está vigorando atualmente o processo inicial, o de uso particular, como é no YouTube, por exemplo.
  • O layout do diHITT já mudou três vezes desde o seu começo, sendo que o atual permanece há mais tempo no ar ( mais de 1 ano ).
  • Alguns internautas da classe artística já participaram do site, como os atores Paulo César Pereio e Adriana Birolli (perfis não confirmados).
  • Sobretudo, a qualquer coisa que possamos falar do site, o diHITT é um dos mais democráticos espaços virtuais, englobando todas as faixas etárias, raças, orientações sexuais, gêneros, classes sociais, opiniões, ideias, num convívio único e respeito mútuo. Traduzindo, por mim, usuária amante e amada, na minha visão mais pessoal: o diHITT é único em todos os sentidos!!!!
Quem ainda não conhece o site, basta clicar:
www.dihitt.com.br ( O cadastro é gratuito!)
Qualquer erro, peço que me desculpem!
Tentei ser a mais fiel possível às informações obtidas, mas está este artigo aberto a alterações, uma vez comprovada a improcedência de algumas afimativas.
No mais, meu extenso abraço fraternal a todos esses parceiros dihittianos, que fazem desse espaço virtual, sua segunda casa.
Afinal...

NÓS SOMOS A FAMÍLIA DIHITT!!!!


(Imagem:

Fonte desconhecida

Edição de imagem:

http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com)

22 comentários:

disse...

é isso ai Mary...somos um familia, agora espero que todos entendam o que agente já sabia......que venham e leiam e deixem de picuinhas.....
bjoks linda morena!!!!

Mary Miranda disse...

Fala, Rê!

Querida, já estamos nessa não é de hoje, né? rsrsrs
Acho que é sempre importante reforçarmos nosso votos de amor ao site porque somos uma família!
Obrigada pelo comentário, sobretudo, pelo "linda morena"! rs

Beijos,
Mary:)

Fatima Zanin disse...

Muito boa postagem, gostei e concordo.
Beijo.

Andréa Ávila disse...

Oi Mary.

Que bela pesquisa em garota... Parabéns!

Só tenho a agradecer tantas informações em um só lugar, pois, muita coisa eu desconhecia a respeito da história do diHITT. Acho que posso dizer sem medo de errar que sou também uma apaixonada pelo site, estou retornando porque me descobri viciada e dependente do calor humano que não existe em nenhuma outra rede social, isso sempre vai ser mais importante do que qualquer atrito passageiro.

Agora é só se preparar para ver e sentir o grande abraço entre os dihittianos que a Flora esta nos propondo.

Um Beijão.

Mary Miranda disse...

Fátima querida!

Como o diHITT, pode crer, não existe nenhum outro igual!
O site sintetiza o que há de melhor existe entre blogueiros e amigos!

Grande beijo, minha amiga!

Mary:)

Mary Miranda disse...

Antes de mais nada, querida Andréa, meu obrigadíssima!!!!

Essa pesquisa, sem falsa informação, foi-me bem difícil devido ao fato que não há muitas na internet; tive que procurar aqui e ali...
O diHITT é e sempre será um diferencial entre as muitas redes sociais por trazer o calor humano, como bem mencionara você.
Só tenho que aplaudir de pé as belas iniciativas que por aqui surgem, como a da Flora, de juntar os dihittianos.
A princípio parece-nos quase impossível, mas o amor de família que sentimos, fara esse evento possível!

Beijo enorme e se sinta sempre bem-vinda porque o diHITT precisa de "gente que faz" e você é uma delas, com certeza!!!!

Mary:)

Felipe disse...

Além de professora de português e inglês, nas horas vagas Mary Miranda está se dedicando ao jornalismo investigativo.
Parabéns Moça Bonita. Uma pesquisa de fôlego e deve confessar que há coisas reveladas que eu não sabia, apesar de mais de três anos no site.
Quem sabe um dia o Pablo crie uma página com o título "família dihitt".
Beijão da presidência (não é necessário dizer) vitalícia.

Mary Miranda disse...

hahahaha Uma detetive do amor, meu Canceriano Favorito!

Só o sentimento grandioso como o amor me faria levar horas - isso mesmo!- para averiguar alguma coisa sobre algo...
O diHITT é tão importante a mim, que foi nele que conheci meus maiores amigos virtuais - ou "vir-reais", como diz você incluindo, claro, você mesmo!!!!
Nesse espaço formamos sentimentos similares aos de família, com suas dores, divergências, porém, com muito amor.
Também desconhecia algumas informações, mas nada como o amor para dispendermos um tanto de nosso tempo para a busca de respostas...
Realmente está faltando a página "Família diHITT" que, com certeteza, estariam lá escritas N histórias lindas, que só parentes de verdade podem instituir!

Beijos, querido amigo!
Nessa longa estrada de diHITT, vocè é um desses bens preciosos que adoro ter por perto!!!!

Da presidenta - vitalícia, of course!,

Mary:)

Carla disse...

Adorei as informações, muito bom trabalho!!!
bjs

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Mary!!!
Parabéns pela excelente matéria sobre esta maravilhosa casa, adorei minha amiga!!!
Que bom poder conhecer o início e algumas peculiaridades do diHITT, fico feliz em poder conhecer mais um pouco sobre este maravilhoso espaço e por fazer parte desta grande família!!!
Valeu minha querida amiga!!!
Tenha uma linda e abençoada noite!!!
Beijos e muita paz!!!

Mary Miranda disse...

Carla, seja bem-vinda!


Eu fiz a pesquisa com o maior prazer!
Adoro o diHITT e nem tenho como negar! rsrs

Beijos,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Boa noite, Du!

Amigo, muito se fala do diHITT e até muitos tinham curiosidade em saber mais sobre o site mas, como eu, esbarravam com a problemática de encontrar bem pouco pela internet...
Garanto, querido, que foi trabalhoso, conquanto bem prazeroso descobrir mais sobre o nosso espaço que tanto amamos!!!!
O diHITT é nossa cada virtual, não há como negar!

Abração e meu obrigada pelo comentário tão intregafor!
Só tenho a te agradecer, viu?

Mary:)

Eloisa Floriano Fasulo disse...

Oi Mary,semana que vem faço um ano de diHIT,adoro.Mesmo as vezes não postando ou comentando sempre passo por no site.
Achei muito legal a sua postagem.
Beijos.

Valdeir Almeida disse...

Mary,

Suas explanações sobre o diHITT foram precisas, esclarecedoras e bastante didáticas. Quem não conhece o funcionamento do site, com este post passa a ter uma ideia geral a respeito dele. E quem já é usuário, obteve algumas informações que, com certeza, não sabiam.

Bom, eu também gosto muito do diHITT. O que me frustra é o fato de não ter tempo mais disponível para me dedicar melhor a ele. Também sou usuário desde 2008. Tenho aprendido muito com as “notícias” dos outros participantes. As “notícias”, pelo menos as que acompanho, costumam ser inteligentes, fugindo à mesmice dos sites jornalísticos.

Eu aspeei a palavra “notícia” para destacar sua observação. No início, eu também cheguei a questionar – a mim mesmo e não ao site – se determinados gêneros textuais poderiam ser considerados notícias. Mas, imediatamente, concluí que o fundamental não é a nomenclatura que se dá aos posts, mas a importância que eles têm. Seria muito chato se no diHITT fossem registradas apenas notícias no sentido tradicional do termo. Como você mencionou, em jornais tradicionais há variados gêneros de texto; e é isso mesmo: encontramos desde as notícias propriamente ditas até notas fúnebres e receitas culinárias.

Quanto aos posts populares, os meus que “chegaram lá” versaram sobre temas ligados ao cotidiano e ao comportamento de qualquer pessoa, como, por exemplo, relacionamentos interpessoais. Também tenho posts relativos à Educação que se tornaram populares.

Mary, parabéns pelo artigo. Com certeza, ele servirá de consulta para os usuários do diHITT e para aqueles que querem aprender mais sobre o site antes de fazer parte da comunidade.

Beijos, Mary, e ótima semana.

P.S.: Mil perdões pela ausência durante a semana. Por aqui, está uma correria só!.

Mary Miranda disse...

Eloísa, minha querida!

Parabéns, já antecipadamente, pelo seu aninho primeiro de diHITT!
É viciante o site, não é mesmo? rsrs
Não conheço nenhum outro assim!
Também sou assim.
Mesmo quando não posto nada, quero ver os artigos dos amigos.
Aprendo tanto!...

É isso aí!
Prestigiemos o site porque ele merece!!!!

Beijos,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Querido Valdeir, boa noite!

Estou toda cheia, com as suas tão elogiosas palavras, que só me fazem ter a certeza de que valeu a pena o trabalho para a pesquisa!
É incrível que quase não há nada sobre o diHITT em lugar algum; o histórico está com os apaixonados feito eu, que favoritam posts, fazem artigos sobre o espaço, e saem à "cata" por horas, nos blogs mais antigos que falam aqui e ali alguma coisa...
Sendo sincera contigo, também já reavaliei o termo "notícia" num lugar como o diHITT, e pensei até em não mais lançar poemas meus no site, por quase embarcar na onda dos "politicamente corretos".
Uma alma abençoada puxou na época essa questão que, se jornais idôneos, de grande circulação, mostram artigos como dicas de beleza, horóscopo, etc., por que o diHITT seria alheio a essa vertente de cultura múltipla que um jornal traz?
Valdeir, parece até fórmula mágica mas, posts de campanha, memes e selos, chegam à popularidade com quse 100% de aproveitamento! rsrs
E tristemente constato: dos meus artigos cujo tema era Educação, quase NENHUM chegou lá!... ( Mas meu meme sobre livros além de ter chegado, foi um dos com maior número de comentários! Bom, né? rsrs)

Muito obrigada pelo incentivador e inteligente comentário, e eu fico satisfeitíssima por servir de ajuda para pesquisa, se acaso alguém se interessar!
Fiz para provar novamente o quanto amo o diHITT e o quanto lhe sou grata!!!!
É o meu canto, é o meu lugarzinho cibernético, e é onde me sinto em casa!...
Fazer amigos como você, interagir, trocar ideias, é bom demais!!!!

Beijos, e não precisa se desculpar, porque ser professor não é brincadeira! rs

Mary:)

Cigano disse...

Belo artigo, Mary;

Muito elucidativo e funcional para criar uma identidade ao site, coisa que sinceramente ainda acho que falta.

É inegável que o di é um site com muito potencial, assim como são incontestáveis seus problemas de navegação; o que é comum em todos os empreendimentos que buscam um aprimoramento para atender um mercado tão diversificado.

Creio que todos ficaram interessados nas informações, as quais você postou de forma clara, objetiva e sucinta, sem quebrar o elo da diegese. Parabéns sinceros!

Um beijo em seu coração e muita luz à todos!

Mary Miranda disse...

Obrigada, querido amigo!

O diHITT merece esse esmiuçamento por parte de nós, usuários, porque ele nos oferece um canto virtual realmente idôneo para quem quer ser um blogueiro consciente.
Sua colocação foi plena ao trazer a questão das falhas ainda recorrentes do site, no que, esplendidamente acrescentou, que é inerente a um site de porte que busca aprimoramento.
A minha proposta foi exatamente a que você indicou logo no início, pois espero que os novos ( até os mais antigos) sintam que o diHITT tem uma história, uma vida; o site é um coração que pulsa com tantos outros corações dentro dele!
Se ninguém se preocupar em "memorizar" o diHITT, acaba caindo no esquecimento, e não quero que o site seja apenas uma "lenda" contada por blogueiros veteranos!
Que o site cresça, apareça, e os novos usuários tenham o mesmo gosto e amor a esse espaço, dando prosseguimento a outras lindas páginas para o site e, além disso, se sintam abraçados, como ocorre com uma família de verdade, que se ama, apesar das confusões que em todas surgem!...

Abração, amigo!
Maravilhoso seu comentário!
OBRIGADA!!!!

Mary:)

Marcela disse...

Mary! De todos os posts sobre o dihiit, esse foi o mais curioso. Amei! Não sabia de nada disso...rs Ando por lá há uns 6 meses. Sou assídua nos blog que gosto( e sempre descubro algum)nas reportagens que curto e como disse a uma amiga de lá, números pra mim, só na bolsa de valores, portanto curto o q o lá tem de melhor, sem estresse. E que me perdoem os amigos que ficam contando com aquele voto de quem nem lê e nem comenta o texto. Eu não faço isso, pq ajo como acredito - com verdade. Mas concordo q cada um veja as coisas de um jeito e não julgo jamais. Apenas é meu jeito de estar no dihitt.
Bjos

Mary Miranda disse...

Olá, querida Marcela!

Meu anjo, assino tudo o que falou, porque estou em pleníssimo acordo!
Também passo meu tempo no diHITT por prazer de estar, conhecer pessoas, ler artigos interessantes, conviver em paz e fraternidade, que me são tão satisfatórios!
Cada um sabe o que faz, e o diHITT é tão generoso, que até essas balbúrdias comuns de família, ele permite! rs

OBRIGADA por seu comentário edificante!
Ah, e amei o elogio, é claro! rs

Beijos,
Mary:)

Isa Oliveira disse...

Oi Mary!

Ontem eu li suas postagens novas, e adorei as duas! Só não tive tempo de comentar, pq o sono estava muito forte. rsrs
Que texto completíssimo! Adorei!

Agora sim, eu conheço mais sobre o Dihitt, e posso até passar adiante.
Pois, eu costumo falar para os amigos assim: " Vou ali ver as novidades no Dihitt!"
E ficam todos me perguntando o que é isso! E eu nunca soube responder ao certo!
Apenas digo que é uma rede social de blogueiros.rsrs Que não deixa de ser!

Mas, depois dessa fundamentação toda, é inaceitável não saber explicar sobre o site!

Beijos e bom fim de semana!

Mary Miranda disse...

Olá, querida Isa!

Que isso, meu anjo, não é tão completo assim,e não é falsa modéstia! rsrs
Minhas pesquisas foram fruto de um amor muito grande ao site, no que deu certo trabalho, mas de extremo prazer.
Se eu pudesse poria mais coisas, só que não há muitos lugares falando sobre o diHITT, o que só me causa estranheza, pela grandeza do espaço virtual que ele é.
Sua definição para os amigos é perfeita: "rede social de blogueiros".
É um baita de um site de relacionamento, mas extremamente atrativo para blogueiros, por ter um sentido de confraria, como disse uma vez um dihittiano notável.
Quando abrimos a página, dá uma sensação de clube virtual, né?
Nenhum outro é assim... rsrsrs
Ainda bem que o Pablito teve a linda ideia de formar o diHITT, que é parecido com o Digg, mas com ferramentas melhores e beeeeeeeeeeeeem mais humano!

Beijão, meu doce!
Se você adorou o post, adorei mais ainda seu comentário!!!!

Mary:)