PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Bruxa/Madrasta de Branca de Neve


Dentre as muitas bruxas da ficção, das quais costumo ser fã, mesmo perversas ao extremo, há uma que nunca engoli, pela maldade múltipla que seu espírito mesquinho possui e pelo alvo que escolheu para as suas atrocidades: a Bruxa/Madrasta da Branca de Neve.
Tipinho indecorosamente repugnante é aquele... Tenho repúdio por seus motivos desprezíveis!...
Já li a história no livro da escola, assisti filmes, porém, só nos desenhos Disney, com seus efeitos especiais muito bem produzidos, é que desenvolvi esse meu lado crítico/questionador contra essa cidadã (quem foi que disse que não aprendemos com os desenhos animados?). Lá percebi com totalidade o jogo real da maldade da fútil rainha, o quão sequiosa era sua busca da beleza eterna e única...
Sob os cuidados dela ficara a pequena enteada Branca de Neve,  órfã de mãe e de pai que, por uma ordem que desconhecemos (não sabemos o biótipo de seus progenitores), cresceu a criatura mais linda do reino!
E daí, a maldade que já habitava o coração daquela Madrasta, fora exacerbada, alavancada pela "concorrência" , por causa de uma juventude e beleza que já davam sinais de esmaecimento...
Tudo junto ali, uma  inveja, fruto da vaidade, desencadeadora de tentativas de homicídio, dissimulação, ódio, revolta e... bruxaria!... Nos tempos atuais, chamamos o que fizera a Madrasta, de magia negra.
Vemos em várias ocasiões desbravamentos quais esse na ficção e vida real, mas não aceitamos com muita desenvoltura, não entra em nossas mentes, que alguém possa fazer mal a uma criança caminhante para a adolescência. Ainda mais quando essa criatura é a mais indicada para cuidar desse pequeno ser, ou seja, a madrasta, quando lhe faltam os pais e tios.
Se fosse julgada num tribunal, aquela mulher seria considerada culpada por tentativa de assassinato em segundo e primeiro graus  - primeiro mandou matar, depois fora ao vivo arriscar "terminar o serviço" - devido à parcialidade de suas explicações: queria Branca de Neve morta porque era linda! Não há outro nome senão crime por motivos fúteis.
É a vaidade dando as cartas no jogo!... Quantas e quantas Madrastas ainda veremos em nosso dia-a-dia, aquelas que não matam enteadas e que, no entanto, matam a si mesmas, aobuscarem a perfeição de uma beleza, essa tal abstrata, iniciante no físico, mas que está nos olhos de quem vê? (O que é bonito para um pode não ser para o outro...)
Se a Bruxa de Branca de Neve tivesse algum filete de mágoa por ter sido a enteada malcriada na infância, ainda haveria lá uma parca razão para a prática de seus desatinos. Ódio porque a outra tem atributos físicos além do normal?  Essa não posso "deixar barato"! As madrastas devem ser substitutas das mães, e mães não se chateiam com as filhas nesse quesito: "É mais bela que eu e merece castigo por isso!..."
Gosto das bruxas mesmo porque elas foram perseguidas e maltratadas desde os tempos mais cruciais de nossa História! Aprecio as com método e meta definidos. Até as bem más  trazem critérios nos atos. Quase nunca tenho chateação com elas. Porque todas, de algum modo, representam a alma da mulher, do mistério, feitiço, sedução...
Só essa mesmo da Branca de Neve que fugiu do intento generoso de nossa personalidade, aquele do segredo/vaidade. Secretos pensamentos que ninguém palmilha e a beleza no olhar daquela que nasceu feminina.
Não, Dona Bruxa/Madrasta, não está certo: adoramos ser belas, mas faz parte do mistério não admitirmos essa particularidade. Levar a ferro e fogo a conquista do que já nos é inerente, é fazer desandar toda a magia, é  simplesmente refutar a feiticeira tão amada que mora em todas nós, esse ser que sabiamente puseram o nome de MULHER...


(Imagem:
http://ppsiquiatria.blogspot.com.br/)

sábado, 27 de outubro de 2012

Primeira rua, à direita

Peça uma informação, esteja perdido e siga sem rumo.
Há algo naquele "Primeira rua, à direita"; por que todos os caminhos são retóricos? Alguém decorou o texto e agora fica difícil trocar as palavras...
Só para diversificar, viro à esquerda. Já encontrei praças secretas assim. Já vi animais raros assim. Já vi pessoas que não conhecia assim...
À esquerda dos meus sonhos não traslada atalhos sofismáveis. Sou gente, sou abelhuda, vasculhadora de peças trocáveis. E lá vou dar ideia para palhaços enganadores? Se querem me desviar do caminho, pode deixar comigo: sei tudo sobre não cumprir com o que eu me predispus a fazer inicialmente...
Mania de povo, enredo em regime semi-aberto para a patuscada. Alguém pede "pra sair", e o que faz o informante? Pede pra seguir!
Será que tudo que queremos na vida é "à direita"? Será que "à esquerda" também não dá um desconto para as nossas compras de felicidade?
Informação de "um paspalho, oco,  safado enganador"*1, como diria meu tio infelizmente ido, sobre gente que não quer que o outro chegue. Competição? Vá para as Olimpíadas e descubra que ganhar medalha de ouro  que reverbera ao Sol, não ilumina caminho obscuro de quando se está "derretido em si"*2...
Vá na onda proeminente e saiba o que é ralar para sair da escuridão... Ninguém nunca paga para ver o preço de quem nos passa a perna... O membro que anda se é hoje quebrado, amanhã será logo colado. Quem o fez partir-se, não mais terá a alma pura. Lava-se o dinheiro, decorre-se em Mensalão, porém, alma, essa, só numa outra oportunidade!...
Coisa mais cabulosa é alguém dizer que sabe. "Eu tenho certeza de que você vai voltar." Pois é ali, naquele momento, que eu tenho a certeza de que não voltarei! Arranhe o ego, só não afirme, afirme nada;  falará em nome da verdade... Mas, que VERDADE?
Sou uma espécie de sanguessuga de pensamento. Não me prometa porque vou cobrar, não diga que está acima, porque ficarei superior! Há uma conta alta em tudo aquilo que se diz.
Rabisco no tempo, ele poderia ter sido direto na informação. Embromar o semelhante é o mesmo que comprar passagem para o Inferno!... Assine em todas as laudas que, se você enrolar alguém, mais cedo ou tarde será enrolado!...
Meu endereço é comum, nunca peço mais do que mereço, o caminho eu faço para meu servir de porvir... Uma fuga pra quê? Queria que a humanidade pensasse mais na questão do tempo, seus rancores desanimadores, um segundo além, e desandou a coisa toda... (Não quero rima pra "zorra"!...)
Queria sempre chegar!... Adoro estar lá, em algum lugar, sem atrasos, nem trânsito turbulento; quem inventou a Radial Oeste, aquela sineta de alerta nos auto-falantes radiofônicos, aquele vai-não-vai dos diabos, droga de engarrafamento que não termina nunca?...
Desvio no olhar, passa-se o número da casa; entrega importante, urgente "pra ontem" e a rua infinita embora curta. Carro branco, pickup... Placa; o que é? Dizer que o número é adiante se faz  tormento para quem espera... Uma hora e meia... Atrasada e meia!...
Poder caminhar em porto seguro é papo furado; não há segurança em quem busca.
No meu aguardo simbólico, posso ser terna, não de roceiras, na Diva de Alencar. Só me permito enveredar nos Crimes do Padre Amaro: as ruas que me tragam ao amanhecer...
Permita, pessoa, que eu não acerte sempre, só  não me desvie, não me desvie da trilha que devo pescar! Se é sonora, estreita, sinuosa, perigosa ou abjeta, é na estrada ou na pista que quero estar, sabedora das atribuições que compete a todo aquele que vai.
Não tenho muito, mas me deixe pensar que posso! Faça acreditar que depois daquela "Primeira rua, à direita" terei a chance de mudar o rumo dessa prosa, posso divagar, devagar, sobre as faces lunares ou o solstício de signos cardeais.
Num banho ou outro de Lua, o brilho que lumia meu caminho  é direcionado por um coração que ainda acredita em futuros não lineares, embora prodigiosos em embalar sonhos acordados!...

*1  Desabafo inflamado do meu falecido tio de nome pomposo, José Ephraim Vieira de Miranda, sobre o ex-presidente Fernando Collor, em época de campanha eleitoral presidencial.

*2 Constatação gentil ( não fez no propósito de  ser poético) do meu mano Washington Miranda, de que Seu José, o dono do periquito Chico Mineiro do programa "Bom Dia & Cia", é muito tímido, portanto, fechado demais.

(Imagem:
http://www.duasbarras.com

sábado, 20 de outubro de 2012

Criptococose: doença que vem dos pombos


Já diria o grande poeta Vinícius de Moraes: "De tudo ao meu amor serei atento...".  Em nome desse amor, que para o qual estou sempre atenta, alerto a todos sobre uma doença chamada criptococose.
Quem navega pelos mares do Fatos de Fato, percebeu de imediato,  que um dos meus amores maiores na vida, são os gatos. Ocorrendo qualquer coisa com algum deles, eis aqui uma "mãe" bem preocupada...
Não um, mas dois, três, quatro, cinco, seis - isso, seis!- gatos meus adquiriram esse algo até então inominável para mim, uma doença de pombos que, se não fosse eu uma cuidadosa, amorosa "mãe" dos felinos, já teriam todos morrido... Perdi já um para esse mal no que, aliás, tem virado uma constante a mim. Perder meus bichinhos virou uma dolorosa rotina!...
Até Masso, meu Neguxão que contraíra esporotricose ano passado,  também está nesse rol de sofrimento! (Para quem não sabe, Masso ficou totalmente curado da mencionada doença,  encontra-se bonito e gordo, embora, eu já saiba, possa emagrecer muito. Saído mal e mal do outro tratamento, já participa desse novo...).
A criptococose não é tão horripilante quanto a esporotricose, de deixar o bichinho em farrapo de pele e osso, sem o tratamento adequado. Só que ela é menos controlável que essa última. Analise: quem consegue segurar um gatinho dentro de casa,  24 horas por dia, de modo que nunca, em sua existência, terá contato com outros animais, sobretudo pombos?
Pois é. São aquelas aves voadoras, que mesmo sendo silvestres, fazem morada em chusma em meio urbano, seres arrulhadores e bonitos, conquanto, infelizmente desprezíveis, que proliferam problemas entre humanos e outros mamíferos.
A transmissão se faz pela  aspiração dos dejetos do emplumado que habita perto de nossas casas (às vezes no ato da caça, com o objetivo de cumprir com o instinto que lhe dera a natureza, os felinos farejam tudo o que veem,  para arrematar os tais pombos). A  marca principal sintomática da criptococose em gatos,  é o que podemos popularmente chamar de "nariz de palhaço". O bichinho fica com o nariz inchado avermelhado,  respiração difícil e  espirra muitas vezes por dia. Como não bastasse,  em alguns animais, surgem ferimentos no corpo. Pela dificuldade respiratória, muitos emagrecem visceralmente,  já que alimentar-se,  vira um transtorno.
Lembremo-nos, no entanto, que a doença não é contagiosa. Não passa de gato para gato, ou de gato para humano e vice-versa. Somente se pega a dita, em contato direto com o elemento transmissor, isto é, as fezes dos arrulhadores.
Para uma certeza fidedigna de que se trata desse mal, apenas fazendo exame de sangue que, aqui no Rio de Janeiro, costuma ocorrer gratuitamente pela Fundação Oswaldo Cruz.
É mais raro desenvolver em seres humanos,  embora em pessoas com imunidade baixa (geralmente soro positivo são as vítimas principais), possa ser de difícil tratamento, até levando à fatalidade em alguns casos.
Parece mentira, porém, afirmo: em quase 1 ano que venho lutando com meus gatos, tive que virar uma "veterinária ocasional". É tanta doença que descobri e aprendi à força a tratar que, se não fosse ele, o amor, já teria "chutado o balde". Faria como muitos indigentes  - Perdoem-me: mas seres que desprezam os animais, para mim, não têm nome! -, arremessando esses pequeninos seres amigos em lixeiras urbanas, expostos a toda sorte de maltrato, chuvas, falta de comida, infortúnios que a realidade causa aos humanos jogados e animais menosprezados.
Eu os vejo com olhos de ternura: se me causam certa tristeza agora, lembro-me dos momentos preenchidos de pura alegria! E mesmo estando doentes, uns mais, outros menos, é para mim que seus focinhos amáveis se viram à simples menção de seus nomes. A mansidão no olhar e o infinito amor  que trazem nas patinhas que me afagam, é o preço mais que bem pago que qualquer dinheiro deixado em farmácias para a compra dos remédios... Melhor: o que recebo deles,  cura qualquer dor  que eu possa sentir em meus próprios momentos lamentosos!...

Em tempo: estou cuidando de  meus gatuchos com o mesmo Itraconazol que salvou Massito da esporotricose. A resposta ao remédio mostrou-se eficaz porque é o mesmo princípio para combater bactérias do estilo da mencionada doença.
Aqui algumas fotos de gatos infectados. Causam dor aos nossos corações, mas achei importante postar, até mesmo para quem desconhece a doença, poder reconhecê-la!...
Resolvi postar um vídeo também, mostrando as diferenças entre esporotricose e criptococose.
Clique no link para direcionar para o vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=NCkSuDz6nQw

Você pode conhecer também o canal Ronrons e Gatices, que fala sobre gatos. Informações, curiosidades, dicas e muito mais você encontra neste espaço. É só clicar aqui.




Doença causada pelas fezes dos pombos

(Edição das imagens:
http://www.facebook.com/MARYMIRANDABLOG)

sábado, 13 de outubro de 2012

O Seu Sorriso



Disfarçar? Não, não vou...
Meu poema vai para ele mesmo, aquele que para quem é fã,  é considerado um Anjo: Klaus Meine!
Algumas pessoas já o lera, só que minha expansão invadiu também o Fatos de Fato!...
Claro que não somos tolos, e fãs de Scorpions são criaturas inteligentes (devo elogiar a nossa equipe apaixonada, né? haha) e sabemos que esse "Anjo" como o chamamos, é apenas modo de dizer porque, por mais que nos doa o coração admitir, Klausito é um ser humano como outro qualquer, passível de falhas e tormentos concernentes de todo ser vivente nesse Planeta de provas e expiações...
Mas como dissera uma amiga no Facebook, a Nanna Nascimento, tudo nele parece mágico; é como se o doce vocalista conseguisse SEMPRE, captar nossas almas nos gestos mais simples!
Por isso que, com todo o carinho, respeito, consideração, amor, dedico a ele esse poema! Nele deitei minha alegria, que espero que ele perceba por onde anda ou está!...

Klaus Sorriso
Minha prima Adriana Helena afirmara que esse pode ser o mais lindo escrito que um fã direcionou para Klaus!... Fiquei toda garbosa porém, acredito, que deve haver outras odes tão ou mais amáveis: porque ele é assim, aquele ser que nos captura em sua bondade! Ele consegue, sempre consegue nos convencer que podemos ser melhores do que possivelmente sejamos...

(1.a Imagem:
Fonte desconhecida
2.a Imagem e Edição das Imagens:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com)


sábado, 6 de outubro de 2012

Fatos de Fato está de aniversário!

Festa de 4 anos do blog!

Aniversário de 4 anos


Galera boa do meu Brasil e do mundo (ohhhhhhh, meu blog já ultrapassou barreiras!!!!): Fatos de Fato está de aniversário! Faz 4 anos!
Esse foi o dia - 7 de outubro de 2008 - que meu fofucho filhinho nasceu e está aqui feliz da vida em curtir com vocês...
E todo ano,  essa mãe que vos fala, fica imaginando várias maneiras de comemorar com os amigos a primavera de sua passagem...
A soberba me pegou de jeito e nem fiz questão de omiti-la porque, sabem como é, né? Mãe é mãe, sempre coruja...
Pensei  com a "mente" do meu filho. O que os leitores e amigos acham do Fatos de Fato? Por isso adaptei aquela tirinha conhecidíssima do boneco impassível diante do PC, sendo ele um leitor assíduo desse espaço, dando seu parecer sobre a comemoração. Vejam abaixo:




Para cumprir a "profecia" da tirinha, trago a música mencionada. Com vocês, Dreamers, Scorpions, naturalmente! hehe (Todos nós somos sonhadores, e a letra fala exatamente sobre isso. Devemos jamais perder a esperança, o foco do que almejamos para nossas vidas. Bem oportuna a estada dessa canção neste dia de comemoração.)
Muito obrigada a todos, SEMPRE!
Mais que leitores, os considero meus AMIGOS!!!!




















(Imagens:
Fonte desconhecidas
Edição de imagens:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com)

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Chico Xavier, o maior brasileiro de todos os tempos


 Não vou me alongar dessa vez, mesmo porque o assunto não exige extensões redundantes, palavras que podem se perder no excesso, quando algumas poucas definem a minha mais profunda satisfação.
Hoje, pela madrugada iniciante em sua meia noite e meia mais ou menos, tive a felicidade de constatar que tenho orgulho de ser brasileira! Sim, EU SOU BRASILEIRA!
No programa transmitido pelo SBT  - O Maior Brasileiro de Todos Os Tempos - , venceu ninguém menos que Chico Xavier, considerado o ser humano mais generoso de nosso país que,  por conseguinte, é considerado igualmente um dos seres humanos mais benévolos do mundo!
Como uma criatura dessas poderia perder em qualquer instância onde é lançado como peso de MAIOR  BRASILEIRO, aquele que só levou a todos a sua volta o AMOR?
O maior brasileiro de todos os tempos tinha mesmo que ser alguém que, mais do que gênio, filósofo, político, cientista, artista, desportista, uma criatura que visse o seu semelhante como ele é: IRMÃO.
Por isso, com algumas lágrimas embaciando meus olhos, ergo as mãos num longo aplauso  para CHICO XAVIER, O MAIOR BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS!
Meu orgulho de ser brasileira é saber que, independentemente de religião, nosso povo usou o bom senso e votou em quem MERECEU ganhar, esquecendo-se, ao menos por alguns preciosos minutos, que Chico era espírita, mas antes disso, um SER HUMANO,  que entendia como poucos, o sentido completo do que é a CARIDADE...

Abaixo deixo com vocês a opinião do meu aluno Marco de Souza, de apenas 11 anos, ao falar, no seu jeito ainda infantil, que deveria ganhar alguém voltado para a caridade, e não uma pessoa paga para exercer o seu ofício... E isso foi bem antes de Chico Xavier vencer!...


Também direciono um link para o Wikipédia, onde fala sobre vida e obra desse homem magnífico que foi Chico!... (Clique aqui.)

(1.a Imagem:
http://www.radioalo.com.br
 
Segunda Imagem e Edição das Imagens:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com.br)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...