PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Sobre Nós, Fagulhas Divinas e Latentes Estrelas (parte II)


Os povos antigos dos quatro, oito e dezesseis lados deste pequeno plano, deste "planeta" cá embaixo, a Terra, veneravam o Sol físico como celebração à vida; o Sol místico como presença dos "deuses" e o Sol psíquico, como representação da própria alma. A partir do momento em que a só ócio all humanidade contemporânea grega tenta esconder de si mesma dois destes três "sóis", então, o que permanece como real e único, brilhando sozinho se torna falso.

É exato içço, dentro da perfeição universal, porque a literal Palavra, a expressão Vocal e o gestual Verbo não existem separados; muito menos, a matéria só; a coisa sem a essência; e nem vive realmente, quem respira e transpira, sem um "ar" espiritual.

Descaradamente falando, e sem considerar respostas acadêmicas de plantão das muitas universo cidades sempre fora do Universo,sem suportar padres e pastores hipócritas e sem temer polícias e políticas sujas,itero que o saber, apenas por profissão, a espiritualidade forçada e a convivência social debaixo de rédeas que temos hoje, é apenas sombra do conhecimento pleno, do extâse não físico e da irmandade natural que tivemos nós, antes de ganharmos experiência (ou a perdermos) com o avanço da humana idade.

Em nossa época dourada, quando o ouro de fato, não valia o que pesava e sim, o que refletia, aquilo é que era Vida. Ahhh, meu bródi, foi numa era em que "reis", não usavam o Poder para governar com mãos de ferro e comandar batalhas, mas a Glória, coisa que Políticos desconhecem; tempo em que não se usava "desbravar" e nem "descobrir" a natureza, indo contra ela como uma praga pseudo-Científica, que infesta um vegetal; tempo em que "conceitos mágicos" ainda não eram o bicho de sete cabeças de hoje, causador de guerras, de dúvidas e de medo, um entrave para a plenitude, cuspindo fogo e vomitando sangue, chamado Religião...

A Pedra do Sol, através de símbolos colocados de forma harmoniosa e lógica, fazem desta "coisa" esquecida pelo tempo, uma grande obra de arte, capaz de representar todos os outros símbolos e arcanos do passado,quase perdidos hoje,quando não conseguimos mais desenvolver uma cosmogonia em que se possa unir o que resta de nobilíssimos conhecimentos ancestrais, no atual separado,desquitado e brigado saber científico,político e religioso, com seus representantes e lacaios cegos,surdos e mudos, cada vez mais longe uns dos outros... maaassss, o castigo vem a galope.

Em 21 de Dezembro de 2012, fecha-se mais um ciclo: um planeta com órbita excêntrica, chamado Nibiru estará completando sua órbita colossal e nesse dia, haverá um alinhamento de planetas.

Quando Nibiru atravessar o nosso Sistemazinho solar, nós aqui e cá embaixo, veremos um “Segundo Sol” em tom avermelhado no céu; existe quem diz, já ser possível avistá-lo a olho nú, em certas noites de completo breu.

Nibiru, por causa da órbita gigantesca, demoraria 3.600 anos para completar sua tragetória; e, entrando no Sistema Solar, passando próximo à Terra, ocasionaria grandes catástrofes. Da última vez, talvez tenha causado o dilúvio relatado na Bíblia, por exemplo, e sua aproximação atual,provavelmente seja a causa das mudanças climáticas que estamos vendo e sobrevivendo hoje.

Dentre os 12 corpos celestes, em linguagem zodiacal, todos são considerados "planetas", inclusive a Lua e o Sol. sendo que, os últimos três,Urano,Netuno e Plutão, a "ciência oficial" só "descobriu" e reconheceu recentemente. Há 6 mil anos atrás,o povo sumério estava correto em relação aos nove planetas reconhecidos hoje, porque não poderiam estar, igualmente corretos, em relação ao planeta de passagem, Nibiru? eles o representavam como um círculo alado vermelho. Mas, içço tudo não é nada... os sumérios ainda diziam que Nibiru era habitado... existiria por lá, uma "raça" chamada Anunnaki, muito avançada tecnologicamente e que, inclusive, foi dela que obtiveram tantos conhecimentos sobre o céu... e sobre o Todo, o Tudo que nos cobre a todos e que ainda assim, sendo enorme, existe humildemente sob uma única alma, a sua alma, o nosso real e verdadeiro Sol.

(Nota da Mary: O autor Radi Lopes sugeriu o belo vídeo Two suns in the sunset, do Pink Floyd. Vale a pena assistir!

http://www.youtube.com/watch?v=Zr9SaYkRh-Y)


(Imagem:

Arcano asteca "Pedra do Sol" ( 3,57 metros de diâmetro e 24,5 toneladas ) monólito de basalto de olivina )

10 comentários:

Principe Encantado disse...

Amiga adorei, fechou com chave de ouro.
Abraços forte

Folhetim Online disse...

Pois é, também desconhecia essa estrela, principalmente por ser um "sol". Espero poder vê-la no ano que vem. ;)

Sobre o lado mais "espiritual" e zodiacal, tu já viu um filme chamado Zeitgheist? Existe duas partes, recomendo as duas! Nele ele trata sobre a origem das alegorias religiosas, dizendo de onde surgiram e porquê surgiram. Vale muito a pena.

No mais, tirando a minha descrença, acredito que somos parte de um todo, sendo ele o universo ou até, pra quem acredita, de Deus. E como na própria bíblia diz... "à imagem e semelhança de Deus", portanto, somos como ele! A minha dúvida nisso é: Será que podemos Ser ele? Não como parte, mas como todo, nos transformando em Deuses.

Beijos

Mary Miranda disse...

Oi, Príncipe!

Muito bom mesmo, amigo!
Também adorei!
O Radi escreve muitíssimo bem!...
Mas ainda não 'acabou'...
Vem aí tipo um 'parecer' do próprio autor sobre o assunto, que vale lermos também!

Um abração da Mary pra você! :)

Mary Miranda disse...

Olá, Fábio!

Essa história de 'segundo Sol' sempre me causou um rebuliço mental...
É como o próprio Radi, o autor do post, uma vez me falou, que era muito difícil explicar o inexplicável de maneira compreensível a todos!
Esse post causou-lhe grande dificuldade para a escrita exatamente por isso, ficar no ponto certo, entre o místico e o real, sem adentrar conceitos que possam interteferir em questões particulares de cada um.
E ele atingiu esse objetivo!...
Toda vez que se fala de Deus, tento ser imparcial porque, Deus, é como cada um o vê, até mesmo quando não se acredita nEle.
Penso assim: se Ele existe, vai continuar existindo, independentemente de eu acreditar ou não!
Eu não posso inventá-Lo!
E se Ele não existe, não existe e pronto.
Não vai passar a existir porque eu quero!
Eu, particularmente, acredito que Ele exista.
Talvez não com as formas e ideologias que as pessoas tanto apregoam, aquele algo castigador, "acima" de todos, vingativo...
No Deus que acredito, existe amor ali, acima de qualquer coisa.
Não sei se seremos como Ele, mas se for bom para nós evoluirmos e sermos iguais a Ele, esse ser de pura bondade e justiça, irá permitir, sim, sermos Ele!
Deus é justiça, Deus é bondade, Deus é amor!
E a minha pergunta é: será que é bom pra nós sermos iguais a Ele?
Poxa, Deus tem tanta responsabilidade... rsrs
Todo mundo adora jogar seus problemas ou desventuras para cima dEle, mas agradecer pelo o que consegue de bom, quase nenhum de nós faz, né?
Por isso que eu acho que não é lá muito legal ser Ele, não...
Deixa eu continuar assim, mera mortal!... rsrs
O filme não assisti, mas vou colocá-lo na minha lista para vê-lo futuramente!...
Obrigada pelo comentário!
Muito bom mesmo!

Abraços,
Mary :)

Jackie Freitas disse...

Olá minha queridíssima Mary e meu querido Radi
Nossa! Estou aqui sem fôlego e ainda absorvendo o texto! Adorei a construção toda do texto, a analogia, os toques "Radianos" ...rsrs... Uma reflexão profunda, meus caros, que muito fala não apenas desse grande Sol que nos aquece, mas de tudo aquilo que, de uma forma ou outra, nos move aos diversos questionamentos existenciais...
Adorei tudo, tudo , tudo!
Estão de parabéns!
Grande beijo aos dois queridos!
Jackie

Mary Miranda disse...

Jackie, minha amiga do coração!

Quando eu pedi ao Radi para desenvolver o assunto, eu sabia o que estava fazendo, né? rsrs
Só consegui entender essa história de 'Segundo Sol', ao ler o post dele...
Radi conseguiu condensar e alinhar tudo (como fará Nibiru em 2012), do jeito mais coerente e objetivo possível, sem perder a 'pegada' pessoal de escrita que ele tem, que é fascinante, nos prendendo do início ao fim!
O interessante é que fui curtindo o desenvolvimento do post, como vocês o fizeram, em partes, o que foi emocionante pra mim, ir recebendo os 'capítulos' aos poucos!
Ainda vem a terceira parte, o 'parecer' do autor, suas impressões, o que ele acha louvável acrescentar.
Querido Radi, mais uma vez OBRIGADAAAAAAAAAAAAAAAAA por esse post tãooooooooooooooo fascinantemente informativo e de sapiente leitura!
E obrigada a você, Jackie, por estar curtindo essa postagem e pelo carinho de sempre!

Beijos,
Mary :)

joselito bortolotto disse...

Grande Mary, nem tanto ao céu, nem tanto a terra, nem tanto ao sol ou ao outro ....mas, somos apenas uma particula em todo esse universo e não serei eu que vou constestar ou criar teses sobre o é divino e maravilhoso .... neste caso só o Caetano!

Mary Miranda disse...

É mesmo, Joselito!

Tanta bobagem que falamos, fazemos, preocupações idiotas e não passamos de partículas dentro deste Universo longo e indefinível...
Vamos enfrentando o dia-a-dia, tentando ver o que podemos fazer para melhorarmos o que ainda temos por aqui!...
Sobre qualquer questionamento, respondo: 'Só sei que nada sei!" (Sócrates) rsrs

Abração, meu querido amigo, e votos de um Natal feliz pra você!

Mary :)

Valéria Braz disse...

Pois é meus miolos ainda estão fervendo.... texto brilhantemente construido e nos fazendo refletir sobre nosso "futurro" neste planeta terra, regido pelo sol!
Será que as mudanças climáticas sejam mesmo causa humana, ou apenas a justificativa para a causa "solar"?
Teorias, e mais teorias... mas 2012 está bem próximo, e quem sabe vivemos pra contar.....
Adorei....
Beijos no coração

Mary Miranda disse...

Valéria querida!

O futuro é sempre uma incógnita pois nunca sabemos o que nos espera...
Esse assunto é pra ferver os miolos mesmo! rsrs
Mas o Radi escreveu tão bem, que ficou mais fácil compreendermos as ideias contidas!
As mudanças climáticas, sendo sincera contigo, acho que é uma união de fatores: os humanos e os do próprio Sistema.
O ser humano está acabando com tudo que é belo e perfeito da natureza, mas temos que pensar que cometas, meteoros e tantos outros, também interferem no bom andamento de nossa sobrevivência aqui já que eles vem 'do nada' e provocam um caos...
Vamos ver no que dará essa coisa toda, né?
Obrigada por ter vindo!


Beijos,
Mary :)