PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

domingo, 26 de dezembro de 2010

Ser caçula


Injustamente, o fabuloso escritor Paulo Mendes Campos não recebeu nem a metade das honrarias que merecia seu talento, ele, o autor do realístico conto Ser brotinho.
Esse texto o li, pela primeira vez, quando eu ainda era 'brotinho', ou seja, adolescente, e nunca mais o esqueci!
Claro que me identifiquei totalmente, nutrindo a ideia de que, além de 'brotinho', eu também era caçula, e isso merecia uma exposição em algum texto!
Pois bem, lá vou eu me aventurando nesse desafio que eu mesma procurei pra mim, de narrar, em forma prosística ( a exemplo de P. M. Campos), o que é ser caçula...


Ser caçula

Ser caçula é aproveitar as tardes para fugir da melancolia, assistindo TV até mais tarde, o que não foi permitido ao irmão do meio.
Aliás, ser caçula, é zombar do irmão do meio...
É andar descalça se sentindo protegida dos vergalhões ou ferros enferrujados.
É fazer malcriação para a mãe sabendo do não-castigo, achando que ela vai optar em 'pagar geral' em cima do do meio: "Por que não vigiou a menina?"...
É imaginar que nunca vai acontecer nada de grave na vida, por achar que Deus protege os caçulas...
Brincar de correpio após comer dois cajás e jogar tudo fora , ficando traumatizada com a fruta, considerando-a muito 'má' e, passando mais tarde, a apreciar demais a mesma fruta 'pecaminosa'...
É não ficar pegando muito peso porque tem os 'mais velhos' para fazê-lo, mas tendo que pegar umas seis bolsas de compras por estarem os ' mais velhos' muito cansados ou ausentes, sendo ela a mais nova e forte...
Não 'dar bola' para os que os colegas falam porque tem uma mãe, pai, irmãos, tios que a protegem, que sempre acham 'engraçadinho' tudo o que ela fala, faz ou pensa...
Ser caçula é não participar de conversa de adulto mesmo quando se é adulta...
É ser perdoada pelos erros e ser super valorizada pelos acertos!
Ser considerada genial mesmo com as respostas mais 'simplesinhas'...
É não ser cobrada pelas notas da escola, sejam elas boas ou ruins.
É receber o primeiro presente do irmão mais velho, logo quando ele começa a trabalhar.
É ter tios que a deixam ganhar no jogo.
É receber o melhor pedaço de carne num banquete, achando muita comida, devorando depressa para não fazer desfeita...
É ter colinho de mãe mesmo aos dezoito anos de idade!
Convencer o irmão mais velho que pagar uma Coca-Cola quente é melhor que tomar um sorvete bem gelado!...
Ser caçula é catar o sorvete gelado na surdina, favorecida pelo irmão mais velho.
É não entender o que é ser o irmão mais velho...
Não entender que o irmão mais velho teve que começar a trabalhar antes dela e ficar melancólica ao vê-lo, às seis da manhã , tomando um banho matutino para ganhar o pão de cada dia...
Não saber por que em Natal se bebe vinho e ela não pode beber o líquido alcóolico por ser muito pequenina, a mesma criança que explicaram que a bebida representava o sangue de Cristo...
É ser chamada de menina mesmo quando já é mulher feita...
É temer chegar a idade dos 'mais velhos'.
É ser prosa por não ter visto Vila Sésamo.
É falar com galhardia que uma obra tal 'Não é do meu tempo', não sendo mesmo a citada obra 'do meu tempo'...
Assustar-se quando alguém diz que trocou as fraldas do irmão.
Não entender bulhufas do que é não poder ir ao cinema porque teve que lavar a louça!
É ter sempre alguém defendendo-a estando ela certa ou errada...
Ser caçula é estar sempre com a razão!...
Comer doces à vontade, mesmo fora de hora, e assistir bronca de mãe sobre os irmãos só porque eles 'testaram' o tempero do arroz!
É ter que escutar conversa secreta de adultos atrás das portas porque nunca ninguém conta nada mais picante...
É ter educação diferenciada da dos irmãos mais velhos.
É ter no irmão do meio um parceiro, alguém mais confidente.
É morrer de pena do irmão mais velho.
É detestar conhecer outros caçulas...
É desejar que os pais tenham mais filhos, mas odiar a ideia de perder o posto de 'a mais nova'...
Não sacar quando falam de planos financeiros e ver que os irmãos dão um banho de sabedoria explicando tudo, desde o passado mais longínquo do País, até o futuro mais indecifrável...
É tomar chuva e não ficar gripada.
É ver o irmão do meio com resfriado estranho por causa da poeira e fazer chazinho que descolou com os colegas...
É 'zoar' poema do irmão mais velho por ser surreal, mas depois achar que nunca escreverá coisa melhor que ele!
Precisar de ajuda para um trabalho da escola e ter irmãos que enfeitam a capa com figuras de livro.
Aprender língua estrangeira com o irmão mais velho e ver o mesmo irmão pedindo explicações sobre assunto que acabou de ensinar!
É ser disputada no amor e na atenção dos irmãos!
É ser tão paparicada que não entende por que não cresceu insuportável!
É achar que tem que salvar a família!
Ser caçula é ser esperança de família...
É agradecer aos pais por terem optado deixado ela vir!...
Ser caçula é se fingir de ingênua para rejuvenescer os pais, fazendo o tipo 'menininha' , para que eles esqueçam a idade que têm!
Contar a 'mesada' e conferir que ganhou mais que os outros irmãos, juntando, como se não fosse achaque, as moedas que caem dos bolsos furados dos pais, irmãos e afins...
É ficar feliz com troco 'a mais'.
Ficar sorridente porque o agrado é melhor que os dos outros irmãos.
É falar 'palavrãozinho' e todo mundo rir e os irmãos mais velhos falarem gírias costumeiras e serem chamados para conversa 'séria' após o jantar...
Ser a mais requisitada quando os pais sugerem passeio em família; se a caçula quer ir à casa da madrinha do irmão, esse é o melhor programa que existe!
É não saber comer de garfo e faca. Suja a boca toda, dispensa o guardanapo e ainda faz a festa em casa de visitado!
É detestar ser chamada de 'a irmã caçula de fulano de tal'.
Detestar parecer com alguém ( caçula sempre 'parece' com alguém!).
'Encher a cara' e soar como 'exageros da juventude', sendo os irmãos culpados pelos 'maus exemplos'...
Ter os pais 'pegando no pé' quando começa a namorar enquanto os irmãos já estão no décimo ( ou seria milésimo?) término de arremedo de romance...
Saber que os irmãos mais velhos, ao chegarem em casa em horário impróprio é natural, e a caçula mesmo saindo e chegando antes do meio-dia, tinha que avisar...
É causar complexo de culpa nos pais por não terem lhe dado presente de aniversário; para os irmãos mais velhos um 'Parabéns' fuleiro, ser de bom tamanho...
É ter a chance de apanhar dos irmãos mais velhos, mas eles te quererem tanto bem, que optam em serem 'pais' ao invés de castigadores...
É ter sempre mais 'pais' que os irmãos.
É 'herdar' os brinquedos ou objetos dos irmãos mais velhos.
Ter que seguir modelos implantados pelos irmãos.
Ser obrigada a ser a mais simpática e ter sempre uma brincadeira pronta quando os pais estão 'pra baixo'.
Levar colegas para a mãe aprovar e a mesma sempre dizer: "Hum, não confio nesta garota..."
Presentear os pais com utensílios práticos, importantes, mas saber que, no fundo, eles acharam melhor o que o irmão do meio ou o mais velho trouxe para a casa...
Ser elogiada na sua frente, e ser criticada, quando está longe, recebendo o adjetivo dispensável de 'imatura'...
Ter o irmão do meio viajando e ninguém comentando sua ausência, mas estando ela há apenas três dias fora, e toda a família argumentando se estará bem, se escovou o dente direitinho...
É toda a família querendo se intrometer no seu dia-a-dia, o que fez, o que adquiriu, quem são seus amigos e o irmão do meio sendo mordido por um cachorro, parando num hospital para a vacinação, recebendo um genérico "Ah, tá!..."
É falar para o irmão do meio para que ele compre um DVD player novo só porque ela quer assistir show de seu astro favorito. Durante a apresentação do DVD preferido, atender no portão a pessoas que chamam por motivos fúteis, como dissesse: 'Todo mundo vai esperar eu voltar para continuar assistindo!'. E continuam, ai, continuam esperando ela voltar para assistirem ao restante do show...
É perceber, com amargor, que os tios já se foram...
Que os irmãos e primos curtiram por mais tempo os avós.
E que todos, se seguirem a cronologia natural, irão antes que ela...
Ser caçula é ser uma eterna mais nova da família, e que daria tudo, TUDO, para não ver as pessoas que mais ama irem embora antes dela...


P.S.: Hoje é o aniversário dessa caçula aqui!



(Imagem:

http://meupequenomundolouco.blogspot.com)

13 comentários:

Felipe disse...

Parabéns Moça Bonita!
O mano vir-real, mais velho, está esperando aquele pedaço de bolo prometido pela caçula.
Mas, como caçula pode tudo, se o bolo não chegar o mano mais velho vai entender perfeitamente apesar de nunca ter sentido o gostinho de ser caçula.
Mary que você possa colher todas as flores que estiverem no seu caminho, a fim de que elas lhe auxiliem, junto com os manos mais velhos, a suplantar as dificuldades.
Um beijo no seu coração.
Do presidente do fã clube da caçula.

Mary Miranda disse...

Olá, meu querido Canceriano Favorito!

Pois é, pois é, meu 'mano mais velho', mais uma vez vou te dever esse pedaço de bolo... rsrs
Tem suas vantagens ser caçula, mas também suas desvantagens.
O maior presente que eu poderia receber, meu amigo, sendo caçula ou não, é contar com amizades quais as suas!
Obrigadaaaaaaaaaa por estar aqui!

Um grande beijo da presidenta do fã-clube recíproco!

Mary :)

Principe Encantado disse...

Vivemos o mesmo causo, sou também o caçula e é fogo mesmo, a vida passa e muitos vão-se e assistimos e fogo.
Meus parabéns amiga pelo seu niver,e que outros mais possamos partilhar neste mundo virtual.
Abraços forte

vidarealdasam disse...

Olá queridíssima Musa da Escrita !!

Muito lindo seu texto, adorei !!!
Nunca fui caçula, sou a irmã mais velha, mas pude identificar direitinho as situações tanto as do meu irmão como as minhas, sempre protegendo e paparicando o mais novo :)
E até hoje, ele já com 28 anos, ainda é o nosso bebezão e isso alegra a casa, deixa tudo mais suave e divertido !!
Adorei reviver algumas passagens contigo !
E deixo aqui meus parabéns atrasado, mas de coração !!
Que não só neste dia, mas em todos os dias da sua vida exista alegria, paz, amor, saúde e tudo de bom !!!
Um super beijo da sua fã !! ;)

Mary Miranda disse...

Olá, querido amigo Príncipe!

Triste mesmo, vermos as pessoas que queremos tanto bem, indo antes de nós...
Nós, caçulas, tínhamos que ter alguma desvantagem, né? rsrs
Obrigada, querido, pelas felicitações!
Espero que nossa amizade continue mais e mais!

Um abração da Mary pra você! :)

Mary Miranda disse...

Olá, doce Menina Sorriso!

Interessante as pessoas se identificarem com o texto, mesmo não sendo elas caçulas...
Talvez seja porque as histórias de família acabam sendo parecidas em qualquer lugar! rsrs
Legal, Sam, seu irmão ser o caçulinha, o 'denguinho' da família, porque é como me sinto na maioria das vezes...
Querida, obrigada por ter me dado esses parabéns e eu sei que são sinceros!

Beijos agradecidos pela linda felicitação!

Mary :)

Mary Miranda disse...

Oi, gente!

O comentário abaixo eu copiei/colei da minha caixa de recados do diHITT, felicitação essa da querida amiga Vera Luz.
Achei tão linda e sincera, que não poderia deixar de registrar lá e também aqui no blog!


" Olá Mary!!

Que pena cheguei atrasada, mas comi o pedaço do bolo rsrs!!
E que delícia saber que com toda esta energia boa você está envolta!
Que continue sempre no desenvolvimento que a vida nos traz e que os Anjos continuem fazendo parte da sua vida!
Beijos no seu coração!

-*Vera Luz*- "

Mary Miranda disse...

Oi, Vera, querida e amiga!

Amigos jamais chegam atrasados: estão sempre no momento certo e no local exato para nos fazerem felizes!
Você não sabe o quanto me tocou com suas palavras generosas e sinceras, minha amiga!
Apesar do pouco tempo que te conheço, sinto em você uma amizade e calor humano muito fortes.
Obrigada, obrigada e obrigada!
Sinta-se sempre bem-vinda no meu humilde espaço, viu?


Beijos,
Mary :)

-*Vera Luz*- disse...

Linda Mary!

Fiquei tão feliz que tive que vir até aqui para deixar registrado aqui o meu comentário que também me sinto assim como você, pelas suas palavras, quando aqui venho ler, e sinto uma energia amiga e envolvente a todos que aqui puderem compartilhar! Agora um segredinho, também sou a caçula!! Acho que temos algo em comum e isso também nos faz sentir de tudo um pouco e que bom receber todo esse seu carinho, mas afinal, quem fez aniversário é você e que esta semana toda seja muito abençoada, seguindo com toda luz angelical te envolvendo por mais 365 dias em sua vida! Feliz Aniversário e abraços iluminados!!

"Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

Mary Miranda disse...

Oi, Vera, amiga do coração!

Puxa, mais um comentário 'daqueles' de deixar qualquer um emocionado...
Lá no diHITT estou esbarrando com vários caçulas, o que faz eu me sentir mais 'em casa'! rsrs
Mais uma vez o meu muitíssimo obrigada pela amizade, carinho, respeito, felicitações tão lindas e, principalmente, por essa luz toda que você sempre traz pra nós, amiga!

Um beijo da também caçula,
Mary :)

Jackie Freitas disse...

Olá linda caçula!
Parabéns e me perdoe por só poder "abraçá-la" agora, amiga! Estou afastada, viajando e quase sem contato com a net...rsrs... Mas, espero que ainda tenha chegado em tempo de comer um pedacinho do bolo...rsrs
Querida, que Deus continue te abençoando com essa mente brilhante, esse sorriso lindo e essa simpatia. Que ELE te cubra de amor para que assim você possa ser instrumento transmissor do mesmo! Sabe que a admiro muito e espero que em 2011 possamos reforçar e estreitar ainda mais esse laço fraterno.
Grande beijo nesse lindo rosto!
Jackie

Mary Miranda disse...

Oi, queridíssima e doce Jackie!

Minha querida, amigos nunca chegam atrasados, mas, sim, no momento certo pra nos fazerem felizes, como eu sempre digo!
Adorei você ter vindo e saiba que guardei um pedaço de bolo no freezer pra conservar mais tempo, só te esperando! rsrs ( Aliás, se alguns outros amigos queridos quiserem chegar, ainda tem uns bons pedaços por aqui... rs)
E saiba também que eu tenho adorado conviver com você na blogosfera e sinto sua amizade e carinho mesmo de longe!

Um Ano Novo repleto de saúde, paz e fraternidade pra você junto aos familiares!
Essa caçula aqui anda muito emocionada com gestos sinceros quais os seus de tal consideração, que não tenho palavras!...

Beijos,
Mary :)

Anônimo disse...

sou(graças a Deus) filha caçula, e você relatou muito bem o que ocorre conosco.Crescemos mimadas, não gostamos de receber um não como resposta, mas temos bom caráter.