PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Exposição The Beatles - Top Shopping



Quem me acompanha há algum tempo aqui no blog, sabe que beatlemaníaca não é bem o termo que me define.
E todo mundo já deve ter percebido que o meu amor é todo para Paul McCartney, com seu vasto e riquíssimo repertório, ele, um Sir na vida e na música, um standard do cancioneiro mundial.
Embora não grande conhecedora das muitas músicas dos Beatles, tenho em mim algo maior que lateja e grita alto: a estima pela cultura.
Um povo que pretende crescer, deve ter como meta transmitir cultura em todas as suas nuances; The Beatles entrou para a História Universal!
Aproveitando a comemoração de sua década e meia, o Top Shopping daqui de Nova Iguaçu, brindou seus habitantes e nativos iguaçuanos, com uma exposição magnífica, vinda do acervo pessoal do presidente do Fã-Clube Revolution Marco Antonio Mallagoli.
Desde souveniers como bottoms, cigarreira, estojo, baralhos com o casal Lennon, até um cheque onde John mostrou ter seu momento "normal": também já precisou de dinheiro emprestado...
A exposição durou de 14 a 28 de outubro de 2011 (hoje) , tendo como ostentação ao que já era fascinante, a apresentação, em dias alternados, da banda Revolution, do supracitado Marco Antonio.
São dois componentes apenas, mas que valem pelos Fab Four!
Músicos de primeira linha, tiram qualquer canção dos Beatles que se peça (pois é, o show era interativo!).
Estive no dia 26 com minha amiga Jaqueline, propositalmente, porque sabia que era dia de espetáculo e, como não sou boba nem nada, pedi a minha favorita The long and winding road, aquela que é um trabalho praticamente solo de Paul.
Para quem tem antena ativada para curiosidades, mando uma, bem saborosa.
A magistral The long... foi inspirada enquanto o vegetariano mais famoso do mundo dirigia por uma das sinuosas estradas na Escócia, que dava para o seu castelo. (Vocês não leram errado: o Cavaleiro da Rainha já possuía um castelo estilo medieval quando ele tinha menos de 30 anos...). A canção, segundo Paul, recebeu reflexo da própria visão dele dentro dos Beatles, ele que pressentia o término. Percebia que a estrada, naquele momento, era longa e cheia de tortuosas indagações...
Para fãs ou não, desprendo aqui muitas fotos que por lá tirei. Usei o processo colagem, para juntar muitas cenas.
Postei também um vídeo onde eu "ciceroneei" a exposição, explicando do meu jeito, algumas passagens que me chamaram a atenção. Fiquei deslumbrada com tantos objetos históricos!
Acredito que todos irão curtir essa Exposição The Beatles no Top Shopping!
O nosso shopping iguaçuano não poderia comemorar melhor seus 15 anos de existência!...

(Em tempo: Vocês podem conhecer melhor o trabalho do Revolution pelo seu site oficial. Só clicar aqui.
Por coincidência, hoje, dia 28 /10, é aniversário do Marco. Parabéns!!!!)














(Imagens:

http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com - Arquivo Pessoal)

12 comentários:

Valéria Braz disse...

Oi minha querida... não sou beatlemaníaca, mas gosto deles e adoraria passar em uma exposição desta! Eles sõ ícones mundiais da música....
Pelo que voce mostrou no vídeo e em fotos deve estar muito legal!
Infelizmente na minha terrinha não vem estas maravilhas....
Beijo no coração

Mary Miranda disse...

Val, florzinha amiga!

Pelo o que eu soube, o Revolution roda o país inteiro, basta que a cidade que se interesse pelo trabalho deles os contacte.
Vamos torcer para que sua terra leve esse evento; tenho certeza de que você vai se amarrar!
É tão bom que serve até para não beatlemaníacos como nós.


Beijos, querida!
Obrigada pela nobre presença!!!!

Mary:)

Larissa Bohnenberger disse...

Ai, Mary, por que você faz isso comigoooooo??? Eu não tô aí em Nova Iguaçu, não posso ir conhecer a exposição... Chuif!

Os Beatles são minha religião. Tem quem seja católico, outros são evangélicos, alguns protestantes, eu sou beatlemaníaca! Rsrsrsrs! Quando rezo, rezo aos espíritos de John e George! The Beatles é, na minha opinião, - e eu sempre digo isso - o que há de melhor no mundo, não só em termos de música, mas em termos de arte em geral. É, sou fã mesmo, não adianta.

Na adolescência meu favorito era o John, por causa de todo o movimento paz e amor, e tals. Depois comecei a conhecer a obra da banda e me apaixonei pela parceria Lennon e McCartney. Depois uma amiga apaixonada pelo George andou me emprestando uns CDs, e me apaixonei por ele também! Aí, ano passado fui no show do Paul, e aquele momento me marcou de tal forma, e eu me encantei tanto com ele, que passou a se tornar meu favorito, a partir daí. Depois eu li a biografia escrita por Bob Spitz, e acabei enlouquecida pelo Ringo, ele que é sempre tão deixado de lado. Depois de tudo isso decidi que amo os quatro e não quero escolher favoritos. Heehhehehe!

Apesar de não poder marcar presença nessa linda exposição que está tão longe de mim, deu pra ter uma boa idéia com o vídeo e as fotos. Muito obrigada por compartilhar com a gente.

Bjs bjs bjs!

P.S. The Long and Winding Road também é minha preferida!!!

Mary Miranda disse...

Lari, boa noite, querida!


Ainda dá tempo: toma um avião porque a exposição durará até às 22h! rsrsrs
Mas o Revolution viaja o país inteiro, se eu não me engano.
Uma exposição desse porte deve mesmo estar em todos os cantos e, quem sabe, vocês, gaúchos não irão se regozijar com essa dádiva?
Amiga, como disse, não sou fã dos Beatles, mas reconheço a importância para a cultura mundial.
Paixão mesmo eu tenho por Paul, que me acompanha desde criança. (Ai, às vezes sonhava com ele! rs)
E se uma banda fosse uma religião para mim, COM CERTEZA Scorpions seria essa!
Inclusive agradeço ao Klaus Meine pela minha abrangência musical, já que eu fazia pouco caso dos Beatles.
Foi ele, uma das vozes mais possantes e belas do rock que, ao declarar-se fã do quarteto inglês, me fez abrir a guarda, prestando mais a atenção no som dos caras! (Viu como Scorpions é minha religião? Se algum deles falou, está falado! kkkkkkkkk)
Brincadeiras à parte, se cada um de nós brasileiros colocássemos nas mentes que apenas a educação, a cultura e a memória fazem de qualquer nação, uma civilização fortalecida, nosso País não estaria do jeito que está, sem identidade, e o pior: sem noção alguma! (Não, porque se eu for ligar o rádio, só salvam as exceções... rsrsrs)

Querida, um enorme beijo, e adorei saber que curtiu a exposição, mesmo aí de longe!
Creio que sua terra natal também te presenteará com eventos assim.
Pela trajetória dos Beatles, eles merecem estar por toda a parte, não é?

Eu quem agradeço a presença muito bem-vinda!!!!

Mary:)

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Mary, boa noite!!!
Minha amiga, para quem teve o privilégio de viver e acompanhar esta época ímpar, como eu que sou um pouquinho mais velho (risos), viveu talvez a maior explosão, evolução e impacto da música desta banda na vida das pessoas, um período único, acho que jamais haverá outro igual. É sempre muito bom poder recordar esses belos momentos de um tempo...
Também sou fã do Sir James Paul McCartney, um músico completo!
Parabéns pela matéria e por nos proporcionar este belo momento, adorei minha doce amiga!!!
Tenha uma linda e abençoada noite!!!
Abraços com carinho e muita paz!!!

Mary Miranda disse...

Ah, e como não falar de "The long and winding road"?!

Nossa! Essa foi amor à primeira vista ( ou primeira audição... rs)!!!!
Quando eu a ouvi, fui tomada por uma emoção indescritível, que jamais esqueci em tantos anos que já se passaram!...
Seus acordes buscam alguma coisa em mim guardada, escondida, e traz à tona. Se descuidar, choro toda vez que a ouço.
Paul sempre foi uma espécie de "médium" da banda, sua sensibilidade está aflorada em tudo que compõe.
Bem, deixa eu parar porque senão fico a noite toda falando só de Paul, Paul e Paul! rsrs
Interessante encontrar outra pessoa cuja preferência seja "The long..."!
Geralmente é "Yesterday", "Let it be" ou "Eleanor Rigby" que as pessoas curtem mais!

Beijos!
Espero que sua estrada jamais seja sinuosa como a da música! rs

Mary:)

Mary Miranda disse...

Boa noite, Du!

Pois é, amigo, Beatles é cultura!
Eu não sei como foi a época, mas consigo imaginar o quanto devia ser legal as pessoas curtindo os Fab Four, aquela euforia toda, juntando fotos, discos, etc.
Adorei as imagens e objetos que vi na exposição: dava a impressão de que eu estava vivenciando os Anos 60 (rs)!


Bom demais você ter vindo prestigiar o post!

Obrigada!!!!

Abração,
Mary:)

Mary Miranda disse...

E mais uma coisa, Du:

Adorei a forma como você chamou o Paul, usando o seu nome completo!
Também um Sir como ele, merece todas as honrarias, né? rsrsrs
Um músico magnífico, admiravelmente perfeito!!!!

Abração,
Mary:)

Felipe disse...

Moça Bonita.
Vai aí a minha preferida:
http://www.youtube.com/watch?v=lY5i4-rWh44
Norwegian Wood
Beijão do presidente vitalício.

Mary Miranda disse...

Meu Canceriano Favorito, boa tarde!

Não conheço essa dos Beatles, pelo menos o título não me trouxe nenhuma recordação.
Andei lendo a letra e a achei bem intrigante!!!! (Os Beatles eram os reis do mistério... rs!)
Vou ouvir pelo PC mais novo porque agora estou no "veinho" , e ele não abre páginas de vídeo! (Alguém merece isso? rsrsrs)

Beijos, querido presidente!

Da presidenta vitalícia e mútua (no nosso fã-clube a ditadura é a das mais rígidas! kkkkkkk),

Mary:)

Principe Encantado disse...

Seria ótimo se pudesse curtir esse momento pois vivi e vivo até hoje com suas melodias. Muito legal, e tomarta que todos se divirtam inclusive por mim snif snif.
abraços forte

Mary Miranda disse...

Príncipe, meu querido!

Foi uma exposição muito boa mesmo, contagiante e todos que por lá passaram se renderam ao trabalho detalhado e competente do Marco.
Momentos assim são inesquecíveis.
Enquanto houver cultura, nos sentiremos mais humanos, não é mesmo, meu amigo?

Forte abraço pra você da Mary! :)

Valeu sua adorável presença!!!!