PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem para conhecer)

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Que capa é essa?

Fiquei meio "bolada" ao avistar uma certa capa de CD da atualidade... Olhei, olhei, e... NÃO ENTENDI!
Penso às vezes que sou de uma modernidade careta porque, apesar de aceitar o novo, não tolero certas "descolações" que a vida urbana nos concede!
Estaria eu errada? Fora de foco? Sem lógica? Dando "piti" de delicadinha caçula? Ah, me deem licença para abrir o meu bocão debochado e transbordar no meu direito de cidadã reclamadora!...
Sentada comodamente em meu "assento ao vento" se estabelecia eu, e vi, ai, eu vi - ninguém me contou!- no comercial, umas músicas internacionais, cujos clipes iam passando, tipo um efeito power point, eu reconhecendo o pop dançante e romântico do cancioneiro atual.
Legal, já entendi, estou enrolando, mas é que quero costurar minha fastidiosa surpresa com quem tenha "uma câmera na mão, e uma ideia na cabeça", isto é, neurônios pensantes ou pululantes para o ataque de Tarcísio Meira - Mas que diabos? - quando vê algo extrapolante do bom senso!
Que estupidez foi aquela de escolherem para capa de um álbum internacional, mais precisamente da novela Fina Estampa, a ultrajante despudorada, a mega perversa Teresa Cristina (ou seria Teresa Cretina?), personagem que é, nada mais, nada menos, que a maior vilã da ficção, ou melhor, a concorrente a ser aclamada, junto à Odete Roitman, Maria de Fátima, Flora e Violante, como uma das piores criaturas da história dos folhetins televisivos?!
Estou delirando, deve ser isso...
Sempre concordei que as capas de álbuns de trilha folhetinesca, devem conter personagens conhecidos e carismáticos. Algumas vezes quase saltei da cadeira por ver umas criaturas "nada a ver" figurando sorridentes, só por ser o bonitinho ou bonitinha da vez. Mas vá lá... A alta cúpula se amarra em um "cascalho", e vai... Alguns de nós também fariam o mesmo!...
Contudo, nunca tinha visto tamanho acinte ao bem comum, um patrimônio social que novelas TÊM OBRIGAÇÃO de cumprir: o BEM VENCE O MAL E ESTÁ ACABADO!
Esses discursinhos de que novela mostra a realidade não colam, pois alguns defendem de que há subversivos que fazem sucesso na vida real e por aí, prosseguem, cospindo ideias controversas... As verdades irrefutáveis de qualquer ficção para público diverso, têm que se ater ao sentimento, e o bem, é para ser pauta de qualquer retórica!
Lasquem Pereirão cheia de graxa e deem um banho de loja na "nova rica" Griselda, fazendo uma versão "brega-chique" em capa de qualquer CD, mas não compactuem com o erro! Não empurrem para a população o tão infelizmente esticado "jeitinho brasileiro", aquele troço arcaico e que deveria ter caído em desuso, mas tão aceso em nosso desarvorado século XXI!...
Prometi a mim mesma que não escreveria um texto longo. E não vou! Porque acho que, talvez, esteja eu sendo injusta...
Por Deus que quero muito que alguém venha em meu socorro, dando uma outra versão que me convença. Diga que capas de CD's com vilãs odiosas estão na moda, e as pessoas aprenderam a ver apenas como personagens, os meliantes de TV. Ninguém mais bate em atores nas ruas e que essa coisa de imitar o que se vê ou ouve, não existe mais!...
Sei que a missão é muito difícil, embora não impossível. Alguém se aventura a dar uma explicação aceitável do porquê colocarem uma personagem tão calhorda numa capa? A bola agora está com você, para me ajudar em questão que tem tirado o sono da coerência...

OBS.: O pomo da minha discórdia aí abaixo: capa de Fina Estampa Internacional...

(1.a imagem:
http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com
2.a imagem:
Fonte desconhecida)

20 comentários:

Massoterapeuta no rio de janeiro disse...

Mary ,
Eu poderia ser sarcástico e usar o mesmo argumento usado por você , usar meu lado reclamador e devolver na mesma moeda , enrolar pra caramba e no final dizer que a produção do disco tem o direito de usar a imagem que quiser , afinal a capa tem nada mais nada menos que Cristiane Torloni uma Atriz talentosíssima e não a personagem dela .

E nós poderíamos reclamar do seu artigo que afinal nos tomou um tempo precioso para reclamar de algo tão fútil e sem importancia .

Mas não farei isso afinal , cada um escreve o que quiser não é mesmo ?
Da mesma forma cada um poe a capa que quiser ....

Não fosse essa capa , vc iria escrever sobre o que ? E eu estaria respondendo oque ?

rsrsrs
Olha temos que agradecer esta capa ,salvou seu dia .

Beijos e desculpe a brincadeira.
Mas não podia perder a oportunidade
Afinal eu li seu artigo até o final

Francisco

Mary Miranda disse...

Olá, Francisco!

Eu poderia continuar sendo sarcástica e te dizer rsrsrs que tenho, no mínimo, 10 RASCUNHOS DE ARTIGOS para postar rsrsrs e esse foi apenas um dos temas escolhidos, como poderia ser qualquer outro rsrsrs, mas não serei, e te direi rsrsrs que quando uma capa é escolhida, não é pelo talento de um artista rsrsrs que, no caso rsrsrs, de fato, rsrsrs de Torloni é muito, concordo, mas uma capa é escolhida rsrsrs pelo personagem que enumere e/ou se configure rsrsrs em importância na novela!
Você há de convir comigo, porém, rsrsrs que usar vilões em capas de álbuns rsrsrs é um GRANDE CONTRA-SENSO, NÃO É MESMO? RSRSRS


Um abraço, e logo estarei postando os meus outros 10 ARTIGOS DE RASCUNHO! rsrsrs

Obrigada pelo comentário! rsrsrsrs

Mary:)

Adriana Helena disse...

Olá minha querida Mary, sempre maravilhosa e afiada!! ADORO!!!
Seu texto está ótimo amiga e me surpreendo como consegue tirar um oceano inteiro de um pingo
d 'água!!!
Sabe, eu tenho os meus momentos de noveleira.. gosto de assistir, depois de um dia inteiro de trabalho, um folhetim que distraia, que nos coloque por dentro do mundo da moda, das cores, dos temperamentos, das personalidades....
Nesta eu sempre gostei muito da personagem da Lília Cabral .. a Griselda.. batalhadora e sofredora que virou milionária!!! Bastante previsível, mas novela é assim mesmo não é?
No entanto, a personagem da Cristiane Torlone, sempre achei, desde o principio ,que tinha um tom demasiadamente exagerado...e agora, neste final a coisa descambou de vez.... está muito caricata demais, uma vilã, a meu ver, com vilanias incompatíveis .. pois vai me dizer que uma queda de escada consegue matar tanta gente assim, sem mais nem menos? rsrs eu bem que preferia a escada da Nazaré, ( a Renata Sorrah).. mas não sei mais qual é o nome da novela em que arremessava todos da sua escada... .mas naquela ficava mais legal!!!!
Mas voltando ao assunto, a capa não ficou boa, pois as vilãs não devem ser endeusadas desta forma!! É uma inversão de valores mesmo!!!
Ainda mais em uma foto em que ela está muito bonita demais, uma pele de pêssego que nunca vi igual.. assim até eu queria ser capa de disco ( dá para rejuvenescer uns 20 anos pelo menos..rsrs)
Adorei Mary, sempre é perfeita no que faz!
Um super beijo e um grande sábado amiga!!!

Mary Miranda disse...

Fala daí, Anjinha Adri!

Fico parada e se algo "não desce bem", cá fico eu, dividindo com vocês o meu "infortúnio"! rs
Ufa! Bom demais que não estou delirando achando que somente eu estava achando estranha uma capa de CD com vilã!... rsrsrs
Também acho esse personagem bem caricato,a tal da Teresa "Cretina" (não é culpa de Torloni, que é sempre certeira nos personagens que interpreta!) pois a linha que o autor pegou está mais para aqueles filmes antigões de malvadas "oficiais", que seres compatíveis com uma suposta realidade do mundo moderno! (Saudades de Sorrah com sua Nazaré, a empurradora de escadas em "Senhora do Destino"! Lembro bem porque sou noveleira assumida! rsrsrs)
Ri a balde daqui quando você falou - não sei se era sua intenção ser irônica!- sobre o grande prazer de se ser capa de disco! kkkkkkkkkkkk AMEI!!!! (Eu também, amiga, eu também! Rejuvenescer 20 anos... Quem não quer? rsrs)
E sobre Lília Cabral, creio que a estupenda atriz seja unanimidade entre todos que a assistem! Nunca a vi dar nenhum "furo" dramático, seja como vilã, seja como boa pessoa nas novelas!... Ela é MELHOR PARTE DE "FINA ESTAMPA"!

Beijos, Adri! Que beleza ler um comment seu!
Fico satisfeitíssima por agradar com meus textos!!!!
OBRIGADA, querida amiga minha!!!!

Mary:)

Larissa Bohnenberger disse...

Mary, querida!!!

Sei lá se meu comentário vai ser de grande ajuda. Primeiro porque eu não acompanho mais novelas com tanto afinco quanto costumava há alguns anos atrás. Segundo porque eu sempre adorei vilões. Veja bem, não é torcer para que o vilão vença no final, mas digamos que são eles que fazem as novelas e mantém o interesse do público em assisti-las. E vamos combinar que os mocinhos e mocinhas da rede globo são muitos chatos, né? Parece que é pre-requisito para ser autor de telenovela global criar personagens excessivamente bonzinhos e sem personalidade nenhuma. Geralmente eles me irritam.

Agora o motivo que levou a gravadora a escolher Tereza Cristina para figurar a capa do CD é simples: faturamento. Porque bem ou mal a apresentação, de certa forma, influencia na compra, ainda mais nos tempos de pirataria atuais, em que as músicas não são efetivamente o que levam uma pessoa a comprar um CD. E, Mary, por mais que essa notícia venha como uma decepção pra você, minha amiga, a personagem de Cristiane Torloni é bem mais popular que a mocinha da vez, Griselda. Eu, particularmente, ainda preferia o Malvino Salvador sem camisa. Apelação por apelação, acho que a vendagem seria maior, rsrsrsrsrs!

Não posso pôr minha mão no fogo pelo público noveleiro, mas não acredito que que a popularidade da Tereza Cristina em relação à Griselda signifique que o mal está vencendo o bem no coração das pessoas. Acho que isso simplesmente significa que as pessoas preferem sentar-se em frente à TV e rir de uma perua mimada que protagoniza cenas hilárias, principalmente com seu slave Crô, a aguentar uma Griselda com sua chatice e seus discursos politicamente corretos.

Mary, pelo que eu te conheço, nada do que escrevi te convenceu nem um pouquinho, né? Eu já esperava por isso! Mas ganho créditos por ter tentado, pelo menos? Rsrsrsrsrs!

Bjs, Lari!

Cecilia sfalsin disse...

Minha amiga Mary,

Gosto dos seus mistérios diversificados na escrita, e muito me admira o aprofundar dos seus temas que nos tiram de um dia tão rotineiro e nos faz viajar em detalhes tão escondidos, e ao mesmo tempo se tornando nossa maior diversão.Dizer que as novelas atuais baseiam se na realidade faz me rir totalmente, pois nem todo seu conteúdo são fatos reais, uma Tereza Cristina que comete tantos crimes ocultos e permanece intacta e em fina estampa é de se fantasiar uma história fictícia que por mais que a violência esteja estampada aos nossos olhos o crime ainda não compensa, e com certeza criminosos conseguem escapar, mas vivem foragidos pela vida afora, A Griseldinha sortuda sai do macacão bate enxuga e se transforma na milionária perseguida pela mulher finíssima e artinhosa, e por ai se vai tantos fatos que decorrem desta história que pra mim nada me inspira ou prende a atenção,mas o fato é a capa de um CD, e entendo suas argumentações que de tão bem aplainadas me fizeram pensar ja que é a repercussão de um trabalho que demonstra o enredo de uma novela nada mais rico seria do que colocar ali os destaques desta tão sórdida história.Me pergunto o que a Maryzinha tem contra Critiane Torlone, tão linda e exuberante, mas calma , eu mesma respondo,rs, os olhos do público não vê um cd qualquer, afinal é do Fina estampa da novela das 20hs, e aquela não e a talentosa Cristiane Torlone e sim a malvada Tereza Cristina que não merece ser aplaudida e nem pousar de bela, uma assassina sem medida, invejosa, irônica, rsrs, vixi, não tem um personagem melhor não? ou um que se desponta para o sucesso, ou a Grizeldinha que é a vítima principal das garras desta víbora...Aff..por que os vilãos se destacam? será que eles sempre vencem?rsrs, na verdade sei que não falei coisa com coisa mas esta ai estampado o que penso.Rsrsrs, acha que falei demais? rsrs...

Beijos minha preciosa amiga....

Mary Miranda disse...

Lari, a queridíssima que não concordo... em parte! rs

Acertou em 90% ( a dissonante Mary não permitiria os 100% nunca! rsrsrs) quando disse que eu discordaria, mas veja lá, amiga Lari, que os 10% não são nada descartáveis, te garanto!
Os 90% discordantes têm a ver com o público, "massa" noveleira que, não por inferioridade de pensamentos, apenas menos acesso a duas vias de raciocínio, não entende que bem pode ser mal e mal pode ser bem em muitos casos...
Para pessoas como nós, cérebros transbordantemente sarcásticos, mas com porção alta de intelectualidade (oras, ainda somos pessoas que mantemos as leituras em dia! rs), compreendemos que uma Teresa "Cretina" configura-se em centralidade em ficção de imediatismo. Sim: é Teresa "Cretina" que movimenta a trama e,sim, é a mesma que dá logicidade à existência de qualquer outro personagem (também sou fã dos vilões! rs).
O problema, amiga, é esse: o público-alvo! Não é pra bestas intelectuais quais eu que novelas são escritas, muito menos para quem lê René Descartes, aquele do "Penso, logo existo". Novelas é para quem entende o que vê como elas chegam, a grosso modo mesmo!...
Por isso, digo, que Teresa "Cretina" Cristina numa capa, não funciona como joguinho do bel-prazer do público: é um joguinho nababesco de objetivo escuso dos "donos da máquina"...
Porém, te prometi uns 10% consideráveis (você vai gostar deles! rsrsrs) que, se a personagem malvada e odiosa é vista pela "massa" como a engraçadinha que arranca gargalhadas quando junto ao boçal escravo Crô, e meio que a "perdoam" pelo fato de ser doente mental (quase certo de ser!), então, sua retórica tem um peso que - não queria confessar... - era inimaginável por mim! (Não queria confessar porque meu orgulho capricorniano, aquele de pensar em todos os detalhes foi ferido! kkkkkkkkkkkkkk).
Se as pessoas estão rindo mais que analisando as perversidades de Teresa, não enxergando como coisa de gente "normal" e até torcendo por um fim com castigo para a vilã, cabe a ideolgia que, vilões são aceitáveis em capas quando não vistos como cruéis no sentido que sua perversidade não é gratuita, tem o respaldo da loucura, vamos dizer assim...
No entanto ainda acho estapafúrdia uma capa assim!
E nisso eu concordo com você em 100%: preferiria o MALVINO SALVADOR SEM CAMISA! (E olha o meu "UAU!!!!!" sem fim daqui de trás da tela do PC!!!!!!!!!!!!! rsrsrsrs)

UM beijo, amiga!
Ajudou, sim, como não? Conversar com gente inteligente é tudo!!!!

Adorei!!!! O meu OBRIGADA mais sincero!

Mary:)

Mary Miranda disse...

Ceci, a linda do Alencar!

Você se expressou muito bem, amiga, e seus elogios só me fazem plena: OBRIGADA MESMO!
Olha, realmente, a princípio, fica parecendo que tenho algo contra à Torloni. MUito pleo contrário: ela é uma atriz que muito respeito e admiro!
O caso é que não compreendi o uso de sua imagem numa capa... E concordo, querida, que ninguém veja a Christiane, mas a Teresa, e as pessoas, quando a veem, não enxergam a grande atriz, lembram da perversa, aquela vilã que tanto atrapalha a vida das pessoas, de todos o núcleos da ficção!
E é algo a se pensar que novelas não reflitam tanto assim a realidade. É vilão que mata e ninguém descobre seus crimes e nova-rica que anda, "na boa" , sem sofrer nenhum sequestro!...
Acho que os autores de novela ajudam um bocado no sucesso dos vilões! Os transformam em brincalhões ou doentes, atraindo a "comiseração" do público!
E se a moda pegar, amiga, vai ser quase certo avistarmos capas de CD's com os malfeitores! Ai, os bonitões bonzinhos vão virar figurinha difícil... (Já pensou?! rsrs)

Beijos!!!!

Seu comentário enriqueceu o post!!!!
OBRIGADA!

Mary:)

Valéria Braz disse...

OI minha querida florzinha... seu post expressa uma indignação, acredito, não pela capa em si, mas ao que ela pode representar intrisicamente como mensagem.
Unir músicas legais a uma vilã do nível da Tereza Cristina, sem o contraponto do bem, é perigoso e arriscado. Mas infelizmente o motor do mundo é o dinheiro e por ele pouco importa se depois vemos a violência social crescer, afinal vamos jogar a culpa somente na péssima administração pública não é?
Não tenho nada contra os vilões e suas mensagens perversas, são eles que dão sustentação ao imaginário do bem contro o mal... e isto desde que o mundo é mundo, vive na ficção e na realidade!
A personagem Tereza Cristina (maravilhosamente interpretada pela atriz Cristiane Torloni) está utilizando um tom real e que existe, e o autor (se conscientemente eu não sei) ao partir para o exagero dá a tonalidade de loucura sã que muitos ao nosso redor possuem, quem leu o livro "Mentes Perigosas" sabe que muito mais do que somos capazes de perceber convivemos com psicopatas como a personagem, claro guardado os devidos exageros para manter a trama!
Confesso que acredito que se colocassem o Malvino sem camisa o CD venderia bem mais, principalmente tendo em conta que somos bem mais mulheres.....heheheh
No entanto, a personagem caiu no gosto popular, como a grande maioria dos vilões e a novela precisa buscar cada vez picos maior de audiência... sendo assim, colocasse a personagem de destaque e mais mentes incoscientes irão em busca de saber qual o segredo de Tereza Cristina e o que vai acontecer com ela.
Quanto a Griselda, ela não se torna o alvo do público, embora seja a personagem querida e respeita da novela, porque todos já sabem o que vai acontecer com ela e isto não leva as pessoas a assistirem a novela e nem a vender os cds.
Amiga, infelizmente a equipe de profissionais de marketing e psicológos envolvidos em todo este processo, não trabalham para pensar a longo prazo, eles trabalham para desvendar o que será melhor para o empregador a curto prazo!
Do longo prazo....que se preocupem os país e familiares no futuro!
Adorei seu post... e ao contrário do que foi dito por nosso amigo massoteerapeuta, este é um assunto que para os que sabem pensar a longo prazo, é muito mais importante que levantar bandeiras "politicamente corretas", porque dizem respeito a mais importante forma de massificação e criação cultural de um povo!
Beijo no coração

Mary Miranda disse...

Valzinha, Flor adorável!!!!

Você é de uma sensibilidade que me impressiona!
Sim, amiga, meu desabafo é esse: como pode uma vilã emoldurar a capa de um CD de trilha sonora de uma novela?
Não argumento, como bem você percebera, o talento de Christiane que, junto a Nuno Leal Maia, me traz as inesquecíveis lembranças de show de interpretação numa já longínqua "A Gata Comeu"! (Torloni é uma das maiores atrizes de sua geração!).
Friso sempre que não vejo lógica, numa ficção de "massa", o mal estar sendo tratado como algo perfeitamente "normal" e aceitável, onde crianças, adolescentes e adultos de mentalidades diversas assistem, dividindo o mesmo sofá da sala!...
Penso, querida, muitas vezes, que nasci em uma época errada pois detesto contradições, inversão de valores onde o bom é visto como ridículo e o mal, é aclamado como limpo, endeusado por todos os "trâmites" sociais!
Não sou tão careta assim! ADORO NOVIDADES! Ultimamente minhas músicas são basicamente ouvidas em pendrive, e curto demais as seções de filme em full screen no HD! Mas espera aí: os valores de decência e bom senso continuam INTACTOS!
Talvez a visão das pessoas seja diferente da minha, no que não expurgo (ninguém é obrigado a aceitar o que digo...), só que meus textos, no geral, transitam no parâmetro da argumentação, do uso do cérebro pensante, que o Criador, sabiamente nos concedeu para o pensamento em tom de raciocínio!
Que Griselda às vezes é enjoada, concordo, que muitos personagens bons moços são chatos, assino embaixo, porém, por que não achar um meio-termo? Por que não lascar, já que estão ávidos em "empurrar" uma obra, o Malvino Salvador, citado por você e anteriormente pela Larissa? O cara é carismático, bonito, e iria vender disco para caramba, aposto que sim! Queriam vender mais álbuns ainda? Pusessem ele e a "periguete" Teodora, então, personagem interpretada por Carolina Dieckmann, que não é um primor de exemplo, mas demonstra certa decência por estar amando de verdade o filho...
POis é, Val, o Francisco (Massoterapeuta) causou um certo "barulho" mas ele explicou que só estava "zoando"! rsrsrs Compreendi a posição dele depois já que, em sua visão, havia artigos mais relevantes para eu postar!
De um certo modo, ele acabou me elogiando: é sinal que tem em mim alguém com potencial para escrever coisas melhores...
No meu conceito, estou contigo, amiga! Não acho fútil comentar uma capa de CD! Concordo com você que novela é a principal fonte de cultura de nosso povo, portanto, é necessária uma maior atenção com as questões morais para não haver tantas deturpações ideológicas que já existem em profusão em nosso "Brasil varonil"...

Beijos!
Não sei viver mais sem seus comentários, linda! (Estou saudavelmente viciada! rs)

ADOREI é pouco, para dizer o quanto só acrescentou ao post!!!!

Mary:)

Atena disse...

Mary;
Vim aqui mais para poder ler coisas inteligentes (hoje me encontro elitista rsrs). Não posso opinar sobre a capa do CD, faz mais de 10 anos que não assisto novelas, mas para me por a par li todos os comentários e concordo com muito do que foi dito.
Já ouvi pessoas comentando sobre a novela e o nome mais mencionado era Tereza Cristina. É típico do ser humano se deter nos vilões (a psicologia explica rsrs)e os marketeiros sabem disso, portanto é a vilã na capa que chamará mais atenção e mais dinheiro. simples assim.
Ético? Talvez não, mas a ganância não é antiética? É de se pensar.
Adorei ler tanto o post quanto os comentários e o objetivo (papo inteligente) que buscava foi plenamente satisfeito.
beijos

Mary Miranda disse...

Amiga Atena, sempre tão objetiva e inteligente!

Acho que sofro do mal do "credo-que-a-humanidade-vai-melhorar" (explicaria Freud esse meu "distúrbio"? rsrsrs).
Não pensei- sinceramente!- que o que estivesse movendo os "donos da máquina" fosse tão-somente o famigerado "cascalho", aquele velho filão desgastado do "levar vantagem em tudo" e se "o bolso está cheio, o resto não me interessa"...
Acreditava, na minha santa ingenuidade (amiga, acho que vou me tratar com você, em seu divã eficaz! rsrs), que haveria uma explicação mais inócua para uma senhora tipo Teresa "Cretina", de estar numa capa... Oh, santa ingenuidade minha, insisto, de achar que, porventura, fosse um ser humano que pudesse acrescentar às pessoas no quesito crescimento social, estivesse servindo de exemplo do que não se deve fazer...
Mas, pelo seu comentário e pelos os de outros que aqui estiveram, a verdade é nua e crua: É POR DINHEIRO, SOMENTE ELE, QUE UMA EQUIPE ESCOLHE UM PERSONAGEM DEPLORÁVEL, PARA PREENCHER A CAPA DE UM CD!
Que saudade dos tempos em que ser bonito, bom e carismático era por si só pré-requisitos para escolhas de capas de trilhas sonoras!... E como eu me odeio por ter reclamado uma vez ou outra por ver esses bonitinhos ou bonitinhas sem sustança estampando seus sorrisos sedutores... (Eram de personalidade sem-graça, mas pelo menos, eram BONS!)
Sem hipocrisia, amiga, você já me conhece o suficiente para saber que ODEIO o politicamente correto, também ADORO OS VILÕES! Eles são o que explicam a existência de uam novela!
Mas a "máquina" não deveria fazer isso conosco, deveria? Expor vilões em capas de trilhas sonoras, cujas músicas nos façam sonhar ou dançar?
Ah, não, poderíamos ser poupados desse infortúnio!... rs

Beijos, querida! (Sei que falei demais, desculpe!...)
ADOREI seu comentário, tão "líquido e certo", como sempre!

Mary:)

Jose Sidney Pereira disse...

rsrss coisas que só Jung e seu inconsciente coletivo explicariam. Mas, Mary, continue sendo otimista como eu. Um dia, eles melhoram. Nem que seja por ação do Marketing Verde. Vão descobrir que os Vilões não são biodegradáveis, demoram mais tempo para serem assimilados pelo meio ambiente e ainda fazem o maior estrago.

Lembra das notas de Cruzeiro? Sim, que tinham aquela figuras históricas? Algumas com um karma de alguns genocídio? Então, olha hoje como é bonitinho nosso vil metal!!! Só aquele peixinho descarado da nota de cem que é arisco demais. Ô bicho difícil de pescr rs

Excelente o questionamento. Esses fascínio pelo Mal fica mais evidente ainda nos desenhos animados. Ache o herói, o lado "bom da força" (rs) nos desenhos atuais. Na Vaca e o Frango. Ou nos Padrinhos Mágicos.

Bom, vamos em frente. Até a próxima novela. Quem sabe, já não vai estar lá uma oncinha ? rs

Beijos

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Mary, boa noite!!!
Minha amiga, que coincidência, também pensei a mesma coisa quando vi a propaganda do CD pela TV, comentei comigo mesmo (será loucura?) que mal gosto... não compro... rsrsrsrs... Com toda certeza, foram infelizes na escolha da capa... se fosse um filme de terror, tudo bem... rsrsrsrs...
Valeu minha amiga, também não entendi nada!!!
Tenha uma linda noite e uma semana maravilhosa e abençoada!!!
Abraços com carinho e muita paz!!!

Mary Miranda disse...

Sidney, querido! Bem lembrado: a "jurisdição" é mais de Jung mesmo! rsrsrs

Está difícil, amigo, muito difícil de acreditar nessa humanidade... É uma "rasteira" uma atrás da outra! rs Mas como é você que está me pedindo, um cara que respeito e admiro, vou tentar....
Querido, você poderia parar por aí com seu "estatuto da sustentabilidade": VILÕES NÃO SÃO BIODEGRADÁVEIS! KKKKKKKKKKKKKKKKKK Quando digo que você não existe, é sempre no bom sentido: quem mais lembraria dessa logicidade determinante senão meu amigo contista inteligentíssimo?!
Nossa, que lembrança FANTÁSTICA! As notas mais antigas (não me venha com esses papos de "Arca de Noé" de novo, viu, Mr. Sidney?! rs) tinham figuras históricas bem grotescas mesmo, umas que andaram cometendo até crime! Chegou a ser genocídio? Prefiro nem pensar na ideia... Mas eu lembro do Vital Brasil e Burle Marx: só eles já valeram porque me fizeram atentar para o paisagismo e meio-ambiente... ( O peixe é para pescador dos "grandes"! rs)
Gosto da definição de bem/mal bem concretos quando se trata de cultura de "massa" e, como você disse certo: nos desenhos atuais quase não se vê isso, que é lamentável!
Na próxima capa teremos um personagem BBB: Bom, Bonito e Barato , pois pensarão em nós e o preço do CD vai baratear! E argumentaremos apenas isso: "Por que a música X ou Y não está na trilha?" (Viu, amigo? Estou colocando na prática a sua dica de não desistir de acreditar! Sonhar - ainda!- não custa nada! rsrsrs)


Abração, te enviando o meu agradecimento mais profundamente sincero!
Sempre me rendo aos seus comentários edificantes!!!!

Mary:)

Mary Miranda disse...

hehehehe Du, também penso como você!

Se eles queriam ganhar dinheiro volumoso com a capa polêmica, eles podem até conseguir, mas pessoas como nós (que não são tão poucas assim...) não vão comprar!
Sim, foram infelizes na escolha, amigo!
Poderiam escolher um personagem carismático, bonito, boa pessoa na novela!... (Precisava haver tanta apelação assim? rsrs)

Aquele abraço pra você!
OBRIGADA por mais um comentário excelente!!!!

Mary:)

Van disse...

Oi Mari,

li todo o seu texto bem escrito, achei inusitado.

Para mim a importância que tem a capa de um cd e o personagem que escolhem para ela é a mesma que tem uma novela: Nula, zero.

Todos estes itens fazem parte de uma pacote que não compro e não sei pra que serve.

Já seu texto não, seu texto tem a mistura de ingredientes correta e exata para prender uma leitura,se juntar a isso um tema relevante vira obra prima. Parabéns! Lerei outros seus.

Beijos!

Mary Miranda disse...

Van, meu doce!

Sinceridade, objetividade e logicidade: ingredientes magníficos de seu comentário!
Olho com seus olhos, amiga, e também não vejo importância numa novela-nem em sua capa de trilha sonora- pois se trata de cultura de "bate-pronto".
Pensei, porém, no imaginário coletivo, da "massificação" que se faz com a permissividade hoje de um vilão numa capa, no que a mesma ocasionará amanhã, nas gerações que vão chegar!
Infelizmente, para bem ou mal, novelas são a principal fonte de cultura/entretenimento do povo brasileiro, e há pessoas que nascem, crescem, se reproduzem e morrem, sem JAMAIS terem tido contato com qualquer outra forma de "intelectualidade"!
Por isso a minha preocupação. Eu sou tão ampla mentalmente que consigo ler sobre as cavernas de Platão, "mergulhando" na obscuridade de suas indagações, e quinze minutos depois ficar diante da telinha, torcendo para Griselda arrebentar um soco na cara de Teresa Cristina! (Como vê, tenho uma chave de "liga/desliga" para a inteligência! kkkkkkkkkkk). Consigo, assim, passar incólume pelas atrocidades dos personagens, sendo uma pessoa bem tranquila no meu cotidiano.
O problema são essas pessoas que ficam vendo novela e levando para a vida real, como verdades incontestáveis!!!!
Acho que esses idealizadores deveriam pensar mais no público-alvo que vai receber a finalização de suas ideias. Se pensassem melhor veriam que, um álbum vende muito com um vilão na capa, msa destrói, a médio ou longo prazo, um senso de coerência de uma sociedade, senso esse já tão defasado, não é mesmo?

Ai, sei que me estendi; desculpe, viu?
Devo, porém, destacar o quanto seu comentário me fez bem! Consegui escrever algo que agradou, mesmo que a temática não seja de seu interesse!

Amiga minha: OBRIGADA pelo fabuloso comment!!!!

Beijos mil!!!!!!!!

Mary:)

Voz do povo disse...

Bem dessa vez não vou comentar a sua bela postagem, só chamar a atenção para receber o selo de qualidade, tá lá no blog a Voz do POVO, vc merece, linda professora e amiga.

Mary Miranda disse...

Cacá, queridíssimo amigo!

Que honra receber um selo de qualidade!
Você sabe o quanto te admiro e o que sua amizade significa!!!!

Aquele abraço, em tom de enorme AGRADECIMENTO por tudo!!!!

Mary:)