PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem)

Quais assuntos mais te interessam no blog Fatos de Fato?

segunda-feira, 22 de março de 2010

Não passa de fraude o livro "Medicina Alternativa de A a Z"

E ainda há gente que não gosta de trabalhar... Eu adoro!
Foi trabalhando que eu descobri algo excepcional que nem imaginava que estivesse acontecendo!
Sábado último fui para a minha labuta semanal de professora de reforço escolar, e enquanto esperava a minha turminha chegar, fiquei conversando com a minha coordenadora , desfolhando uma revista Veja de 2005 que lá estava no cesteiro de revistas e jornais.
Achei que não tinha nada de relevante (em cinco anos muita coisa muda!), mas me enganei redondamente.
Dizia numa das matérias que o livro Medicina Alternativa de A a Z é uma das maiores fraudes editoriais daqui do Brasil (senão do mundo)!
Livro conhecido por ser de fácil leitura em assuntos médicos sem aqueles jargões complicados, e que basicamente resolvia TODOS os problemas de saúde na própria casa da pessoa, é de uma irresponsabilidade que me impressiona!
Cura de doenças complexas como o diabetes, por exemplo, o "autor" dava dicas negligentes incluindo argila com berinjela, dispensando o uso do remédio recomendado pelo médico!
O nome do "autor" - Carlos Nascimento Spethman - é a mistura de Luiz Carlos da Silva e Marcos Spethmann Quiroga, os editores do citado livro (havia um terceiro elemento - de sobrenome Nascimento - que desfez o trato).
Esses senhores não possuem formação alguma em medicina e não passam de vendedores comuns de livro , aqueles que batem em nossas portas para empurrar uma obra de editora que esteja encalhada...
Uma das piores coisas é saber do envolvimento da classe artística com essa fraude, ainda que de maneira inocente.
Gugu Liberato, Ratinho e Hebe Camargo emprestavam seus nomes de pompa para enobrecer o produto em troca de cachês generosos ( mais ou menos R$ 60.000,00 a cada vez que o recomendavam em seus programas!), sem confirmarem a veracidade do que o conteúdo da obra trazia (soube que a Hebe ficou muito tempo bastante temerosa em fazer merchandising de produto que não conhecia...).
Os editores foram procurados por jornalistas, e queriam enrolar, mas acabaram admitindo que de fato não havia confirmação do que escreviam pois tiravam de um outro livro, sem prévio conhecimento de causa.
Eles deram foi muita sorte de não morrer ninguém em consequência de sua irresponsabilidade!
Porque uns tipos desses teriam que pagar uma soma exorbitante de indenização para os familiares...
Bem, se houvesse justiça verdadeira, coisa que nós sabemos não existir em lugar algum!...
(E ontem o Fantástico falou da Medicina Ortomolecular que pareceu-me ser um tanto enganosa também!)
Estranho que eu procurei me informar se de 2005 até hoje esses camaradas já pagaram pela cretinice, e nenhum site, revista, tem a informação!
Vocês querem se aborrecer mais um pouco?
O livro CONTINUA SENDO VENDIDO nas "boas" casas do ramo...
(Imagem:

22 comentários:

Pastor Júlio Fonseca disse...

Minha mãe comprou o livro que peninha dela, jogou dinheiro fora, deveria ter um órgão neste pais descente que investigasse e punice quem produzio o livro e quem ajudou a divulgar.

MARIA COSTA disse...

Oii amiga Mary

Muito bom seu post, bem informativo.Serve de alerta para aquelas pessoas que acreditam em tudo, nao se certifica de sua veracidade antes de usar o produto.Pena que ainda tem varias pessoas que ainda usam da boa fé dos outros para ganhar dinheiro.
Bjs e que justiça seja feita

Jorge Fortunato disse...

Oi Mary
Vim aqui te dar um oi. Eu não caio nessa, desconfio de tudo sempre. eu confio na natureza, mas um pouco de bom senso não custa nada né?
Um beijão

Alexandre Lima disse...

Olá quando eu vi seu artigo vim correndo para ler. Como pode tanta irresponsábilidade da parte de pessoas que só visam dinheiro, além do mais grande apresentadores envolvida por causa de grana.Aonde esse mundo irá parar. Ainda bem que você mesmo ciotu não teve registro de nenhuma morte. Por enquanto já que muitos ainda utilizam esse maldito livro desconhecendo esse fato.

Lilian disse...

Olá querida amiga Mary,

Parabéns pelo post.

Gostei de saber essa notícia, pois ganhei de minha irmã Ivani um livro desse no Natal.

Coitada. Ela comprou 4, um para cada irmã, de um vendedor que que foi à escola onde ela leciona e o pior é que ele vendeu para outras professsoras também.

Grata por compartilhar com os amigos informação relevante como essa.

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Mary Miranda disse...

É, minha amiga, o que eu espero: justiça!
Fiquei tão revoltada ao saber que ainda vendem essa porcaria de livro...
Olha que a fraude foi descoberta em 2005 e até hoje não prenderam os culpados!
Nossa justiça anda mais devagar que tartaruga, vou te contar...
Beijos, querida e obrigada pela participação!
Mary.


Com certeza, Júlio!
É inacreditável que pessoas como a sua mãe sejam embromadas por uns tipos cretinos como esses e não haja nenhuma providência pelos órgãos competentes para ressarcir dos danos financeiros, e por que não, morais!...
Vamos ver até onde vai essa patifaria!
Um abraço,
Mary.

Mary Miranda disse...

Olá, Jorge!
Que honra tê-lo por aqui!
Você falou algo bem coerente: o uso do bom senso.
Muita gente acaba acreditando em tudo o que lê, o que pode ser prejudicial à ela própria.
Mas com certeza a maldade toda vem daqueles sujeitos e divulgadores, que montaram essa farsa!
Beijos e obrigada por ter vindo!
(Ah, vou te incomodar qualquer dia com uma pergunta em francês lá no seu blog! É que eu não sei uma resposta...rsrsrs)


Alexandre, é muita gente mesmo que usa!
E como você falou, pode acontecer a qualquer momento uma fatalidade, aí eu quero ver o que eles vão fazer para contornar a situação!...
Eles estão fazendo um espécie de "roleta russa", onde a brincadeira pode custar a vida de gente inocente.
Obrigada pelo comentário objetivo!
Um abraço,
Mary.

Mary Miranda disse...

Oi, Lilian!
Ainda bem que sua irmã só perdeu o dinheiro, não a saúde...
Mas dá uma sensação tão ruim de traição, né, querida amiga, ao sabermos que fomos lesados na nossa dignidade?!
Essa gente brinca com a nossa credulidade; é incrível que não se colocam nunca em nosso lugar!
Eu aprendi que coisa boa não vem à nossa porta: nós é que temos que ir lá buscar!
Pena que não dê mais para trocar esse livro que você ganhou por outro, e nem se pode dá-lo para alguém, porque não serve para nada uma porcaria dessas!...
Beijos e obrigada por gostar do post!
Mary.

Jorge Fortunato disse...

Oi Mary
para agilizar mande um e-ail para mim, no meu blog tem um lugar para vc fazer isso. Vc manda o trecho da música e vamos investigar. Beijos

Mary Miranda disse...

Jorge,
O que ocorre na música é apenas essa contagem em francês, cujo "quatre" não aparece.
Sabe quando vamos contar até tal número para dar tempo da pessoa se organizar? ( Em brincadeiras infantis, por exemplo, aquela do pique-esconde: "Um, dois, três, quatro,...")
Então, é assim que acontece!
Logo no início, uma moça faz essa contagem em francês (sem o bendito do 'quatre') e o cantor entra cantando, em inglês.
A moça serve como introdução vocal na música.
A letra em si, totalmente em inglês, não nos dá a pista.
Talvez seja esse mais um daqueles mistérios indecifráveis... rsrsrs
Tomara que você consiga algo porque eu já queimei meus neurônios para descobrir!
Estou encarando como brincadeira, mas que serve para ativar o raciocínio lógico.
Beijos e obrigada pela atenção!
Mary :-)

blogdacomentarista disse...

Oi Mary, achei muito importante esta tua postagem.

Eu normalmente costumo comprar para minha mãe, revistas que falam sobre as características das plantas, chás, frutas e verduras. Como estou sempre fazendo isso tenho a impressão de já ter reparado nessa revista.

Eu mesma acho interessante conhecer as propriedades das plantas e alimentos e a influência que elas podem ter na nossa saúde.

De qualquer forma fazemos isso mais a título de curiosidade do que qualquer outra coisa.

A simples idéia de se desaconselhar o uso de medicamentos me assusta bastante. Sempre existe o risco de alguém seguir ao pé da letra essas coisas, sem verificar a veracidade e ter sérios problemas.

Este post é um excelente alerta para quem acredita sem comprovar.

Bjs

Denize

Tony Pasquel disse...

Querida, nos da IASD lutamos tanto para combater este livro que lançaram e que enganam muitas pessoas desinformadas. A IASD possui umas das mais renomadas instituições que leva muito a sério a questão de temperança alimentar e outra coisas mais. Ainda bem que você está repostando este assunto e levando esclarecimento ao nossos amigos internautas.

Grande Abraço e Fica com Deus.

Antonio Regly disse...

Mary,

E não é que a "obra prima" - prima não sei de quem - em março de 2010 continua sendo notícia!

Aqui em casa tem um exemplar! Que mico! Mais um meu e da Sonia. E aí tivemos que rir um pouco da sua notícia. Porque cair numa fraude dessas é que nem acreditar que tem pote de ouro no final do arco-íris.

Mas, como bons brasileiros que somos, rimos, nos divertimos e não fazemos nada, porque se fizermos só iremos nos estressar, perder tempo, porque vai acabar em pizza. E se vai acabar em pizza é melhor fazermos uma, comermos, e enchermos o bucho.

Essa coisa de publicação de livro é muito sério por aqui. Ia até citar o nome de um, um pouco mais antigo que esse - deve ter uns 22 anos - que é também um causo sério. Mas deixa pra lá.

Belo post! Perdoe-me se eu ri de ter comprado - por causa do post, é claro.

Abraço do amigo,

Antonio.

Mary Miranda disse...

Oi, Denize!
Eu sou assim uma fã incondicional do uso natural de verduras, frutas, legumes, tudo o que sabemos que são benéficas para o nosso bem-estar.
Embora o livro traga o enfoque do uso desses elementos, sempre achei estranho o modo como era conduzido esse uso.
O que mais me entristece, amiga, é saber que esse lixo editorial ainda continua sendo vendido, "na boa", como se nunca houvesse a denúncia de fraude!...
Obrigada pelo comentário!
Beijos,
Mary.

Mary Miranda disse...

Oi, Tony!
Incrível que quase ninguém sabe dessa fraude!(Eu mesma não sabia...)
Eles não divulgam; estou passada até agora!...
No mínimo há 5 anos que houve a denúncia e as autoridades competentes não fizeram NADA!
A quem recorrer para a retirada desse lixo editorial da praça?
Fico satisfeita por saber que há pessoas lutando contra esse livro em várias partes...
Obrigada pela participação tão reconfortante!
Um abraço,
Mary.

Mary Miranda disse...

Oi, Antônio!
Brasileiríssimos vocês! rsrsrs
Realmente se levarmos tudo a ferro e fogo, nem vivemos mais...
Amigo, esse livro é um problema sério: é vendido normalmente COMO SE NADA ESTIVESSE ACONTECENDO!
Impressionante isso...
Sobre os risos, não precisa pedir desculpa.
Muitas vezes eu leio algum post sério e fico rindo, e na maioria das vezes, de nervoso, com aquela sabedoria brasileira de que rir das próprias mazelas ainda é o melhor remédio...
Curiosidade matou o gato: fala qual é o tal outro livro que também é uma fraude! Estou coçando a cabeça para saber... rsrsrs
Obrigada pelo excelente comentário!
Pena o livro de vocês não servir para mais nada, só para criar poeira na estante...
Um abração da Mary para você e Sônia!

CCMaia disse...

Li aqui q a mãe de alguém comprou o livro, pois é olha só, a minha tb. Ela ficou td entusiasmada na época. Quem diria q era o maior fiasco!

ROGER disse...

Uma farsa de A a Z !!
Leia o artigo e tire suas conclusões !!
No Brasil, atualmente, um chá à base de casca de romã está sendo utilizado pelos seguidores da medicina alternativa como antibiótico natural.
Atualmente, dois estudiosos israelenses realizam pesquisas sobre tratamentos e produtos derivados da fruta.
Estes estudos comprovam que a romã possui qualidades terapêuticas, podendo ser usada no tratamento de várias moléstias.
O Dr. Michael Aviram está desenvolvendo sua pesquisa no Lipid Research Laboratory, do Ramban Medical Center, em Haifa, utilizando o suco de romã para combater o colesterol e os problemas cardíacos. Já Efraim Lansky realiza suas pesquisas na Rimonest, companhia fundada pelo Instituto Tecnológico de Israel – Technion, partindo da premissa de que o suco, a polpa e a casca da romã contêm propriedades que além de reduzir o colesterol, retardam o envelhecimento e talvez até levem à cura do câncer e da Aids.
Ele tem administrado o suco a seus pacientes com estenose nas artérias carótidas, isto é, um estreitamento nas artérias que levam o sangue ao cérebro, e os resultados foram rápidos e impressionantes. “Tenho visto melhoras desde o primeiro mês de tratamento”, afirmou Aviram.
O médico relata, em detalhes, a sua pesquisa, com a segurança adquirida ao longo de anos de experiência em um hospital de renomada reputação, doze diplomas e vários certificados. Conta que muitos pacientes de alto risco, sérios candidatos a implantes de ponte safena, conseguiram evitar a cirurgia apenas com o suco da romã. A única queixa que ouviu de alguns foi sobre a acidez da fruta.
O Dr. Lansky acredita que esse seja um grande projeto farmacêutico, com inúmeras possibilidades, entre as quais, a cura do câncer de próstata, da leucemia, do herpes e até da Aids. Segundo o estudioso, a aplicação de vinho e óleo da semente nas células de certos tipos de câncer interrompe a reprodução das mesmas, evitando que a doença se espalhe. Lansky pretende iniciar, proximamente, mais uma fase da pesquisa, usando camundongos.
Ao falar sobre os atuais rumos da indústria farmacêutica, de modo geral, o estudioso adverte que as pressões econômicas podem levar grande parte das empresas a interromper suas pesquisas. “Quem assistiu o filme ‘O homem do terno branco’, uma comédia inglesa estrelada por Alec Guinness, deve lembrar-se da história do homem que inventa um terno branco que não mancha e nem rasga e, por isso, a indústria têxtil quer matá-lo”, comenta, com ironia.
Enquanto Lansky refere-se à sua fruta predileta como uma espécie de “remédio milagroso”, Aviram é mais cauteloso ao afirmar que: “...não acredito que uma fruta faça tudo isso. Não há frutas milagrosas”. Referindo-se à pesquisa de Lansky, Aviram diz que a hora da verdade será quando o teste for feito em seres humanos. “É muito difícil dizer que este ou aquele trabalho será eficiente contra o câncer se seus resultados foram apenas analisados em provetas ou células”.
Bibliografia:
Baseado em artigo de Avigail Schwartz, no Jerusalem Report, janeiro de 2002

Que diriam os médicos entrevistados da revista veja quanto ao suco de romã a pacientes com um estreitamento nas artérias que levam o sangue ao cérebro e que o resultado é impressionante?
"Um livro que fale isso é um desserviço à população. Não pode ser chamado de medicina", diria o GERIATRA Clineu Almada Filho, da Escola Paulista de Medicina.

"É uma irresponsabilidade", afirmaria o CLÍNICO GERAL Milton Glezer, da Universidade de São Paulo.

Qual seria a resposta lógica se fosse dito que o suco de romã e um poderoso aliado contra o infarto do miocárdio?
São alguns dos absurdos do livro Medicina Alternativa de A a Z
Um geriatra e o clínico geral, escolhidos para responder as perguntas, não eram as pessoas indicadas para responder estas perguntas, a pergunta errada para pessoa errada gera uma resposta também ERRADA, concorda?
Vamos ler a opinião do Dr. Marcio Bomtempo, considerado o introdutor da medicina natural científica no Brasil:
http://www.drmarciobontempo.com.br/artigo7.html

Mary Miranda disse...

CC Maia, boa tarde!

Sei que levei muito tempo para responder, mas chegou esse momento e vou aproveitá-lo.
Olha, muita gente saiu prejudicada com essa história de comprar o livro.
Acho que as pessoas deveriam ser ressarcidas pelo prejuízo... O problema é que ainda estão comercializando essa "obra" monstruosa!

Grata pela presença!
Desculpe pela enorme demora para responder-te!

Abração,
Mary:)

Mary Miranda disse...

Roger, tudo bom?

Muitíssimo valiosa sua informação aqui mostrada!
Nem sei como te agradecer...
Tomara que artigos diversos surjam e ressaltem bem a farsa maldosa, que tanto pode prejudicar a saúde das pessoas. Nossa população, em sua maioria, está ignorando o enorme perigo que corre ao comprar livros quais esse.

Um abraço, te dizendo que lerei o artigo, cujo link expôs em seu comentário!

OBRIGADA, viu?

Mary:)

Flower disse...

Concordo com a critica do livro, mas não dos recursos naturais, pois as ervas medicinais são tão eficazes quanto os remédios alopáticos e às vezes até mais.
Temos muito a agradecer à medicina convencional em virtude dos avanços quase milagrosos no tratamento das doenças agudas, traumas e doenças fatais. Temos colhido grandes benefícios desses progressos, dessa medicina convencional, mas ela não tem sido capaz de controlar a evolução ou o avanço de muitas doenças e todos os dias somos confrontados com doentes que não foram tratados eficazmente com os tratamentos convencionais.
Sugiro que vejam o trabalho da tiaxica com que fala seriamente sobre tratamentos naturais.

Mary Miranda disse...

Boa tarde, Flower!

Muito propícia a sua vinda, no que agradeço muitíssimo!
De fato, devemos nos voltar também para as ervas medicinais. Eu mesma já comprovei que alguns problemas que tive, foram assim curados.
Como bem você ressaltou, o problema todo voltou-se pela irresponsabilidade do livro enfocado, que não comprovara de antemão a eficácia das sugestões de curas.
Sou a favor tanto da alopatia quanto da homeopatia. Dependendo da pessoa e da doença, ambas têm seu momento certo para agirem.

Forte abraço e mais uma ves obrigada pela participação.

Mary :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...