PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem)

Quais assuntos mais te interessam no blog Fatos de Fato?

segunda-feira, 15 de março de 2010

Carta aos Missionários - Uns e Outros


A figura que vêem acima é a resposta para o meu post da semana passada, Jogo dos 5 porcos: Adolf Hitler.
O objetivo era descobrir quem seria o 5.o porco.
Este puzzle, criado na década de 40 durante os fatídicos anos da Segunda Guerra Mundial, era uma forma da população se distrair, já que não poderia falar a verdade abertamente sobre o pulha ditador nazista.
Encontrei-o no site, cujo link é:
http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=7780
Agora, eu pergunto: não é muita ofensa para os pobres suínos?
Ultimamente eu tenho percebido um cheiro de coisa podre no ar, algo que não está em acordo com o que chamamos de dignidade humana.
O pior é saber que o cheiro que anda correndo os ares, é mais fétido que o lugar onde os dóceis suínos costumam chafurdar seus focinhos e corpos...
Muitas notícias desagradáveis, muita sujeira, muita maldade!...
Não, não vou perder meu tempo e esforço para enumerar as atrocidades de uma pessoa (?) sórdida como foi Hitler.
Para isso recorram ao Wikipédia, livros históricos da época, até mesmo sites nazistas (eles não têm a mínima vergonha de relatarem seus pensamentos iníquos!) porque essas informações são muitas e aqui só é um blog, não há espaço para tanto.
O meu tempo aqui vai ser empregado para uma pergunta:
Por que, Senhor, por que existe a maldade?
Uma vez meu aluno, de apenas 11 anos na época (agora tem 15) lançou esse comentário:
-Professora, eu não entendo como uma pessoa pode ser má! Eu não vejo graça nenhuma em ver os outros sofrendo...
Preciso dizer que tive que driblar algumas lágrimas que teimavam em descer?
Preciso dizer que agora algumas lágrimas estão bailando na ponta dos olhos ao saber que meu pequeno aluno, agora grandinho, coloca na prática o que é ser gente? (Vai todo fim-de-semana fazer eventos teatrais gratuitamente para crianças carentes...)
De fato, uma criatura de tal nobreza, não pode saber mesmo o que é ser mau...
Também não quero discursar com moralismo porque aqueles que não prestam, desdenham os bons.
-Ali o otário careta! - é o que dizem, entre risadas escarninhas.
Quem é mau, é cínico, irônico, hipócrita...
Aquele que é mau, não demonstra que é.
Vive sob máscaras, para melhor analisar os puros de coração e se aproveitar da bondade alheia.
Já repararam que todo mundo gosta de quem é decente, até mesmo os indecentes?
Porque sabem que com aquele que é honesto, pode-se contar até o fim dos tempos, e com os pervertidos, sabem que não.
Na verdade, quem é mau, não tem amigo: tem cúmplice.
Essa pessoa está com o rabo preso e ela não se permite descansar um minuto sequer!
E que ninguém diga que é de religião que esses cretinos precisam!
RELIGIÃO NÃO FORMA CARÁTER, aprendi tristemente com a vida e as pessoas que me cercam.
Vai adiantar alguma coisa eu professar a minha doutrina aqui?
Na hora que eu disser, no mesmíssimo instante, vocês terão CERTEZA se sou boa ou ruim?
Sempre fugi de assuntos religiosos para não haver rótulos, cobranças, para que eu não pagasse o preço de estar tentando acertar.
Mas vamos lá, hoje eu estou para ser clara feito as primeiras chuvas de janeiro.
Sou da doutrina filosófica espírita, chamada popularmente de kardecismo , já que foi propagada pelo Codificador Allan Kardec.
E aí? Agora vocês têm certeza que sou a melhor pessoa do mundo?
Lamento informar-lhes, infelizmente, que não.
Então, eu sou a pior pessoa do mundo?
Fico feliz em poder dizer que também não.
Entendem agora o porquê de eu não ficar aqui alardeando religião?
Cultuo minha doutrina por amor ao aprendizado.
O kardecismo permite a mim essa busca de aperfeiçoamento do bem que já está em mim e o convívio com muitas pessoas que pensam como eu. Vale lembrar que isso não é atestado de bondade para ninguém!
Jamais devemos usar qualquer que seja a doutrina como escudo de decência.
Aí eu tenho que destacar o discurso do avô do personagem principal do livro Os Maias, do simplesmente magnânimo escritor português Eça de Queiroz:
-Meu neto não vai ter religião! Se ele tiver que ser bom, que seja pela sua natural inclinação para o bem. Uma bondade que seja sem recompensa, que ele faça o bem pelo simples gosto em praticar o bem!
É isso! Que o amor ao próximo seja o que nos incline naturalmente à prática da caridade, da benevolência.
Que haja regozijo em se ver o outro em paz, feliz.
A religião é importante para nos determos em como podemos melhor servir e em como podemos participar da grande revolução dos corações em torno do amor, só dele, nada mais.
Ser Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier, Buda, Gandhi, e claro, o nosso Mestre Querido Jesus Cristo, é IMPOSSÍVEL pois eles estão já atingiram patamares de evolução infinitamente maiores que os nossos.
Mas será que não dá para pegarmos uma partícula daquela fonte inesgotável de amor e candura para ajudarmos alguém?
Salvar a humanidade não é tarefa fácil, claro, porém, é possível fazermos o possível.
Jesus dissera, com outras palavras, algo assim:
-Não se preocupe com os afazeres alheios. Isso não é o mais importante. Faça apenas a SUA PARTE.
Penso que como cidadã, e principalmente, enquanto ser humano, tento fazer a MINHA PARTE.
Porque a melhor bondade que existe é aquela que é feita de coração, sem espera de gratidão.
Parece haver em toda parte a glamourização da maldade, o que leva crianças bem pequenas a crescerem achando que o certo (olhem o paradoxo!) é fazer o errado.
Como se intimamente aqueles que são maldosos pensassem que se não podem ser Jesus - a maior expressão da bondade que o Planeta Terra já viu - então que sejam os opostos, que sejam anticristos, porque esses extremos atraem àqueles que buscam entrar para a história da humanidade.
Entrar para a história da humanidade... Interessante!
Só que essas pessoas esquecem que Jesus entrou pela porta da frente, e quem pratica o mal, estará sempre, eternamente, tendo que utilizar a porta dos fundos...
Eu sei que o post ficou um tanto longo, desculpem, mas eu achei importante desabafar minhas angústias dos últimos tempos.
Já que vocês chegaram até aqui, lhes convido a assistirem ao clipe Carta aos Missionários - Uns e Outros.
Escolhi a música para ser o título do post porque ela intensifica tudo o que escrevi aqui.
Nem explicarei muito sobre a obra.
O vídeo e a letra, já falam por si...
Este vídeo maravilhoso com a música Carta aos Missionários, (que está abaixo) pertence à banda Uns e Outros e eu retirei do site oficial deles no YouTube, cujo link é: http://www.youtube.com/user/unseoutrosoficial
Inclusive a banda pede desculpa em seu blog sobre a sonorização não estar muito boa, mas é original e vale a pena escutar assim mesmo (abaixando o volume, fica excelente!).
Considero Carta aos Missionários uma das canções de rock mais perfeitas!
Ela é tão magnífica, que faz parte do meu Top 10 das melhores músicas que meus ouvidos já escutaram...
Contém tudo que é permitido para que uma música seja ideal de se ouvir: arranjo envolvente, interpretação maravilhosa, é rock, e tem uma letra... E que letra! De uma profundidade que às vezes me choca.
E como não bastasse, como é atual!
Tão atual que quase ninguém sabe o quanto...
Reflitam sobre a letra que vem logo abaixo:

Carta aos Missionários - Uns e Outros
Missionários de um mundo pagão,
proliferando ódio e destruição
Pelos quatro cantos da terra
A morte, a discórdia, a ganância e a guerra... e a guerra.

Missionários em missões suicidas
Crianças matando crianças inimigas
Generais de todas as nações, fardas bonitas, condecorações
Documentam na nossa história
O seu rastro sujo de sangue e glória.

Vindo de todas as partes, indo pra lugar algum
Assim caminha a raça humana, se devorando um a um
Gritei para o horizonte, e ele não me respondeu
E então fechei os olhos, sua voz
Assim me bateu...

(Imagem:

6 comentários:

MARIOSOUZA disse...

Ola, gostei dos 5 porcos.
um bonito blog.
abraços.

Pensador Louco disse...

Excelente texto e postagem, camarada diHITTiana. Parabéns pelo excelente blog.

Principe Encantado disse...

fomos criados para sermos bons, e a humanidade esta se distanciando desta verdade.
Abraços forte

Mary Miranda disse...

Oi, Mário!
Esses 5 porcos dão o que falar, não?
Obrigada pela gentil participação!
Abração da Mary para você!


Obrigada, Pensador!
Eu escrevo o que me dá na telha escrever e às vezes agrada, às vezes, não... rsrsrs
Um abraço para você, amigo!
Mary.


Fato muito bem lembrado, Príncipe!
O ser humano não foi criado para a expansão do mal, e sim, para a elevação do bem.
Só ele - o bem- é que dá sentido à vida que temos, e que Deus, na sua infinita sabedoria, nos proporcionou a vida para que vivêssemos como irmãos, não disseminando a guerra.
Um abração da Mary para você!

jairo disse...

Extraordinária Mary Miranda: feliz em ler seu relato! Minha finada mãe tb era Kardecista, até mesmo eu fui algumas vezes com ela à Federação Espirita do estado para experimentos (comigo, cerca de 12 anos, tb), contudo segui o Judaismo como foi minha bisavó. Quero te dizer q tb eu considero igualmente Carta aos Missionarios de Uns e Outros! Parabéns!!

Mary Miranda disse...

Olá, Jairo!

Obrigada pelo comentário!
A busca pelo aperfeiçoamento é eterna, e todo aquele que admite que ainda possui falhas, está no caminho certo.
O negócio é fazermos a nossa parte, procurando melhorar sempre.
Novamente, obrigada pela vinda!
Um forte abraço!!!! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...