PARA QUEM AMA GATOS

PARA QUEM AMA GATOS
(Clique na imagem)

Quais assuntos mais te interessam no blog Fatos de Fato?

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Mani, a gatinha sapeca

Existem casos de amor de diversas maneiras, acho que não dá para explicar a ternura que nos envolvem muitas vezes, que nos pegam de surpresa.
Apenas algumas pessoas sabem que perdi a minha gatinha Nandaia, por complicações na gravidez .
Ela era muito pequena, a minha "sialatinha" ( termo que se usa para gatos siameses misturados com outra raça), mesmo com seus três aninhos de existência e 'pegou' muita barriga, o que talvez tenha causado o falecimento dos filhotes, por consequência, o próprio falecimento dela.
Eu não sabia o que tinha ocorrido; achava que um líquido que saía dela fosse exagerado, mas dentro de uma certa normalidade.
Quando a levei à veterinária, a doutora informara que eu deveria operar a minha pequenina para fazer a retirada dos natimortos.
A operação seria no dia seguinte.
Minha fofinha ficou lá por umas horas internada e no final da tarde a veterinária disse que eu deveria levá-la para casa já que lá não haveria condições para passar a noite ( lá não é um hospital, só uma clínica).
Mas meu coração de "mãe" sabia que ela não sobreviveria...
Durante a ida para a casa, ela jogou o pescocinho algumas vezes para trás, símbolo da agonia de tantos felinos que já perdi em minha vida!
Chegando em casa, coloquei-a sobre o seu colchãozinho, e saí rapidamente para resolver algo ( não lembro o quê).
Ela apenas me esperou retornar.
Logo partiu, com o ar de quem apenas dorme, tão bondosa e digna que aquela criaturinha era!...
Durante muito tempo meu coração ficou amargurado só em ver pequenos animais a minha volta.
Chorava a falta de minha sapeca, levada da breca, que tanta alegria me proporcionou!
Como era bagunceira!!!!
Parecia que trabalhava num circo...
Fazia estripulias e brincava às tantas com qualquer objeto que visse pela frente ( mesmo já adulta!)
Adorava me animar!
Mexia nos meus cabelos, dava cambalhota, pulava no meu colo e depois no chão, não me permitia ficar triste de jeito nenhum!
Inclusive eu tinha feito uns versinhos para ela que dava a impressão de que entendia; sempre soltava um miado e ronronava alto quando eu recitava:
"Gosto de ser a boneca da mamãe,
Gosto de ser a 'neneca' da mamãe,
Gosto de ser a sapeca,
Levada da breca,
Da MAMÃE!!!!"

( Ao vivo, parece um 'cançãozinha': é porque eu imitava uma voz felina feita especialmente para Nandaia, a minha florzinha de laranjeira! haha)
Acho que Deus conta as lágrimas das mulheres como eu já ouvi dizer...
Depois de tanta dor, surgiu na minha vida, há pouco tempo, uma outra criatura, que simplesmente é IGUAL à Nandaia!
Na frente do portão se encontrava uma gatinha de seus três meses que eu não sabia de quem era.
Claro, carreguei-a para dentro na expectativa de a qualquer momento alguém reclamar que era dono(a).
Agora já descobri que é do meu vizinho, mas o amor incondicional foi à primeira vista, eu por ela e ela por mim!
Temos uma espécie de trato, o vizinho e eu: ela pode ficar aqui em casa quanto tempo quiser (somos vizinhos de muro, então, quando a gatinha cisma, pula o muro e vai para a casinha dela).
Mani é o nome que eu batizei ( O vizinho ainda não escolheu, mas aqui em casa vai ser sempre Mani!)
Não por coincidência, Mani é sobrinha de Nandaia: sua irmã teve uma bela ninhada , de onde veio a sobrinha, que puxou geneticamente à avó (mãe de Nandaia).
Não tem como não vê-la e não me emocionar!
É como se a minha 'neneca' nunca tivesse me deixado; Mani traz de volta todo o significado de sua existência para mim.
Palhacinha igual à tia, brincalhona, sapeca, carinhosa, doce, uma gatinha especial Mani também é!
Logo quando acordo, a primeira coisa que faço é chamá-la pelo muro ( já fica até de olhinhos fixos ), bastando eu fazer um pequeno 'silvo' e ela pula na hora para os meus braços!
Aquela gatinha me faz uma pessoa melhor , eu me sinto responsável por aquele ser.
Sinto uma felicidade indescritível; ela não sabe o bem que me faz...
Só quem tem um animal de estimação é que sabe o quanto aqueles pequenos seres são dignos, trazem em seus gestos de carinho e amizade algo que nós, humanos, jamais poderemos retribuir a eles!
Desculpem se o post acabou em determinados momentos, sendo triste.
Não era a minha intenção!...
Eu estou muito feliz por ter conseguido superar a minha amargura que me arrastou por meses, só tendo o consolo por Tuí, o meu "filho" mais velho, estar por perto.
Mani invadiu...
Invadiu meu coração, minha alma, minha vida!
E eu a permiti!
Meu "filho" Tuí sabe que o espaço dele está garantido.
Ele nem "chia" muito... (Talvez se fosse gato macho, a coisa fosse diferente...)
Chega de tristeza!
Agora é só alegria!
Que tal darmos uma relaxada, ahn?
Ah, antes observem bem as fotos das duas meninas:
À esquerda, Mani; à direita, Nandaia.
Não são iguais????












Deem uma olhadinha no vídeo curto de apenas dois minutos. Mostra Mani e seu debut diante da câmera ( MP5).
O clube gateiro vai gostar!
A voz que ouvirão ao fundo é do meu irmão no final do vídeo!

Aviso : Para quem quer emoções fortes, vai ficar decepcionado: é apenas uma gatinha aparecendo, só isso, pessoal! haha

video


(Imagens:

http://marymiranda-fatosdefato.blogspot.com/ - Arquivo pessoal)

14 comentários:

Janio made in blog disse...

Quando criança, tive dois cachorros, a história é longa.

Achavam que eu era louco porque conversava com eles, quando morreram, ficquei meio traumaizado.

Quando morava no sítio, onde nasci, tínhamos tudo: Cavalo, cabrita, porco, cachorro, galinha gato além de outros que não eram domésticos e nem de nossa propriedade.

Eram da natureza.

Mary Miranda disse...

Olá, Jânio!
Ah, quando conversamos c/ os bichos, as pessoas costumam nos chamar de loucos ( faço isso até hoje...), mas te garanto q eles nos entendem bem mais do q muita gente q conhecemos!
Fiquei curiosa sobre a historia dos cães. O q aconteceu?
Os animais são ótimos, maravilhosos!
Meus pêsames p/ quem não gosta deles e até os maltrata...
Um abraço,
Mary.

Larissa Bohnenberger disse...

Que lindasssss! São mesmo muito parecidas. Você disse bem: só quem tem bicho de estimação sabe o quanto eles são especiais e como eles transformam a vida da gente. Eu tenho três cachorros, uma mora comigo, os outros dois não. Mas são meus de qualquer forma. E nas redondezas do meu trabalho, tem algumas ninhadas de diferentes gerações de gatos que são alimentados pela minha chefe. Um mais lindo que o outro. Da última ninhada tem um filhote amarelo que é vesguinho. É a coisa mais linda, ele tá sempre olhando para ponta do nariz. Heheheheheh!
Todo mundo deveria ter um bichinho para alegrar sua vida!
Bjs!

Antonio Tadeu Ayres disse...

Olá!

Pessoas que gostam de animais são sensíveis e têm um bom coração. Como gosto de pessoas sensíveis e de boa índole, vim até o seu blog conhecer as suas gatinhas.

Abçs!

Mary Miranda disse...

Oi, Larissa!
Eu também as acho duas lindinhas! ( Nandaia continua linda no meu coração!)
Meus gatinhos são uma bênção p/ mim!
Eu me sinto tão melhor sabendo q eles existem...
Iria adorar trabalhar onde vc trabalha, tendo tantos gatos por perto! rsrsrs
Ainda bem q há gente como a sua chefe q cuida dos animais, né?
É tão bom chegarmos em casa e sermos recepcionados pelos bichinhos de estimação...
Quem dera todo mundo pensasse assim!
Bjs, querida!
Mary.

Mary Miranda disse...

Oi, Antonio!
Seja muito bem-vindo ao Fatos de Fato!
O espaço aqui é nosso, p/ expormos nossas ideias, reflexões, tudo o q vier do coração, só soma!
Obrigada por me considerar uma boa pessoa; faço o q posso p/ melhorar.
Sou uma pessoa bem sensível mesmo, principalmente em relação às crianças e aos animais.
Minhas gatinhas não são fofas?
Mani é uma sapeca, não para quieta! (Apenas p/ dormir) e Nandaia me deixou, mas continua no meu coração, sempre!
Um forte abraço,
Mary.

jorge fortunato disse...

Muito fofa essa gatinha.
bjs

exoticlic.com disse...

que lindaaaa eu amo gatos S2

Mary Miranda disse...

Oi, Jorge!
Gostou delas?
Está na hora de começar a criar um animalzinho de estimação, hein? rsrsrs
Brincadeira, amigo!
Quando for a hora de vc ter um, vai aparecer, nem precisa procurar.
Eles "invadem" e detalhe: adoramos essa "invasão".
Bjs,
Mary.

Mary Miranda disse...

Oi, FRiend X!
É lindinha mesmo; sou uma "mãe" coruja! rsrsrs
Sobre o amor aos gatos, compartilhamos do mesmo sentimento!
Não é à toa q tenho uma seção só p/ eles! rsrsrs
Bjs,
Mary.

Sissym disse...

Mary, eu me lembro de quando perdeu sua gatinha. Eu até fiquei procurando uma para voce... mas nunca existe substitutos, nem mesmo para animais. Cada um é único.
Só que agora vc tem a Mani, linda e com as características dela. Já lhe cativou.

Eu adoro a minha gata gorda peluda e folgada! Hoje ela aprontou, fez um banco cair e fechou a porta que dá para a área. Resultado: ficou sem comida, sem água e sem banheiro Quando cheguei e abri a porta, ela miava toda estressadinha. Quem manda correr feito maluquinha?! kkkkk

Bjs

Mary Miranda disse...

Oi, Sissy!
Não há substituição mesmo, vc está certa!
A minha fofinha nunca mais vou ter de volta; vai estar guardada p/ sempre em meu coração.
Mani chegou e não está ocupando o espaço da outra: simplesmente ela me fez amar de novo, coisa q achei q fosse demorar muito p/ acontecer.
Ela traz coisas q não sei explicar...
Parece q Nandaia a "enviou" p/ me alegrar, sabe? (Deve ser coisa do sangue: as duas são tia e sobrinha! rsrsrs)
E essa Lola não para de aprontar, né?
Mas é tão bom tê-los por perto!
Nem q seja p/ fazerem bagunça! rsrsrs
Bjs p/ vc, Lola e a filhota!
Mary.

Adriana Helena disse...

Mary..... prima..Saí do face na maior pressa para poder conhecer a história destas duas divas e agora está difícil de conseguir escrever.

Estou chorando e muito... só quem perdeu uma gatinha assim sabe e reconhece a dor que é...É uma ferida que não cicatriza. Está sempre na lembrança e no pensamento. Te entendo prefeitamente. Sofro junto com você! Sua narração foi tão comovente que não pude me segurar!
Nandaia é linda (pois agora virou uma estrelinha) e Nani, sapequinha, a cara da tia.

Incrível como são parecidas, principalmente o olhar doce de ambas e os risquinhos de tigrinhas na testinha que, aliás, um charme irresistível. E as roupinhas!!! Até comentei lá no face, que ambas estão no estilo girlie, um look mimoso de menininha....LINDAS....

Vi o vídeo inteirinho! Adorei o pulinho dela no final (suave como uma pluma) e conhecer "ao vivo" a gatinha Mani (ouvi a voz do seu irmão ao fundo a chamando de MÁNI não é?) Pronuncia-se mais forte na primeira sílaba!!! Até no nome você inovou...uma gatinha linda, doce e que te alegra. E se te faz feliz, também faz a mim!!

Amei vir aqui, fiquei com os olhos inchados em pelo sábado, mas valeu muito a pena!Um dia contarei a história da minha "Miminha" também..rsrs
Beijos, beijos , beijos e uma final de semana maravilhoso minha musa!
Se cuida muito!!! :)
E da Mani também!!!:))


Mary Miranda disse...

Oi, ADri, prima mais que querida!!!!

Isso já foi há 3 anos, em janeiro de 2009, que Nandaia nos deixou... Foi muito triste e ainda lembro dela...
Mani, minha prima, também morreu, só que de envenamento por causa de uma vizinha cretina que detesta animais e bota comida envenenada para todo ser vivo que vê pela frente!@ Já xinguei tanto essa mulher, não na cara, mas em pensamentos... Toda vez que a vejo a ignoro, finjo não existir sua infeliz presença em nosso bairro!...
Ja chorei muito e quando reli ontem o post, é como sofresse tudo de novo... Incrível como as lembranças jamais são apagadas!
Elas eram lindas, não é mesmo? Coloquei esses nomes nelas porque queria nome indígena! Nandaia significa jandaia, um psitacídeo parecido com o periquito; Mani é uma deusa, algo assim, que protegia o amendoim. Lenda indígena, viu? E a pronúncia é "Maní", a palavra é oxítona, o "i" é forte. Acho que meu irmão só pronunciou um pouco diferente! hehe
Ambas me fizeram muito feliz!!!! O pouco do tempo que viveram preencheram meus dias de muita luz; parecia que acordar era bem mais prazeroso com elas perto... Mani deixou um filho, também siamês, o Vivinho. Ele durou ainda menos - 1 ano e meses apenas- depois sumiu, não sabemos se está vivo ou morto...
Se deixar, fico só contando história dos meus pets!... Eles são maravilhosos!!!!

Beijos, minha flor!
Adorei que veio! Muito alegre MESMO!!!!

Mary:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...